OS MUNDOS DE PROVAS E EXPIAÇÕES

Quando os espíritos deixam os mundos primitivos já pos­suem inteligência e sentimentos; passam a viver nos mundos de provas e de expiações.

Nesses mundos os espíritos executam diversos trabalhos para aprenderem a utilizar sua inteligência e ao mesmo tempo começam sua purificação.

Os espíritos que não usam de sua inteligência para o bem erram e são obrigados a corrigir seus erros.

Os espíritos que precisam corrigir seus erros ou faltas estão em expiação.

Os espíritos que desempenham sua tarefa estão em provas.

Deus com isto quer ver se já sabem praticar a lei da caridade.

Por enquanto a Terra é um mundo de provas e de expiações: pertence à segunda classe.

É por isso que aqui vemos tanta miséria e tanta dor.

Mas graças a nossa evangelização, já estamos caminhando rumo a nossa evolução para Mundo de Regeneração.

Colocados em um meio rude como o nosso, aprenderemos a dominar nossas paixões, a desenvolver nossos sentimentos de fraternidade e amor, a ser justos, mansos e misericordiosos.

Precisamos ter muita força de vontade para que não falhemos em nossas provas.

Cada vez que falhamos retardamos nosso progresso e prolongamos nossa permanência nos mundos de sofrimentos.

O hábito de manter pensamentos puros e elevados, evitar os vícios e a perversidade; cultivar o estudo e o trabalho honesto; fazer o bem com prazer e alegria; viver com simplicidade e amar os pobres e os humildes; tudo isso fará com que saiamos vencedores das provas a que estamos sujeitos.

A calma, a resignação, a paciência, a coragem e a confiança na bondade de Deus nos ajudarão a sofrer, quase que sem senti-las, as expiações que merecemos.

Eliseu Rigonatti