C
CADÁVER
O cadáver é carne sem vida, enquanto que um morto é alguém que se ausenta da vida. Emmanuel
CALMA (...) É valor substancial para os seus entendimentos difíceis. André Luiz
CALÚNIA Os léxicos definem a calúnia como "imputação falsa, ofensiva da reputação e crédito de alguém; a calúnia é a arma dos covardes".Joanna de Ângelis
CALUNIADOR O caluniador é um teste de paciência. Humberto de Campos
CÂMARA MORTUÁRIA (...) as câmaras mortuárias não devem ser pontos de referência à vida social, mas recintos consagrados à oração e ao silêncio. André Luiz
CAMINHO O caminho celeste é o dia que o Pai nos concede, quando aproveitado por nós na prática do bem. Cada hora, desse modo, transforma-se em abençoado trecho dessa estrada divina, que trilharemos até o encontro com a grandeza e a perfeição do Supremo Criador, e cada oportunidade de bom serviço, durante o dia, é um sinal da confiança de Deus, depositada em nós. Veneranda
CAMPO

O campo ( a que Jesus se refere na parábola do joio) simboliza o mundo, isto é: o (...) planeta e a humanidade terrena (...) Roustaing

o campo é o celeiro vivo do pão que sustenta a mesa (...).

CAMPO DE FORÇA

(...) Faraday e Maxuell, investigando fenômenos elétricos e magnéticos, descobriram que envolviam um novo tipo de força, que não poderia ser descrita pelo modelo mecanicista de Newton, até então encarado como a teoria última dos fenômenos naturais. Esses autores substituíram o conceito de força pelo de campo de força: ao fazê-lo, foram os primeiros a ultrapassar os limites da Fisica newtoniana. Descobriram que cada carga gera uma perturbação no espaço, que apresenta o potencial de gerar uma força e é denominada de campo. É exatamente a partir do conceito de campo, que o autor A.Luiz introduz as interações entre o espírito e a matéria; segundo esse autor, o conceito de campo ainda não é a última descoberta em Física, porquanto "( ...) a matéria de base para o campo continua desafiando o raciocínio, motivo pelo qual, escrevendo da esfera extrafísica, na tentativa de analisar, mais acuradamente, o fenômeno da transmissão mediúnica, definiremos o meio sutil em que o Universo se equilibra como sendo o Fluido Cósmico ou Halito Divino, a força para nós inabordável que sustenta a criação". ( Mecanismos da Mediunidade).

Ao descobrir o conceito de campo, a Física práticamente extrapolou a matéria, pois o campo possui a sua própria realidade, podendo ser estudado sem qualquer referência a corpos materiais. O campo possui peculiariedades estranhíssimas, completamente absurdas, parecendo ser a porta de entrada para as outras dimensões do Universo. (...) Leopoldo Balduino

CAMPO DE SAÍDA A expresssão "campos de saída" define lugares-limites, entre as esferas inferiores e superiores. André Luiz
CANIÇO JÁ QUEBRADO O "caniço já quebrado", a "mecha ainda fumegante" significam "Os Espíritos culpados", nos quais uma tendência, por muito fraca que seja,há sempre para melhorarem. Roustaing
CÃO Os cães (...) são auxiliares preciosos nas regiões obscuras do Umbral (...). André Luiz
CAPITAL (...) O capital é um recurso do sofrimento purificador, não sòmente para os que o possuem, mas para quantos se esforçam pelo obter. é o meio através do qual o amor de Deus opera sobre toda a estruturação da vida material no globo; sem sua influência, as expressões evolutivas do mundo dexariam a desejar, mesmo porque os Espíritos encarnados estariam longe de compreender os valores legítimos da vida, sem a verdadeira concepção da dignidade do trabalho.
CARÁTER As aquisições do passado permanecem latentes, não são destruídas; e como têm o seu fulcro, as suas raízes, no inconsciente, serão tanto mais opulentas e brilhantes, quanto mais longa tenha sido trajetória da alma. Essas aquisições é que fazem o substrato do Espiríto, isso que denominamos o caráter, a marca de cada qual, assim como os seus pendores cada vez mais amplos para as ciências, artes, letras, indústrias, etc. Há fatos irrecusáveis que o atestam, sem sombra de quaisquer dúvidas. Gabriel Delanne
CARAVANA DA FRATERNIDADE

Constitui etapa gloriosa da marcha da Unificação (da Doutrina Espirita), galhardamente vencida pelo sadio idealismo dos espíritas patrícios, a tarefa cumprida pela CARAVANA DA FRATERNIDADE.. (...) "A Caravana da Fraternidade teve a seguinte composição; pelo Estado do Paraná, o Dr, Lins de Vasconcelos Lopes; pelo Estadode São Paulo, Carlo A.Jordão da Silva e Ary Casadio; pelo Estado do Rio, prof, Leopoldo Machado; pelo Estado do Rio Grande do Sul, Francisco Spinelli; em Pernambuco, a Caravana foi engrossada com a inclusão do confrade Luiiz Burgos Filho, representante daquele Estado. (...)

