FRATERNIDADE DO TREVO

Venerável RAZIN. Quem foi Razin?

— Um mercador que passava por Jerusalém no momento em que Jesus subia ao Calvário. Impressionado com a figura do Cristo, acompanhou-o, assistindo à sua crucificação. A serenidade e o amor que se irradiavam do Sacrificado tocaram a sensibilidade do mercador, que, então, procurou conhecer a Doutrina Redentora.

Procurou os discípulos, conversou com Maria de Nazaré, com Madalena e com quantos tiveram a oportunidade de receber as palavras do Mestre.

Homem de negócios, Razin verificou, de pronto, que só uma organização poderia fazer com que prevalecessem os sábios ensinamentos.

Voltando às suas viagens, não deixou que se perdesse a oportunidade de mostrar o que havia aprendido.

Quando retornou ao Plano Espiritual, deparou-se com o Mestre que lhe ofereceu um Trevo, para que, através dele, fossem reconhecidos todos aqueles que, seguindo as suas experiências, se prontificassem a servir nas hostes do Bem.

Chamado a trabalhar na recuperação vibratória do I Maneta, apresentou-se ao Comandante Armond, oferecendo o seu conhecimento na organização e direção da Casa.

E enquanto na parte da organização material o Comandante Edgard Armond reunia companheiros de escol, para formar o Conselho Deliberativo, na parte espiritual foi inspirado para fundar a Escola de Aprendizes do Evangelho, a fim de preparar, na Terra, os novos discípulos que testemunhassem, através do estudo e do trabalho, a firmeza, assiduidade e amor ao próximo, podendo, dessa maneira, tornar-se membros de uma nova Fraternidade que seria iniciada entre os encarnados que se dispusessem a agir como verdadeiros discípulos de Jesus.

A Fraternidade do Trevo, sob a direção espiritual de Razin, é composta, atualmente, de vinte mil trabalhadores, e tem a tarefa de orientá-los para a organização das Casas Cristãs.

Martha G. Thomaz