O SENHOR É O MEU PASTOR,
NADA ME FALTARÁ

"Eu sou o Bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas." (João, 10:14)

Davi, médium que era, tinha vaga intuição da existência de Jesus Cristo, como sendo o elevado Espírito que dirige os destinos do nosso Planeta. Por isso, diz ele: "Disse o SENHOR a meu SENHOR, assenta-se à minha direita até que eu coloque os teus inimigos como estrado dos teus pés."

Por conseguinte, o Salmo 23 representa, ao mesmo tempo, uma apologia do poder de Jesus Cristo e uma súplica, rogando a sua proteção.

1- Jesus é o Bom Pastor, não só de Davi, mas de todos os filhos de Deus. Aquele que cumpre fielmente a vontade do Pai Celestial, nada lhe faltará, isto é, não experimentará nem fome, nem nudez, nem enfermidades, nem miséria, nem penosos resgates, pois ele soube viver os ensinamentos vivificantes ensinados pelo Meigo Pastor.

2- Aos cumpridores das leis de Deus, Jesus lhes propiciará uma vida equilibrada (não experimentarão as agruras da vida, viverão contentes, felizes, em perfeita similitude como "a ovelha em pastos verdes e com águas tranqüilas", sem as turbulências causadas pelos lobos vorazes da intriga, da inveja, da corrupção e das maldades de todos os matizes).

3- Refrigera a alma de todos os seus irmãos, propiciando-lhes meios de viverem pelas veredas da justiça, do equilíbrio, do bom senso, sem os percalços causados pelos desregramentos de uma vida mal vivida, sem os dolorosos resgates oriundos das transgressões cometidas contra as leis de Deus, tudo isso porque respeitamos o seu Santo nome, pois, aquele que respeita o nome de Jesus, observará os seus ensinamentos contidos nos Evangelhos.

4 - Ainda que tenhamos que experimentar sofrimentos após a morte do corpo, convivendo, temporariamente, com as trevas exteriores causadas por uma vida mal vivida, não devemos temer mal algum, porque Deus é misericordioso e bom, jamais condenando os seus filhos às penas eternas e irremissíveis, mas simplesmente fazendo com que experimentem corretivos transitórios e concedendo-lhes novas reencarnações redentoras. A vara e o cajado do Bom Pastor (os ensinamentos de Jesus e a sua égide amorosa), nos darão a certeza de que seremos guiados a novas vidas de felicidade e de paz.

5- Preparadas uma mesa perante mim, na presença dos seus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.

Quando nos defrontamos com os nossos desafetos, a vaidade, a avareza, o ciúme, a inveja, o ódio, a maledicência, a corrupção. Jesus nos propiciará uma mesa farta, dando-nos os meios de enfrentar essas viciações, a fim de sairmos vitoriosos dessa peleja. Se realmente soubermos aproveitar essas dádivas generosas, o Senhor nos abençoará (ungirá as nossas cabeças) e a nossa alegria será intensa (o nosso coração transbordará de contentamento), o júbilo intenso propiciará às nossas almas uma satisfação indescritível pela certeza de termos vencido difícil etapa em nossa vida.

6- A bondade e a misericórdia do Criador nos seguirão em todos os dias de nossa vida, e, se soubermos cumprir fielmente a vontade soberana de Deus, aprimorando os nossos Espíritos através das reencarnações, passaremos a habitar as elevadas esferas espirituais, por toda a eternidade.

I-Salmo 24 - Tudo pertence a Deus, a Terra e tudo o que nela há; o mundo e todos os seres que nele habitam.

Deus criou o mundo sobre as águas (não há vida sem água).

A água, entre os judeus, era sinônimo de matéria, e o mundo é matéria.

Quem subirá o monte do Senhor? Quem ascenderá a Deus e habitará o lugar santo por toda a eternidade?

Aquele que, pelo esforço próprio, se tornar puro de coração e isento de toda e qualquer maldade. Aquele que se despe de todas as vaidades e não age enganosamente. Estes escalarão o monte do Senhor (participarão do concerto dos bons Espíritos que são os executores da vontade de Deus). E aqui se deve esclarecer que todos nós somos filhos de Deus, e, um dia, no decorrer dos milhões de anos de aperfeiçoamento, participaremos do grandioso banquete da espiritualidade. Ninguém jamais será condenado a utópicas penalidades eternas, porque Jesus é o Bom Pastor, Ele nos ama, e, por isso, nada nos faltará.

Paulo A. Godoy