Além desta "Caravana", outra - uma "Caravana Invisível', entregou-se a idêntica tarefa, sendo esta supervisionada por Bezerra de Menezes (...) Duílio Lena

CARIDADE

'Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas."

(...)A caridade, segundo Jesus, não se restringe à esmola, abrange todas as relações em que nos achamos com os outros semelhantes, sejam eles nossos inferiores, nossos iguais, ou nossos superiores . Ela nos prescreve a indulgência, porque de indulgência precisamos nós mesmos, e nos proíbe que humilhemos os desafortunados, contrariamente ao que se se costuma fazer. (...) Allan Kardec

(...)origem de todas as virtudes e base de ordem social (...) Allan Kardec

(...)a idéia de caridade está intimamente ligada à idéia de Bem, vindo a ser ambos a mesma coisa, Angel A.

CARIDADE ESPIRITUAL

(...) aquela que, para ser praticada, nao reclama a existência de coisa alguma que represente valor material entre os homens (...) Angel Aquarod

Caridade espiritual independe dos valores terrenos: perdão, tolerância, entendimento, indulgência, preces e vibrações em favor de outrem não têm preço na moeda terrena. Martins Peralva

CARIDADE MATERIAL

(...) a que se traduz pela dávida representativa de algum desses valores (materiais). Angel Aquarod

Caridade material é representada pelo alimento, o vestuário, o remédio e outros bens que dependem de recurso financeiro. Martins Peralva

CARIDADE MORAL

Desejo compreendais bem o que seja a caridade moral, que todos podem praticar, que nada custa, materialmente falando, porém, que é a mais difícil de exercer-se. A caridade moral consiste em se suportarem umas à outras as criaturas e é o que menos fazeis neste mundo inferior, onde vos achais, por agora, encarnados. Grande mérito há, crede-me, em um saber calar-se, deixando fale outro mais tolo do que ele. É um gênero de caridade isso. Saber ser surdo quando uma palavra zombeteira se escapa de uma boca habituada a escarnecer; não ver o sorriso de desdém com que vos recebem pessoas que, muitas vezes erradamente, se supõe acima de vós, quando na vida espírita, a única real, então não raro, muito abaixo constitui merecimento, não do ponto de vista da humanidade, mas do da caridade, porquanto não dar atenção ao mau proceder de outrem é caridade moral.

CARMA

(...) débitos ou créditos perante a Justiça Divina, resultantes de nosso procedimento em encarnações anteriores (...) Rodolfo Caligaris

No pontode vista cármico, cristalização dos nossos atos e pensamentos, dos nossos desejos e aspirações, bons e maus e o embrião de vidas futuras na lógica sequência e encadeamento de causas e efeitos, dinamizados dentro do psiquismo de cada alma. O passado determina o presente, como o presente determinará o futuro dentro do princípio da causalidade cármica. Não existem, pois, favoritismos, predestinações ou arbítrios divinos. Para cada vida, quer no plano terrestre, quer nos Mundos intermediários (astral) e espirituais, o homem é o árbitro do seu destino, subordinado ao determinado cósmico, essencialmente complacente e progressivo, transcendendo o espaço e o tempo.

(...) o Carma registra com precisão matemática toda a atividade mental e emocional - pensamentos e sentimentos, atos e aspirações - que vão do subconsciente ao superconsciente do psiquismo humano, procurando equilibrar duma forma oportuna, justa e sábia o débito ou crédito de cada alma perante o cumprimento ou não cumprimento das leis divinas, imutáveis e eternas, inscritas na consciência humana. (...) Antonio Freire

CARNE

A carne é veículo transitório e abençoado instrumento para o espírito aprender na Academia terrestre através do processo incessante da evolução. Joana De Ângelis

A carne, de certo modo, em muitas circunstâncias não é apenas um vaso divino para o crescimento de nossas potencialidades, mas também uma espécie de carvão milagroso, absorvendo-nos os tóxicos e resíduoos de sombra que trazemos no corpo substancial. André Luiz

CASA (...) Aqui (no Mundo etéreo), temos o poder de moldar a substância etérea, conforme pensamos. Assim, também as nossas casas são produtos de nossas mentes. Pensamos e construímos. É uma questão de vibração do pensamento e, enquanto mantivermos essas vibrações, conservaremos objeto que, durante todo esse tempo, é objetivo para os nossos sentidos. Findlay
CASA ASSOMBRADA As casas assombradas, parece-me, devem subdividir-se em dois grandes grupos: as que assim se manifestam por tempo circunscrito e costumeiro e em que quase sempre se pode encontrar a influência de um médium, e estas se devem denominar melhor "casas mediúnicas": e aquelas onde o fenômeno perdura ou em que toda parece, ao menos em aparência, se deva excluir. Cesar Lombroso
CASA DE DEUS (...) é aquela em que o faminto e o sedento matam a fome e a sede, onde o desnudo acha abrigo, consolo o aflito, conselho eficaz o espírito flutuante; aí, sim está a tua verdadeira casa. Amália Domingo Soler
CASA DO PAI ver UNIVERSO
CASA TRANSITÓRIA DE FABIANO Tratava-se de grande instituição piedosa, no campo de sofrimentos mais duros em que se reúnem almas recém -desencarnadas, nas cercanias da Crosta Terrestre, a qual (...) fora fundada por Fabiano de Cristo, devotado servo da caridade entre antigos religiosos do Rio de Janeiro, desencarnado há muitos anos. Organizada por ele, era connfiada, periodicamente, a outros benfeitores de elevada condição, em tarefa de assistência evangélica, junto aos Espíritos recém-desligados, do plano carnal. André Luiz
CASAMENTO

