COMO NÃO ME PERTURBAREI

"Para que nenhum de vós seja perturbado nestas tribulações.
Vós mesmos sabeis que para isto somos destinados." -
(I Tessalonissenses, 3:3)

- Como não me perturbarei, se a dúvida preside minhas meditações e se de incerteza é o clima em que respiro?

- Para quem não plantou uma árvore amiga, a canícula é hora de infernal provação;

- para quem não construiu com mãos laborioosas abrigo de sólidos alicerces, a tempestade parecerá via de destruição imediata;

- para quem não guardou em seu celeiro, o justo e necessário, em tempo de fartura, a seca será o veículo impiedoso de fome e miséria.

Aquele, porém, que guarda no coração a sabedoria, a paz e a confiança e emprega suas forças físicas ou mentais em esforço construtivo a cada hora e cada dia,

- saberá manter-se sereno e firme conhecendo que a hora da canícula surgirá imperturbável, que a tempestade visitar-lhe-á algum dia e que a seca comparecerá, talvez, ao cenário de sua vida bucólica,

- mas que a cada uma destas instrutoras ele poderá, tranqüilamente, atender, amparado em seu esforço sincero por bem aprender-lhes as lições.

Planta, pois, em tua mente, árvores de conhecimentos elevados,

- constrói em teu coração, abrigos de equilíbrio sentimental,

- armazena em teu espírito, o pão e a água que as lições evangélicas oferecem,

- para que a dúvida e a desconfiança, que hoje ou amanhã certamente surgirão, te encontrem imperturbável na compreensão mais elevada.

Ottília (Espírito)