PRÁTICA EDUCATIVA

1 - PENSAMENTOS

Pestalozzi propôs e praticou, assim, uma educação moral baseada em três fatores:

1. O amor.

2. A percepção e o exercício moral.

3. A linguagem e a verbalização da moral.

Princípios pedagógicos de ensino do Prof. Rivail:

1. Cultivar o espírito natural de observação das crianças, dirigindo-lhes a atenção para os objetos que as cercam.

2. Cultivar a inteligência, observando um comportamento que habilite o aluno a descobrir por si mesmo as regras.

3. Proceder sempre do conhecido para o desconhecido, do simples para o composto.

4. Evitar toda atitude mecânica, levando o aluno a conhecer o fim e a razão de tudo o que faz.

5. Conduzi-lo a apalpar com os dedos e com os olhos todas as verdades.

6. Só confiar à memória aquilo que já tenha sido apreendido pela inteligência.

2 - APRESENTAÇÃO

Convidado a realizar um seminário sobre Pestalozzi e Kardec, iniciei a coleta de dados e a união de vários conteúdos que estavam dispersos, para formatar uma apostila e desenvolver uma apresentação multimídia. O evento foi bem-sucedido e, tempos depois, novamente realizado, ganhando mais amplitude. Foi então que tivemos a inspiração para ampliar o material e transformá-lo num livro.

Devo muito agradecer o concurso dos benfeitores espirituais, que me auxiliaram de forma definitiva com suas inspirações, fazendo com que o texto e toda a pesquisa fluíssem com certa facilidade, aproveitando meu envolvimento com a matéria, pois são anos de estudos, palestras, seminários tanto no movimento espírita quanto no meio educacional, tratando tanto de Kardec quanto de Pestalozzi; este inclusive patrono do Instituto Brasileiro de Educação Moral (IBEM), organização educacional sem fins lucrativos ao qual dedico minha colaboração voluntária.

Procurando dar diretrizes seguras aos educadores - aqui considerados os pais e responsáveis, os professores, os gestores escolares, os coordenadores pedagógicos, os evangelizadores espíritas da infância e juventude, e todo aquele que esteja envolvido de alguma forma com a educação das novas gerações -, tivemos o cuidado de trazer de forma didática, clara e objetiva não apenas a vida e obra desses dois importantes personagens da história humana, mas igualmente seu pensamento educacional e o desdobramento dele na prática educativa, sempre por meio dos princípios apresentados pelo Espiritismo.

Tivemos o cuidado de separar a vida e o pensamento educacional de Allan Kardec em duas fases distintas: enquanto professor Denizard Rivail e, depois, como codificador da doutrina espírita. E gratificante verificar a evolução de seu pensamento e, ao mesmo tempo, a sua fidelidade a princípios que já trazia da vivência com o mestre Pestalozzi. A comprovação da imortalidade da alma, da reencarnação, da mediunidade, da evolução espiritual, fizeram com que transcendesse seu pensamento educacional, não tendo necessidade de nenhuma mudança, pois desde a juventude já acreditava, teorizava e procurava praticar a educação moral do homem enquanto ser integral.

Acompanhando a teoria pedagógica, entregamos ao leitor propostas práticas para a vivência do que se compreende em nível intelectual, propostas essas aplicáveis na família, na escola e igualmente no centro espírita.

Deixo aqui meu preito de gratidão a Pedro de Camargo (Vinícius)*, valoroso trabalhador da seara espírita, idealista da educação e da escola espírita, que em vida deixou várias obras publicadas e participou de inúmeros feitos do movimento espírita, como, entre tantos, a criação do Instituto Espírita de Educação, em São Paulo - SP. Devo essa gratidão pelo amparo espiritual que me fornece, mesmo sem que, de fato, eu mereça, incentivando-me a dar continuidade ao trabalho educacional e, por certo, indicando-me por meio de inspirações e intuições os caminhos a serem mais bem percorridos.

Que possamos, com Pestalozzi e Kardec, abraçar a educação do espírito, na promoção da moralização do homem, para que este, rendendo-se ao influxo do amor de Deus, possa ter como roteiro existencial o bem e a caridade, promotoras da justiça, da paz e da felicidade.

O Autor Contatos com autor: marcusdemario @gmail. com

..CAPÍTULO 1 - PESTALOZZI, VIDA E OBRA

..CAPÍTULO 2 - O PENSAMENTO EDUCACIONAL DE PESTALOZZI
..CAPÍTULO 3 - ENTREVISTANDO PESTALOZZI
..CAPÍTULO 4 - RIVAIL, E SUA OBRA
..CAPÍTULO 5 - O PENSAMENTO EDUCACIONAL DE RIVAIL
..CAPÍTULO 6 - KARDEC, VIDA E OBRA
..CAPÍTULO 7 - O PENSAMENTO EDUCACIONAL DE KARDEC
..CAPÍTULO 8 - ENTREVISTANDO KARDEC
..CAPÍTULO 9 - A EDUCAÇÃO ESPÍRITA
..CAPÍTULO 10 - EDUCAÇÃO MORAL
..CAPÍTULO 11 - O ENSINO ESPÍRITA
..CAPÍTULO 12 - ORIENTAÇÃO PARA MELHOR EDUCAR AS CRIANÇAS
..CAPÍTULO 13 - ORIENTAÇÃO PARA MELHOR EDUCAR OS ADOLESCENTES
..CAPÍTULO 14 - PROJETO EDUCAÇÃO DO ESPÍRITO
..CAPÍTULO 15 - TRABALHANDO POR PROJETOS COM CRIANÇAS ATÉ 6 ANOS
..CAPÍTULO 16 - A ERA DO ESPÍRITO
..CAPÍTULO 17 - PEDRO DE CAMARGO - VÍNICIUS
..CAPÍTULO 18 - SÍNTESE DE ALGUNS ROTEIROS DA PRESENTE OBRA