(...) uma instituição divina, destinada, não só à conservação da Humanidade, como também a oferecer aos espíritos, que se unem no grupo familiar, apoio recíproco para suportarem as provas da existência (...) Rodolfo Calligaris

(...) o casamento, aos olhos de Deus, consiste no acordo livre, livremente aceito e, até a morte de um dos cônjuges, mantido pela união dos dois corpos para a produção e pela das almas para a execução da lei do amor e da caridade e cumprimento de todos os deveres que aquela união lhes impõe reciprocamente e com respeito aos filhos, que ambos terão de encaminhar na vida. Roustaing

CASAMENTO ACIDENTAL (...) Encontro de almas inferiorizadas, por efeito de atração momentânea, sem qualquer ascendente espiritual
CASAMENTO AFIM

(...) Reencontro de corações amigos, para consolidação de afetos.

(...) No sentido superior, são os que reúnem almas esclarecidas e que muito se amam. Martins Peralva

CASAMENTO PROVACIONAL

(...) Reencontro de almas, para reajustes necessários à evolução de ambos.

(...) duas almas que se encontram em processo de reajustamento, necessário ao crescimento espiritual, esses são os mais frequentes. Martins Peralva

Sabemos que os casamentos na Terra não se dão ùnicamente pela aproximação dos Espíritos simpáticos, há uniões provacionais, em que se aproximam, pelos laços conjugais, individualidades comprometidas por sérios desvios afetivos de vidas anteriores. O objetivo é que essas criaturas se rearmonizem pela vivência em comum. Dentro da família, vamos encontrar credores e devedores do passado. Aqueleque lesou afetivamente o outro, recebê-lo-á junto de si, na posição de filho (a) ou de companheiro (a), a fim de reescrever a história desse afeto.

CASAMENTO SACRIFICIAL

(Reencontro de alma iluminada com alma inferiorizada, como o objetivo de redimí-la. (...) reúnem almas possuidoras de virtudes e sentimentos opostos.

É uma alma esclarecida, ou iluminada, que se propõe a ajudar a que se atrasou na jornada ascensional.

Como a própria palavra indica, é o casamento de sacrifício, para um dos cônjuges. Martins Peralva

CASAMENTO TRANSCENDENTE

(...) Almas engrandecidas no Bem e que se buscam para realizações imortais.

(...) São constituídos por almas engrandecidas no amor fraterno e que se reencontram, no plano físico, para as grandes realizações de interesse geral. Martins Peralva

CASTIDADE - ' A verdadeira castidade e nobre conduta sexual não se restringem ao não uso do aparelho genésico, mas, sim à atitude mental e ao compartamento emocional. A simples abstenção física, acompanhada de tormento interior, é sòmente uma fuga da realidade, uma transferência no tempo. Manuel P. Miranda
CASTIGO '(...) (É) A consequência natural, derivada desse falso movimento (da alma); uma certa soma de dores necessárias a desgostá-lo ( o culpado) da sua deformidade, pela experimentação do sofrimento. O castigo é o aguilhão que estimula a alma, pela amargura, a se dobrar sobre si mesma e a buscar o porto de salvação. O castigo só tem por fim a rabilitação, a redenção. Querê-lo eterno, por uma falta não eterna, é negar-lhe toda a razão de ser. (...)" Allan Kardec
CATALEPSIA

Na catalepsia simples ou vulgar, que é a mais comum entre as catalepsias provocadas, a pessoa se imobiliza, com a fisionomia impassível, com os olhos abertos e fixos.Nenhum batimento de pálpebras. Quase sempre fica absolutamente abolida,ou, quando menos, consideràvelmente diminuída, toda espécie de excitabilidade muscular reflexa. As extremidades articuladas, por falta de resistência, assumem extrema leveza; prestam-se a todos os movimentos possíveis que lhes queira imprimir (flexibilidade aérea), e conservam, por tempo notável, a atitude que se lhes deu, embora sumamente incômoda e penosa. José Lapponi

CATALEPSIA COM FASCINAÇÃO Se a atividade funcional do órgão da vista prevalece sobre a do sentido muscular, ou então se, durante a catalepsia, ou com uma luz viva, com um olhar imperioso, com um ruído ou por algum outro meio se consegue atrair, para si ou para alguma pessoa da reunião, a atenção do paciente, a dominá-lo com o olhar, como diz Bremaud, ter-se-á então a catalepsia com fascinação. José Lapponi
CATALEPSIA EXTÁTICA

Ás vezes, na catalepsia persiste a atividade passiva da mente, conjunta a um certo grau de consciência e de memória, e exagerada atividade da imaginação. Tem-se então aquela forma de Catalepsia que se denomina extática ou Catochus ou Catalepsia espúria.

