GRUPOS MEIMEI E SHEILA

São grupos que fazem parte da Fraternidade dos Samaritanos, liderada por Frei Jorge, um Franciscano que assumiu o socorro aos seres escravizados, que se encontram no Umbral.

Meimei
responsabilizou-se pelo socorro de Espíritos infantis e dirige uma Casa especializada que fica no terceiro Plano, próxima de "Nosso Lar".

Sheila, com a sua especialidade em enfermagem, acompanha os Samaritanos, a fim de socorrer aqueles que ainda sentem as dores dos ferimentos ou tenham desencarnado em mesas de cirurgia.

Às vezes, esses doentes se negam a sair do local em que sofrem e, normalmente, são levados a casas de socorro espiritual, na Terra, onde médiuns e atendentes em um trabalho de amor os orientam, mostrando lhes a diferença do novo corpo.

Embora tenham com os seus programas de trabalho em "Nosso Lar" a responsabilidade de atendimento aos enfermos, no Rio de Janeiro, sempre que evocadas aparecem em outros Estados ou cidades, para orientarem a organização de tarefas assistenciais em toda e qualquer Casa Cristã que queira trabalhar em benefício do próximo.

Frei Jorge organiza vários grupos que, com disciplina e dedicação, descem, constantemente, aos Umbrais da vida, a fim de tornar menos dolorosa a caminhada dos nossos irmãos em sofrimento, oferecendo-lhes condições de refazimento e aprendizado.

Em São Paulo, temos o Frei Galvão. também da Ordem Franciscana, que, espiritualmente, atende a cidade.

E, quantas vezes, encontramos grupos que, orientados por Anália Franco, Cléo Abreu e outros irmãos abnegados, exercem o mesmo trabalho.

Por isto, é preciso não nos esquecermos de que todo seareiro cristão tem a sua tarefa pessoal e intransferível.

Cabe, então, a nós, encarnados, nos conscientizarmos de que, se a nossa cota de trabalho, por vezes, nos parece pequena, é, no entanto, indispensável, porque, assim como juntando uma a uma gota d'água enchemos um copo, assim também um de nós, dando a nossa parte, estaremos colaborando para diminuir o sofrimento humano em qualquer plano da vida.

O fundamental para a melhoria do nosso Planeta é aprendermos a respeitar a nós mesmos, para nos tornarmos capazes de valorizar o trabalho de cada companheiro.

Cultivemos a harmonia em nossos corações e harmonizaremos a Terra.

Martha G. Thomaz