CAPÍTULO 41 - CAMPANHA PELO AMOR

"Em Laços de Afeto damos nossa contribuição despretensiosa pela instauração de uma campanha pela humanização nas instituições terrenas.

Dirigimos nossas reflexões ao centro espírita, conquanto a família e a escola, as empresas e órgãos públicos, e ainda quaisquer ambientes onde os relacionamentos encontrem-se voltados a um objetivo comum são como "terra fértil", que guarda projetos de ascensão e paz a serem direcionados para o amor uns com os outros, no engrandecimento da evolução espiritual da individualidade.

Por divisa tomamos a frase lapidar de Jesus para ser o archote desssa campanha que urge:

- Nisto todos reconhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros !

A vitória sobre o maior inimigo do homem, o egoísmo, solicita a renovação dos modelos institucionais e a transformação do comportamento na aquisição de novos valores que o capacitem para longa batalha interior.

Recriar as relações e repensar a sistematização das nossas organizações espíritas são investimentos sólidos, que atendem ao programa inspirado sob a tutela do incansável Bezerra de Menezes, no atendimento às "novas determinações" do Espírito Verdade, a fim de construirmos, no futuro, um movimento espírita plenamente identificado com a mensagem de Amor trazida por Jesus à humanidade há dois milênios, e atualizada pelo trabalho nobre de Allan Kardec.Jo 13:35

Esperançosa em ter colaborado, mesmo que pálidamente, com esse objetivo de instaurar um novo tempo para nossas agremiações, muito nos alentará saber que nossas palavras, pelo menos, serviram para deixar claro que a grande causa de nossas vidas é o amor uns pelos outros, acima de quaisquer postulados de caráter doutrinário ou religioso, conforme já fora asseverado pelo Pastor de nossas vidas: Meus discípulos serão conhecidos por muito se amarem.

Ermance Dufaux