As imagens que a imaginação, operando de modo espontâneo neste estado, apresenta à mente, não influem grandemente sobre a atitude da pessoa; ao contrário. o rosto conserva a expresssão apática e imóvel que se observa na catalepsia ordinária. A sensibilidade geral e especial é abolida ou diminuída, em um mesmo grau, nos diversos órgãos do corpo. A respiração é lenta e superficial; lento e pequeno o pulso; fria e descorada a superfície do corpo; coexiste, porém não no grau típico, a flexibilidade cérea dos membros ou a ela se substitui uma particular contratura tônica transitória. (...) José Lapponi

CATOLICISMO (...) Herdando os costumes romanos e suas disposições multisseculares, (a Igreja de Roma) procurou um acordo com as doutrinas consideradas pagãs, pela posteridade, modificando as tradições puramente cristãs, adaptando textos, improvisando novidades injustificáveis e organizando, finalmente, o Catolicismo sobre os escombros da doutrina deturpada. (...) Emmanuel
CAUSA A Causa é a mola oculta que aciona a vida universal. Fernando de Lacerda
CEFAS Vocábulo do aramaico (língua semítica falada pelos arameus. É a língua em que Jesus e seus discipulos pregaram, e nela se acha escrita uma parte da Bíblia) Cefas significa Rocha ou Pedra: O mesmo que Pedro, nome dado por Jesus a Simão, que se tornou o apóstolo Simão Pedro, O têrmo designa firmeza. Quando Pedro se mostrava fraco ou vacilante, Jesus dirigia-se a ele pelo nome original, Simão, antes do nome que significa Rocha. Manuel Quintão
CEGOS QUE CONDUZEM CEGOS Estas palavras do Mestre se aplicam também aos fariseus dos vossos dias. Os que se obstinam em caminhar nas trevas, arrastando consigo seus irmãos, sofrerão as mesmas penas que estes, até que abram os olhos. (...) J. B.Roustaing
CEGUEIRA A cegueira do espírito é fruto da espessa ignorância em manifestações primárias ou do obnubilamento da razão nos estados de aviltamento do ser (...) André Luiz
CELIBATO Uma parte de Espíritos escolhe a vida celibatária, a fim de terem condições e tempo suficiente para o cumprimento integral de determinada tarefa em auxílio à humanidade, outros para educar melhor os seus sentimentos e outros ainda, não alcançam a união matrimonial na Terra, em virtude de inibições psicológicas e físicas nascidas da consciência culpada, torturada por erros e crimes da afeição mal dirigida, em vidas pretéritas (...) Uma pequena parte dos Espíritos em vida celibatária, sejam em atividades nas diversas ordens religiosas do mundo ou fora dela, em outras realizações nobres, são almas já com respeitáveis conquistas evolutivas de sabedoria e amor, que buscam aproveitar o máximo de suas vidas no serviço à Humanidade. Estes fazem de suas existências, um serviço constante de amor e abnegação, embora não deixem também de sofrer duras e difíceis carências para testar e ratificar seus valores espirituais (...) Walter Barcellos
CÉLULA (...) a célula é bem um ser vivo; organiza-se, reproduz, alimenta-se e evolui, tal como o animal superior.Gabriel Dellane

(...) princípios inteligentes de feição rudimentar, a serviço do princípio inteligente em estágio mais nobre nos animais superiores e nas criaturas humanas, renovando-se continuamente, no corpo físico e no corpo espiritual, em modulações vibratórias diversas, conforme a situação da inteligência que as senhoreia, depois do berço ou depois do túmulo. André Luiz
CÉLULA NERVOSA (...) A célula nervosa é entidade de natureza elétrica, que diariamente se nutre de combustível adequado. Há neurônios sensitivos, motores, intermediários e reflexos. Existem os que recebem as sensações exteriores e os que recolhem as impressões da consciência. Em todo o cosmo celular agitam-se interruptores e condutores, elementos de emissão e de recepção (...) André Luiz
CENSURA A censura é choque nos agentes da afinidade. Espírito da Verdade
CENTRO DE FORÇA

(...) o nosso corpo de matéria rarefeita está intimamente regido por sete centros de força, que se conjugam nas ramificações dos plexos e que, vibrando em sintonia uns com os outros, ao influxo do poder diretriz da mente, estabelecem, para nosso uso, um veículo de células elétricas, que podemos definir como sendo um campo eletromagnético, no qual o pensamento vibra em circuito fechado (...) André Luiz

O corpo espiritual, ou perispírito, possui sete centros de força, conjugados com as glândulas endócrinas, de importância fundamental para o funcionamento e sustentação da organização física, pois, através deles, o Espírito gerencia todas as suas funções, a partir das mais simples. O Instrutor Clarêncio enumera estes sete centros vitais: 1 - centro coronário; 2 - centro cerebral; 3 - centro laríngeo; 4- centro cardíaco; 5 - centro esplênico; 6 - centro gástrico e 7 - centro genésico (...) Walter Barcellos

