COMO PENSAREI

"Pensai nas coisas lá de cima, não nas que estão sobre a terra." - (Colossenses, 3:2)

- Reconhecendo a minha incapacidade de equilíbrio para colocar as coisas em seu justo lugar e a minha ainda clamorosa necessidade de conquista dos valores primários que a vida terrena oferece, como pensarei nas coisas de esferas mais elevadas? !

- Inegável a afirmativa de que a natureza não dá saltos e de que na escala evolutiva do espírito eterno, não se verificará a ascensão indébita daqueles que não a conquistarem degrau por degrau.

Básico o preceito de que o aluno que não fiizer por conquistar para si próprio, no mínimo que seja, os valores padronizados para um ano de determinado curso, não merecerá promoção ao seguinte.

Irrefutável o ensinamento de que mais importante preocupação para um espírito acordado ante as claridades evangélicas, deve ser o justo aproveitamento do minuto que passa, pleno de oportunidades de renovação, realização e aprendizado, nas tarefas comuns que a vida humana nos confere.

Mas,

se as pernas nos conduzem para onde necessitamos nos dirigir em contacto com a terra amiga;

se os braços colaboram conosco, permitindo abramos cancelas ou desbravemos caminhos no cerrado espesso;

se o coração serve de termômetro às cargas de vibrações emotivas de que nos fazemos campo,

importa reconhecer que a mente permanece em posição mais elevada, como a coroar o templo físico de nossas oportunidades de aprendizado terreno e como base a toda edificação espiritual que intentarmos realizar.

Reconhecendo assim, aprenderás que a criação mental é quase tudo em nossa vida por ser, em nós, a tela capaz de registrar as mensagens de inspiração superior para transmiti-las e ordená-las às zonas que lhe ficam abaixo.

Pensa, pois, sempre e cada vez mais, nas coisas, nas paisagens, nos conhecimentos, nos padrões de vida e de virtude, e nas nuanças sentimentais de elevação, de beleza e de pureza que sabes serem próprios de planos mais elevados.

Pensa, não para que esqueças e desprezes as requisições e imposições necessárias à vida presente, mas para que no teu limitado círculo de atuação sobre a Terra, cooperes na melhoria e na transformação do ambiente vibratório da Escola Bendita, que proporciona tua autotransformação, fazendo-te merecedor da vida em suas mais elevadas expressões.

Ottília (Espírito)