Pedro cura a Enéias

Passando Pedro por toda a parte, desceu também aos santos que habitam em Lida. Achou ali um homem chamado Enéias, que havia oito anos jazia numa cama, porque era paralítico. Pedra disse-lhe: Enéias, Jesus Cristo te sara; levanta-te e faze a tua cama. Ele logo se levantou. Viram-no todos os que moravam em Lida e Sarona, os quais se converteram ao Senhor. - Cap. IX, V. V. 32 - 35.

Um dos principais característicos dos Apóstolos era a cura de enfermos. Pedro possuía esse dom em alta escala.

As curas espirituais produziam grande contribuição para a conversão dos incrédulos. Não só era o enfermo curado que se convertia, mas todos os que tinham seguro conhecimento do caso.

Dotado de faculdades magnéticas e ainda auxiliado pelos Espíritos, que constituem a Falange do Consolador, que agiam em nome de Jesus, Pedro fez inúmeras conversões, mais por meio de curas do que mesmo pela palavra.

É que a cura é um fato que toca logo o coração, o sentimento, mais fácil de percepção do que a palavra que precisa passar pelo cérebro e atravessar o crivo do entendimento.

O amor opera milagres, ao passo que a Sabedoria é tardia em sua ação.

Enéias, cujos nervos se achavam entrevados, tendo recebido os fluidos vitalizantes de que necessitava para pô-los em ação, voz de Pedro, ergueu-se e ficou são.

As curas espíritas constam, como se vê, dos anais do Cristianismo, e acrescentando estas palavras à narrativa de Lucas, não fazemos mais do que confirmar o que já temos dito.

Cairbar Schutel