ESQUECENDO-ME DAS COISAS QUE FICAM

"... mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando
para as que estão diante de mim." - Paulo, (Filipenses, 3:13)

Os erros e os episódios desagradáveis ou dolorosos do passado devem constituir lições e experiências proveitosas, mas nunca criar complexos de culpa.

As lembranças das coisas boas são, obviamente, agradáveis; não devemos, porém, nos fixar nelas.

O importante, como diz Paulo, é "avançar para as que estão diante de nós".

A Lei do Progresso nos impulsiona para expressões de vida sempre mais ricas de conhecimento e de sentimento.

Não nos podemos deter no passado, sob pena de atrasarmos nossa "viagem".

O que interessa, realmente, é o presente, o trabalho de hoje, que nos prepara o futuro.

Luiz R. da Cruz