Paulo e seus companheiros em Tiro e Cesaréia

Quatro profetisas, filhas de Filipe

Depois de nos apartarmos deles, fizemo-nos à vela e, indo em direitura, chegamos a Cós; no dia seguinte a Rodes e dali a Patara; e tendo encontrado um navio que passava para a Fenícia, embarcando nele seguimos viagem. Tendo avistado a Chipre, deixando-a à esquerda, navegamos para a Síria, e desembarcamos em Tiro; pois aí se devia descarregar o navio. E tendo achado os discípulos, permanecemos aí sete dias; e eles pelo Espírito diziam a Paulo que não entrasse em Jerusalém. Quando findaram estes dias, partimos e seguimos a nossa viagem, acompanhados por todos, com suas mulheres e filhos, até fora da cidade; e ajoelhados na praia, oramos e, despedindo-nos uns dos outros, embarcamos, e eles voltaram para suas casas.

Concluída a viagem de Tiro, chegamos a Ptolemaida; depois de saudarmos os irmãos, passamos um dia com eles. Partindo no dia seguinte, fomos a Cesaréia; e entrando na casa de Filipe, o Evangelista, que era um dos sete, ficamos com ele. Este tinha quatro filhas que profetizavam. - Cap. XXI, v v. 1-9.

Em cada lugar que chegava, Paulo recebia, por outros médiuns locais, mensagens dos Espíritos sobre os acontecimentos de Jerusalém, e alguns aconselhavam-no a não ir àquela cidade. Pararam os apóstolos em Tiro sete dias e os discípulos dessa cidade avisaram ao Apóstolo para não entrar em Jerusalém. Em Ptolemaida pararam unicamente um dia, que passaram com os companheiros daquela região, seguindo no dia seguinte para Cesaréia, a terra de Filipe.

A despedida de Tiro foi tocante. Que belo quadro daria executado por hábil pintor: todos ajoelhados na praia, as ondas a beijarem as areias prateadas, sob a cúpula de um céu de anil, eternizando aquela emotiva despedida numa prece sincera ao Deus de Amor, todos eles aureolados com as bênçãos do Bom e Humilde Nazareno!

Os apóstolos em Cesaréia hospedaram-se em casa de outro grande apóstolo, que era Filipe, o célebre Filipe que converteu o eunuco de Candace e a quem o Espírito arrebatou da estrada de Jerusalém a Azot. Era o chefe dos cristãos de Cesaréia que muito lhe deviam pelos grandes serviços que havia prestado a essa cidade; e ainda mais pelo sagrado apostolado exercido com a máxima boa vontade e renúncia.

Dizem os Atos, nos seguintes versos, que nos fornecem o título para este comentário, que Filipe tinha quatro filhas profetisas (médiuns). Com certeza magníficos colóquios com o Céu teve Paulo por intermédio dessas moças.

"E como se demorassem ali muitos dias, desceu da Judéia um profeta chamado Ágabo e vindo ter conosco tomou a cinta de Paulo, ligou com ela seus próprios pés e mãos e disse:

Isto diz o Espírito Santo: Assim os judeus em Jerusalém ligarão o homem nas mãos dos gentios" (Cap. XXI, v. v. 9-11).

Quando os apóstolos ouviram isso, creram logo que a mensagem premonitória realizar-se-ia, e insistiram com Paulo para que não subisse a Jerusalém. Mas Paulo, cheio de coragem, de fé e de resignação respondeu: "Que fazeis chorando e magoando o meu coração? Pois eu estou pronto, não só para ser ligado, mas até para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus".

Não podendo os discípulos persuadi-lo, desistiram e disseram: "Que se faça a vontade do Senhor".

"Então, fizeram os preparativos e foram a Jerusalém; alguns discípulos de Cesaréia acompanharam-nos e também levaram um certo Mnasom, de Chipre, antigo discípulo com quem eles deveriam se hospedar (Cap. XXI, v. v. 12-16).

Paulo é, verdadeiramente, o intimorato Apóstolo do Cristianismo. As suas resoluções, quando se tratava de dar testemunho de Jesus Cristo, eram inabaláveis.

E como não ser assim se ele estava absolutamente convencido da imortalidade, da vida eterna, e cientificamente certo da Verdade que pregava e havia recebido do Senhor Jesus, em Espírito!

No cap. XV, 1ª - aos Coríntios, 32-33, ele diz: "Se, como homem, combati em Éfeso contra as bestas, que me aproveita, se os mortos não ressuscitam? Comamos e bebamos que amanhã morreremos. Não vos enganeis, as más conversações corrompem os bons costumes".

E firme no seu propósito, acontecesse o que acontecesse, o apóstolo seguiu para Jerusalém, acompanhado dos seus discípulos.

As profecias, como já se tem visto e se verá, representam papel saliente na vida de Paulo.

Cairbar Schutel