CENTRO ESPÍRITA

O centro Espírita é o lugar em que se desenvolvem as tarefas do Movimento Espírita (...) é dirigido por uma diretoria composta, na maioria dos casos, por um presidente, um vice-presidente, um secretário, um tesoureiro e diretores de departamentos. FEB

Um templo espírita não é simples construção de natureza material. É um ponto do Planeta onde a fé raciocinada estuda as leis universais, mormente no que se reporta à consciência e à justiça, à edificação do destino e à imortalidade do ser. Lar de esclarecimento e consolo, renovação e solidariedade, em cujo equilíbrio cada coração que lhe compõe a estrutura moral se assemelha a peça viva de amor na sustentação da obra em si.Emmanuel

CEPTICISMO

(...) uma doença do Espírito. Destrói, aniquila a confiança que devemos depositar em nós mesmos, em nossos recursos ocultos (...) Léon Denis

Doutrina filosófica que induz o homem a duvidar de tudo. Manuel Quintão

CÉREBRO ( ... ) o cérebro de carne é um instrumento delicado, incapaz de suportar a carga de duas vidas. ( ... ) André Luiz

( ... ) é aparelho de potencial reduzido, dependendo muito da iluminação de seu detentor, no que se refere à fixação de determinadas bênçãos divinas. ( ... ) André Luiz

( ... ) Ora, o cérebro é o instrumento que traduz a mente, manancial de nossos pensamentos. Através dele, pois, unimo-nos à luz ou à treva, ao bem ou ao mal. André Luiz

( ... ) O cérebro real é aparelho dos mais complexos, em que o nosso "eu· reflete a vida. Através dele, sentimos os fenômenos exteriores segundo a nossa capacidade receptiva, que é determinada pela experiência; por isto, varia ele de criatura a criatura, em virtude da multiplicidade das posições na escala evolutiva. ( ... ) André Luiz

( ... ) O cérebro é o órgão sagrado de manifestação da mente, em trânsito da animalidade primitiva para a espiritualidade humana. André Luiz

O cérebro é o dínamo que produz a energia mental, segundo a capacidade de reflexão que lhe é própria; no entanto, na Vontade temos o controle que a dirige nesse ou naquele rumo, estabelecendo causas que comandam os problemas do destino. Emmanuel

O cérebro físico é um gabinete escuro, proporcionando ( ... ) [ao Espírito] ensejo de recapitular e reaprender. Emmanuel

( ... ) é o equipamento orgânico de maior complexidade que se conhece, cujas funções múltiplas deslumbram ainda os maiores conhecedores dos seus mecanismos. Não apenas responde pela exteriorização da vida mental, mas é responsável também por quase todas, senão todas as manifestações e ocorrências físicas. Resistente e delicado ao mesmo tempo, é o conjunto eletrônico mais sensível e completo que o homem jamais conheceu. Manoel P. Miranda

