José Lopes Neto

 

 

Nasceu em 1882 e era filho de Genésio Lopes e Clara Lopes. Foi um dos fundadores da Federação Espírita do Paraná. Elemento jovem, causou verdadeira admiração sua disposição pelo trabalho no Campo da Doutrina.

Muito moço ainda, Lopes Neto, tinha sobre seus ombros os encargos da casa e, na luta árdua pelo ganha pão de cada dia, sentia um entusiasmo inusitado pelas belezas da nova fé que abraçara com extrema convicção. Assim, em 11/11/1904, era conduzido ao cargo de 2º Secretário da Diretoria.

Foi o primeiro orador espírita a sair para o interior do Estado levando a palavra da nova Revelação, ainda não bem conhecida em nossos arraiais. Em 10/12/1905 foi eleito 1º Secretário da Federação e em 10/12/1906 eleito Vice-Presidente, em cujo cargo permaneceu até 13/1/1907.

Em 2/8/1908 foi eleito para a Comissão Central, órgão equivalente a um Conselho Soberano e, em 30/8/1908, eleito Secretário Geral. Em 10/4/1909 eleito Presidente, permaneceu até 3/1/1912. Em 3/3/1912 afastou-se até 12/1/1913 da Comissão Central. Retorna a Presidência em 11/1/1914 até 10/1/1915.

Sem se afastar de suas atividades nos trabalhos doutrinários, sobretudo com atuação de sua lúcida qualidade de médium. Ainda exerceu as funções de Procurador e Redator de “Monitor Espírita” nos anos de 1916 e 1917. Foi também Diretor do Albergue Noturno, interinamente, em 1917, ano em que, ainda jovem, em 8/10/1917 encerrou seu ciclo na presente existência, com apenas 35 anos, após tão assinalados serviços prestados à Federação Espírita do Paraná.

Moço modesto e sem os lauréis acadêmicos, revelou-se espírito grandemente amadurecido e quiçá escolhido pelo alto para o exercício da tarefa. Teve como outros confrades de seu tempo uma atuação superior a 15 anos, com dedicação e verdadeiro amor à Doutrina.