PALESTINA DO
TEMPO DE JESUS

A Palestina era conhecida na Bíblia, pelos Judeus, com os nomes de Terra de Promissão e Terra de Canaã, sendo chamada pelos cristãos de Terra Santa. Foi o berço do Salvador da humanidade - Jesus Cristo.

Era um país pequeno, com aproximadamente 25 mil quiilômetros quadrados, pouco maior do que o Estado brasileiro de Sergipe.

1 - POVO:

Habitavam a Palestina os israelitas, também chamados judeus ou hebreus. Descendiam de Abraão, o Patriarca.

Constituíam um povo espiritualmente privilegiado, pois se tornou o depositário da Lei de Deus. Através de Moisés foram revelados os Dez Mandamentos da Lei de Deus. Constantemente Deus enviava Profetas que, com suas pregações, procuravam mantê-los na observância fiel dos Preceitos Divinos.

Desse modo, enquanto os outros povos foram caindo na idolatria, a nação judaica conservou o culto ao Deus Único.

2 - O GOVERNO:

Cerca de 63 anos antes de Cristo, a Palestina foi conquistada pelos romanos, quando então passou a ser governada pelo ambicioso e cruel Heródes, o Grande, que conseguiu ser proclamado rei, sob a supervisão de Roma.

No tempo do nascimento de Jesus, a Judéia ainda era governada por Heródes, o Grande que, para conseguir a simpatia do povo, mandou reconstruir o majestoso Templo de Jerusalém, com monumentais colunas de mármore implantadas nos imensos e luxuosos pátios. Seus tesouros eram incalculáveis: altares, candelabros, jarros, portas e ornamentos de ouro, tendo sido, por isso, várias vezes saqueado e destruído em batalha com outros povos.

Embora Heródes, o Grande, houvesse determinado que fossem respeitados os costumes e as tradições religiosas, continuava sendo odiado por cobrar pesados impostos, como tributo ao imperador romano, desviando boa parte deles para construir seus palácios e neles viver com riqueza e luxo, em contraste com a pobreza do povo e do país.

Houve quatro Heródes: Herodes, o Grande, chefe da estirpe, e seus três filhos:

Herodes Antipas, governador da província da Galiléia e Peréia. Foi ele quem determinou que fosse degolado João Batista e tomou parte indireta no julgamento de Jesus;

Herodes Agripa, que mandou prender Pedro e, Herodes Felipe, governador da Ituréia.

Herodes, o Grande, conhecia as Escrituras e sabia do valor das profecias. Assim, tinha medo daquela que veio a se realizar - o nascimento do Messias, Salvador da Humanidade.

Imaginando que o Messias viera para destroná-lo e ser o rei dos judeus, mandou vasculhar o país inteiro à procura do recém-nascido. Por não encontrá-Lo, determinou que fossem mortas todas as crianças com menos de dois anos, da cidade de Belém. Esperava que entre elas estivesse sua pequena vítima- Jesus.

Marina Mallet

..LIMITES DA PALESTINA
..MONTES DA PALESTINA
..MARES DA PALESTINA
..RIO JORDÃO
..CIDADES PRÓXIMAS DO MAR DA GALILÉIA
..GALILÉIA
..A FAUNA DA PALESTINA
..A FLORA DA PALESTINA
..SAMARIA
..PRINCIPAIS CIDADES DA JUDÉIA
..JERUSALÉM