CÉREBRO

ETÉREO

( ... ) "cérebro etéreo·, sede da personalidade integral subconsciente, provida de faculdades de sentido supranormal. Ernesto Bozzano
CESTA DE BICO ( ... ) consiste em adaptar-se à cesta uma haste inclinada, de madeira, prolongando-se dez a quinze centímetros para o lado de fora, na posição do mastro de gurupés, numa embarcação. Por um buraco aberto na extremidade dessa haste, ou bico, passa-se um lápis bastante comprido para que sua ponta assente no papel. Pondo o médium os dedos na borda da cesta, o aparelho todo se agita e o lápis escreve, como no caso [da cesta-pião], com a diferença, porém, de que, em geral, a escrita é mais legível, com as palavras separadas e as linhas sucedendo-se paralelas, como na escrita comum, por poder o médium levar facilmente o lápis de uma linha a outra. Obtém-se assim dissertações de muitas páginas, tão rapidamente como se se escrevesse com a mão. Allan Kardec
CESTA-PIÃO ( ... ) [É] uma cestinha de quinze a vinte centímetros de diâmetro (de madeira ou de vime, a substância pouco importa). Se fizermos passar pelo fundo dessa cesta um lápis e o prendermos bem, com a ponta de fora e para baixo; se mantivermos o apaarelho assim formado em equilíbrio sobre a ponta do lápis, apoiado este sobre uma folha de papel, e apoiarmos os dedos nas bordas da cesta, ela se porá em movimento; mas, em vez de girar, fará que o lápis percorra, em diversos sentidos, o paapel, traçando riscos sem significação ou letras. Se se evocar um Espírito que queira coomunicar-se, ele responderá não mais por meio de pancadas, como na tiptologia, porém, escrevendo palavras. O movimento da cesta já não é automático, como no caso das mesas girantes; toma-se inteligente. Com esse dispositivo, o lápis, ao chegar à extremidade da linha, não volta ao ponto de partida para começar outra; continua a mover-se perpendicularmente, de sorte que a linha escrita forma uma espiral, tornando necessário voltear muitas vezes o papel para se ler o que está grafado. Nem sempre é muito legível a escrita assim feita, por não ficarem separadas as palavras. Entretanto, o médium, por uma espécie de intuição, facilmente a decifra... (...) Allan Kardec
CÉU Em geral, a palavra céu designa o espaço indefinido que circunda a Terra, e mais particularmente a parte que está acima de nosso horizonte. Vem do latim coelum, formada do grego coilos, côncavo, porque o céu parece uma imensa concavidade. Os antigos acreditavam na existência de muitos céus superpostos, de matéria sólida e transparente, formando esferas concêntricas e tendo a Terra por centro.
(...) Segundo a opinião mais comum, havia sete céus e daí a expressão - estar no sétimo céu - para exprimir perfeita felicidade.
(...) A teologia cristã reconhece três céus: o primeiro é o da região do ar e das nuvens, o segundo, o espaço em que giram os astros, e o terceiro, para além deste, é a morada do Altíssimo, a habitação dos que o contemplam face a face (...)
As diferentes doutrinas relativamente ao paraíso repousam todas no duplo erro de considerar a Terra centro do universo, e limitada a região dos astros. Allan Kardec.
CÉU OU INFERNO "Céu ou Inferno", portanto são dependências que construímos em nosso íntimo, vitalizadas pelas aspirações e mantidas a longo esforço pelas atitudes que imprimos ao dia-a-dia da existência. Manuel P. de Miranda
CHAKRA Palavra sânscrita que significa roda, igualmente conhecida em páli, como Chakka (...) centros vitais que se encontram em perfeito comando dos órgãos fundamentais da vida, espalhados na fisiologia somática, a saber: coronário, também identificado como a "flor de mil pétalas", que assimila as energias divinas e comanda todos os demais, instalado na parte central do cérebro, qual santuário da vida superior - sede da mente -, responsável pelos processos da razão,da morfologia, do metabolismo geral, da estabilidade emocional e funcional da alma no caminho evolutivo; cerebral ou frontal, que se encarrega do sistema endrocrínico, do sistema nervoso e do córtice cerebral, respondendo pela transformação do neuroblastos em neurônios e comandando desde os neurônios às células efetoras; laringeo, que controla os fenômenos da respiração e da fonação; cardíaco, que responde pela aparelhagem circulatória e pelo sistema emocional; sediado entre o externo e o coração; esplênico, que se responsabiliza pelo labor da aparelhagem hemática, controlando o surgimento e morte das hemácias, volume e atividade na manutenção da vida; gástrico, que conduz a digestão assimilação e eliminação dos alimentos encarregados da manutenção do corpo; genésico, que dirige o santuário da reprodução e engendra recursos paa o perfeito entrosamento dos seres na construção dos ideais de engrandecimento e beleza em que se movimenta a Humanidade. Joanna de Ângelis
CHAVE DO REINO
DOS CÉUS
(...) o conhecimento exato dos meios de chegar-se à perfeição moral. J.B. Roustaing
CHOQUE ANÍMICO (...) Da mesma forma que, na terapia do eletrochoque, aplicada a pacientes mentais, os Espíritos que se lhes imantam recebem a carga de eletricidade, deslocando-se, com certa violência dos seus hospedeiros, aqui o aplicamos, através de psicofonia atormentada, que preferimos utilizar com o nome de incorporação, por parecer-nos mais compatível com o tipo de tratamento empregado, e colhemos resultados equivalentes.
(...) Trazido o Espírito rebelde ou malfazejo ao fenômeno da incorporação, o perispírito do médium transmite-lhe alta carga fluídica animal, chamemo-la assim, que bem comandada, aturde-o, fá-lo quebrar algemas e mudar a maneira de pensar. (...) Manuel P. Miranda
CHORO E RANGER
DE DENTES

As locuções - choro, ranger de dentes - são empregadas em sentido alegórico. Exprimem as torturas morais por que forçosamente tem de passar o Espírito endurecido e consciente de que esse endurecimento é a causa única de seu sofrer.

O choro e o ranger de dentes simbolizam as torturas morais na erraticidade e os sofrimentos da encarnação em mundos inferiores à Terra. Antonio Luis Sayão

CIDADES DE ISRAEL As cidades de Israel são, sob o véu da alegoria, todas as nações da Terra (...) J. B. Roustaing
CIÊNCIA (...) é fonte de luz para o desenvolvimento da nossa inteligência, fator importante de progresso intelectual (...) Antonio L.Sayão
CIÊNCIA ESPÍRITA A ciência Espírita compreende duas áreas, experimental uma, relativa às manifestações em geral; filosófica, outra, relativa às manifestações inteligentes (...) Allan Kardec
CIÊNCIA MATERIALISTA A ciência materialista é um antemural às indagações do pensamento ainda presa aos velhos prejuízos da Humanidade. Fernando do Ó

