COMO NÃO ENDURECEREI

"Não endureçais os vossos corações como na provocação,
no dia da provação no deserto." - (Hebreus, 3:8)

- Reconhecendo que, se desejar conquistar a vitória do Bem, o guerreiro colocado em campo árduo de lutas terá que munir-se de armas fortes e escudo reforçado para enfrentar seu contendor em igualdade de condições, como não endurecerei o coração se as lutas da vida tentam quebrantá-la de encontro às dificuldades, que se sucedem sem tréguas?

- O ódio cega e a raiva emudece a mais loquaz criatura.

O desânimo pode prostrar o espírito mais forte.

A tristeza doentia pode matar as melhores possibilidades de trabalho do homem mais fortemente habilitado para serviços belos e úteis.

O conhecimento elevado que orienta e ajuda a elevação da mente predisposta à ascensão na escalada da sabedoria, pode perturbar a criança que apenas ensaia a compreensão do A B C.

O gesto de bondade que faculta a renovação da oportunidade perdida ou malbaratada e significa uma nova aurora para quem deseja, sinceramente, retratar-se, pode, também, abrir campo a novas quedas para aqueles que desconhecem o uso da força de vontade sobre si próprios.

Assim também,

- se deves erigir em teu coração, muralhas que lhe preservem a tranqüilidade em favor da própria vida;

- se deves acostumar-te às atitudes de disciplinador e de educador a fim de que a ignorância não destrua, indebitamente, as conquistas do esforço no trabalho e no estudo,

- não olvides de que há, muitas vezes, necessidade de utilizarmos armas de pequeno porte a fim de que possamos vencer grandes batalhas;

- não olvides que há, quase sempre, necessidade de perdermos na aparência das situações transitórias da vida humana, a fim de que possamos ganhar valores reais dentro de nós mesmos.

Não endureças, pois, o coração, no molde aterrorizante da primeira hora em que a luta te proovocou ao campo de batalha, provando-te a serenidade, a firmeza de princípios e a acuidade mental em meio ao deserto da surpresa e do desespero, porque, então, difícil se tornará a penetração do raio de luz da inspiração divina ou da sugestão superior, em teu caminho para a vitória.

Ottília (Espírito)