COMO DESPERTAREI

"Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos e Cristo te alumiará." - (Efésios, 5: 14)

- Como despertarei; eu que acordado estou e que procuro, na medida de minha fraqueza humana, estar atento aos diversos trabalhos com que me ocupo?

- Na verdade, há olhos que, embora abertos, não vêem; há ouvidos que, perfeitos, não ouvem; há mentes que, apesar de grandemente desenvolvidas, dormem profundo sono, na ignorância de certas verdades simples e belas da vida por elas mesmas vivldas.

Assim,

- quando os teus olhos vêem a beleza de uma flor delicada e perfumosa, mas não páras para pensar um pouco na grandeza misteriosa e simples da força Divina que a fez tal qual é;

- quando empenhas a mente no estudo prolongado, absorvente e árduo das leis cósmicas ou dos cálculos científicos e não te apercebes de que uma Sabedoria Superior as tenha criado;

- quando ouves ou lês belas páginas de ensinamentos espirituais e evangélicos e não sabes mais do que louvar-lhes a excelência da expressão ou manifestar teu assombro diante de uma revelação,

- na realidade, não vês, não estudas e não ouves em toda a acepção destas palavras!

Dormes, porque não procuras enxergar um pouco mais além das limitações da forma material.

Dormes, porque não sabes meditar e estudar elevando a mente do plano restrito dos números e das fórmulas.

Dormes, porque não lembras de interrogar a ti mesmo se, por acaso, não és uma personificação da figura fictícia que te apresentaram em parábola, em conto ou narrativa, para exemplificação de um erro, de uma negligência ou até de um crime.

Desperta, pois, e convence-te de que já é soada a hora em que deves te exercitar na prática dos ensinamentos transmitidos pela bondade dos Celestes Mensageiros a fim de que a Luz de Jesus Cristo alumie o imo de teu coração e por ele faças resplandecer todas as tarefas de tua vida.

Ottília (Espírito)