COMO LOUVAREI

"Todo o ser que respira, louve a Jeová.
Louvai a Jeová." - (Salmos, 150: 6)

- Como louvarei ao Senhor, nos dias atribulados de minha vida, que não me permite dedicar horas ao cantos e falas de louvor?

- Louvarás ao Senhor, não apenas com a melodia que tiras de um instrumento musical ou com a que desferem as tuas cordas vocais, mas o farás também com a música harmoniosa das boas ações que praticares, dos sorrisos de alegria que fiizeres desabrochar nos lábios do órfão, do aflito ou do enfermo.

Louvarás ao Pai Celeste, com a edificação magnífica de teu templo interior e embeleza-lo-ás com as riquezas incontáveis que te tem sido prodigalizadas.

Louvarás ao Criador de todas as coisas, com o poema de teus bons sentimentos, fazendo-os desabrochar - embora em terreno hostil - em rosas de amor cristão, em violetas de humildade, em jasmins de carinho, em troncos poderosos de ação benéfica, em galhos frondosos de amizade sincera e em folhas verdejantes de esperança bendita.

Portanto,

- se és artista de sentimentos afinados com a Espiritualidade Superior, tange as cordas de tua harpa em prol dos mais desvalidos de possibilidades da vida e, louva ao Senhor!

- Se és orador inteligente e culto, levanta tua voz para transmitires aos companheiros de jornada as belezas e verdades que já conheces e, louva ao Senhor!

- Se és construtor de edifícios de pedra e cal, prodigaliza aos teus irmãos, amigos ou inimigos, as alegrias de uma habitação melhor ou de um templo de socorro às necessidades que, no momento, lhes são primordiais e, louva ao Senhor!

- Se enfim, és um trabalhador em contacto com a Natureza, abre os teus olhos para ver a beleza de um dia ensolarado ou a magnificência de um céu recamado de estrelas e aprecia o colorido das flores ou a graça das aves e, procurando conservar, melhorar ou perpetuar estas maravilhas da Criação Divina, louva ao Senhor!

Detém, pois, amigo, os teus passos apressados e indiferentes pelo caminho desta vida e reiniciando tua caminhada em peregrinações para a Vida Eterna, louva-O sempre como sempre respiras.

Ottília (Espírito)