CIRCUNSTÂNCIA

REFLEXA

(...) as imagens destrutivas que (o homem) arquivou em sua mente, se desdobrarão diante dele, através do fenômeno a que podemos chamar de "circunstâncias reflexas", dando azo a recônditos desequilíbrios emocionais que o situarão, logicamente em contacto com as forças desequilibradas que se lhe ajustam ao temporário modo de ser. (...) André Luiz
CIÚME (...) ter ciúme é sofrer por perceber a felicidade do outro quando a gente não está perto. (...) Dalva Silva Souza
CIVILIZAÇÃO

A história das civilizações terrestres é a da lenta evolução de um conjunto heterogêneo de Espíritos falidos, em regime de provas e expiações (...) Hernani T. Sant'Ana

(...) a civilização é a grande oficina onde cada um deixa estereotipada a própria obra. (...). Emmanuel

Cada civilização é precioso curso de experiências.Emmanuel

CLARIAUDIÊNCIA Clariaudiência é a faculdade pela qual a pessoa ouve os Espíritos com nitidez. Martins Peralva

CLARIAUDIÊNCIA E

CLARIVDÊNCIA

(...) os termos clariaudiência e clarividência traduzem a faculdade, que algumas pessoas têm, de ouvir o que para os outros é inaudível, e de ver o que normalmente ninguém vê (...) J. Arthur Findlay
CLARIVIDÊNCIA (...) É um atributo da alma, uma faculdade inerente a todas as partes do ser incorpóreo que existem em nós e cujos limites não são outros senão os assinados à própria alma. O sonâmbulo vêm em todos os lugares aonde sua alma possa transportar-se qualquer que seja a longitude. Allan Kardec
CLONAGEM Clonagem é a técnica em cultura de tecidos, pela qual todas as células obtidas provêm de uma só delas, podendo todas se reproduzirem sob a forma de células idênticas - clones. (Clone do grego klon - broto). Tais organismos são produzidos por um único indivíduo, através da multiplicação vegetativa ou assexuada. Um exemplo de clone é uma colônia de bactérias, pois, uma única bactéria, dividindo-se, produz milhões de descendentes. Essa técnica é do domínio científico há muitos anos (desde 1952), sendo utilizada apenas em animais - sapos, ratos de laboratório, coelhos, ovelhas e vacas - e plantas de interesse econômico. Eurípedes Kuhl
CLONIZAÇÃO Clonização deriva do termo grego klon, broto, ramo, galho. É portanto, basicamente, um processo de enxertia. Herminio C.M
CODIFICAÇÃO Não precisamos ser passadistas ou tradicionalistas incondionais, o que seria muito exagero, mas não podemos abraçar tudo quanto apareça, pelo fato de ser novo, ou trazer rótulo novo, em detrimento da espinha dorsal da construção espírita: a Codificação de Allan Kardec. Tem ela mais de cento e cinquenta anos, no entanto, o pensamento está bem vivo, não se apagou nem se confundiu na voragem das idéias tumultuárias. Devemos apreciar e estimular os trabalhos novos, mas temos de reconhecer uma realidade - para que possamos compreender, por exemplo, André Luiz, Emmanuel e tantos outros autores, do mundo espiritual, e do mundo terreno também, precisamos conhecer, antes de tudo, a codificação de Allan Kardec. Deolindo Amorim
COLABORAR (...) Colaborar é ajudar ao semelhante nas suas tarefas (...)
Colaborar é ser gentil, prestar favores, ainda que pequenos. Fernando Flores
CÓLERA Com efeito, basta que se faça uma alusão a certo defeito nosso; uma comparação que nos rebaixe ou simplesmente nos seja desfavorável; uma crítica, ainda que sinncera e construtiva, a qualquer realização de que tenhamos sido responsáveis; ou que alguém desatenda a uma ordem, esqueça uma recomendação ou contrarie uma opinião nossa, para que a irritação se instale em nosso espírito, nos faça perder a razão e nos impila à violência verbal ou física. ( ... )

A verdade, porém, é que a coléra, como de resto todos os vícios, é uma imperfeição de nosso espírito, respondendo cada um por todos os desatinos que venha a praticar nesse estado. Rodolfo Calligaris

( ... ) a cólera, a malquerença, o ódio, o rancor e os pensamentos de vingança são forças negativas que destroçam o equilíbrio mental, espiritual e até mesmo físico de quem as alimenta ( ... ). Rodolfo Calligaris

( ... ) é um perseguidor cruel. Irmão X

O grito de cólera é um raio mortífero, que penetra o círculo de pessoas em que foi pronunciado e aí se demora, indefinidamente, provocando moléstias, dificuldade e desgostos. ( ... )

