AS PROVAS E AS EXPIAÇÕES

Para que possamos dar valor à felicidade é necessário sabermos quanto ela custa.

A dor, as humilhações, os reveses, as enfermidades, o trabalho e o estudo são as provas e as expiações com as quais compramos nossa felicidade futura.

Com as expiações nós liquidamos nossos erros passados, satisfazendo assim a justiça divina.

As provas servem para desenvolver o nosso Sentimento, a nossa Fé e a nossa força de vontade.

Antes de começar sua existência no mundo material o espírito escolhe o gênero de provas ou de expiações, pelas quais terá de passar.

Escolhendo ele próprio suas provas e expiações, o espírito usa o seu livre-arbítrio.

Desse modo fomos nós mesmos que escolhemos a vida que agora estamos vivendo.

Por isso é nosso dever aceitar com entusiasmo todos os trabalhos que a vida nos impõe e suportar resignadamente, sem murmurar, os sofrimentos que nos tocarem.

Aqueles que não cumprirem suas provas ou não suportarem suas expiações terão de recomeçá-las de novo.

Os que murmuram; os que não têm paciência nas aflições; os que falam contra a pobreza em que vivem; os que não se contentam com o que possuem; os que usam a riqueza apenas para a satisfação de seus caprichos; os que usam do poder apenas para oprimir os outros; os que se orgulham de seus talentos; todos esses não sabem cumprir suas provas nem suportar suas expiações.

Ninguém recebe uma prova ou uma expiação superior a suas forças.

O Pai misericordioso e bom só dá a seus filhos um fardo que eles possam carregar.


Eliseu Rigonatti