TODA A CORREÇÃO DO PRESENTE

"E, na verdade, toda a correção, do presente, não parece ser de gozo,
senão de tristeza, mas, depois, produz um fruto pacífico e de justiça, nos
exercitados por ela." - Paulo, (Hebreus, 12:11)

Ninguém gosta de ser corrigido.

A simples advertência não é bem recebida.

O velho orgulho está sempre à tona, provocando reação e revolta contra aquele que corrige.

Quando, porém, despertamos para a necessidade do auto-aprimoramento, da importância de corrigirmos nossos erros, a fim de conseguirmos progredir, chegamos até a agradecer aquele que nos corrige, por nos prestar um favor.

Este novo procedimento muda o nosso panorama interior, e passamos a perceber que aquela correção é útil para o nosso processo evolutivo, disso resultando gratidão e esperança.

Luiz R. da Cruz