GENEROSIDADE E MISERICÓRDIA

Alguns poupam tanto que vivem na indigência.

Você, contudo, se investir seus bens no amparo de seu próximo, obterá mais do que dispõe presentemente.

A alma generosa será cumulada de muitos recursos e quando os emprega na solução de questões e dores alheias, mais largamente receberá.

O povo deplora os que retêm recursos que abrem a porta do equilíbrio.

Bênçãos virão sobre todos aqueles que os fazem circular, beneficiando a muitos.

Quem busca o ma], por ele será oprimido. Quem busca o bem encontrará sua libertação espiritual.

Aquele que confia apenas em si, cairá em desvalia.

Todo aquele, contudo, que se socorre do amparo do Mais-Alto para realizar suas ohras, reverdecerá como a folhagem de árvore que sofreu poda e ressurge para produzir mais.

Quem perturba a sua vida, querendo realizar-se fora do campo de sua natureza divina, provavelmente colherá tempestades em seus caminhos.

O fruto da vida é a Vida.

Cada qual rcceberá na Terra a sua recompensa. O perverso colherá perversidade.

O pecador terá o fruto de seu pecado.

Aquele que ama será visitado pelo mesmo amor que distribui ao longo de seu caminho.

Qual está sendo a sua colheita?

Se a exaustão azeda o seu ânimo, busque renovar-se para responder com misericórdia a todos os apelos que chegam a seu coração, para que a sua intranquilidade não agrave o infortúnio alheio.

Seja generoso com os de sua casa.

Exerça a misericórida com os seus e os não seus.

Roque Jacintho