A cólera é a força infernal que nos distancia da paz divina. Francisco C. X

( ... ) é gatilho à violência ( ... ). Emmanuel

COLÔNIA

PERTURBADORA

Para muitas criaturas, é difícil compreender a arregimentação inteligente dos espíritos. Entretanto, é lógica e natural. Se ainda nos situamos distantes da santidade, não obstante os propósitos superiores que já nos orientam, que dizer dos irmãos infelizes que se deixaram prender, sem resistência, às teias da ignorância e da maldade? Não conhecem região mais elevada que a esfera carnal, a que ainda se ajustam por laços vigorosos. Enleados em forças de baixo padrão vibratório, não apreendem a beleza da vida superior e, enquanto mentalidades frágeis e enfermiças se dobram humilhadas, os gênios da impiedade lhes traçam diretrizes, enfileirando-as em comunidades extensas e dirigindo-as em bases escuras de ódio aviltante e desespero silencioso. Organizam, assim, verdadeiras cidades, em que se refugiam falanges compactas de almas que fogem, envergonhadas de si mesmas, ante quaisquer manifestações da divina luz. Filhos da revolta e da treva aí se aglomeram, buscando preservar-se e escorando-se, aos milhares, uns nos outros ( ... ). Tais colônias perturbadoras devem ter começado com as primeiras inteligências terrestres entregues à insubmissão e à indisciplina, ante os ditames da Paternidade Celestial. A alma caída em vibrações desarmônicas, pelo abuso da liberdade que lhe foi confiada, precisa tecer os fios do reajustamento próprio e milhões de irmãos nossos se recusam a semelhante esforço, ociosos e impenitentes, alongando o labirinto em que muitas vezes se perdem por séculos. Inabilitados para a jornada imediata, rumo ao Céu, em virtude das paixões devastadoras que os magnetizam, arrebanham-se de conformidade com as tendências inferiores em que se afinam, ao redor da Crosta Terrestre, de cujas emanações e vidas inferiores ainda se nutrem, qual ocorre aos próprios homens encarnados. O objetivo essencial de tais exércitos sombrios é a conservação do primitivismo mental da criatura humana, a fim de que o Planeta permaneça, tanto quanto possível, sob seu jugo tirânico. André Luiz

COMEÇO DOS

TEMPOS

( ... ) Esta expressão, começo dos tempos, é antes uma figura que implica a idéia de uma anterioridade ilimitada. ( ... ) Allan Kardec

COMISSÃO

CENTRAL

Em vez de um chefe único, a direção será confiada a uma comissão central pemanente, cuja organização e atribuições se definam de maneira a não dar azo = arbítrio. ( ... )

A Comissão Central será, pois, a cabeça, o verdadeiro chefe do Espiritismo, chefe coletivo, que nada poderá sem o assentimento da maioria. Suficientemente numeroso para se esclarecer por meio da discussão, não o será bastante para que haja confusão.Allan Kardec

COMPAIXÃO ( ... ) é o sentimento que melhor a ela [caridade] conduz, porque a compaixão, quando real, provoca a ação, tendo por impulsores a abnegação e o sacrifício, degraus maravilhosos que suavemente elevam o ser às alturas da perfeição e que ele sobe auxiliado pelas asas das virtudes que caracterizam a caridade. Angel Aguarod

Compaixão é a porta que se nos abre no sentimento para a luz do verdadeiro amor, entretanto, notemos: ninguém adquire a piedade sem construí-la. Emmanuel

COMPANHEIRO Companheiro é o que colabora sem constranger. André Luiz
COMPLETISTA É o título que designa os raros irmãos que aproveitaram todas as possibilidades construtivas que o corpo terrestre lhes oferecia. ( ... ) O "completista" na qualidade de trabalhador leal e produtivo, pode escolher, à vontade, o corpo futuro, quando lhe apraz o regresso à Crosta em missão de amor e iluminação, ou recebe veículo enobrecido para o prosseguimento de suas tarefas, a caminho de círculos mais elevados de trabalho. André Luiz
COMPREENDER Compreender, no bom sentido, é ver para abençoar, aliviar, amparar, construir ou reconstruir. Emmanuel
COMUNHÃO ( ... ) O termo comunhão significa mesmo correspondência íntima entre dois ou mais indivíduos identificados num determinado propósito. Vinicius

COMUNHÃO

DOS SANTOS

( ... ) Atualmente é esta Comunicação dos Espíritos reconhecida no Credo da Cristandade sob a denominação de ·Comunhão dos Santos·. G. Vale Owen
COMUNICAÇÃO ( ... ) A comunicação de um com outro aqui [no mundo etéreo] se faz mentalmente e não mediante o emprego de palavras como na Terra. É precisamente como se dissséssemos que a mente de um Espírito se põe em contacto telepático com a mente de outro com quem se comunica. Arthur J. Findlay

A comunicação dos Espíritos é a Mensagem da Luz convidando o homem ao preparo para a união com Deus. Yvonne P.

COMUNICAÇÃO

FRÍVOLA

As comunicações frívolas emanam de Espíritos levianos, zombeteiros, ou brincalhões, antes maliciosos do que maus, e que nenhuma importância ligam ao que dizem. Como nada de indecoroso encerram, essas comunicações agradam a certas pessoas, que com elas se divertem, porque encontram prazer nas confabulações fúteis, em que muito se fala para nada dizer. Tais Espíritos saem-se às vezes com tiradas espirituosas e mordazes e, por entre facécias vulgares, dizem não raro duras verdades, que quase sempre ferem com justeza. ( ... ) Allan Kardec

COMUNICAÇÃO

GROSSEIRA

Comunicações grosseiras são as concebidas em termos que chocam o decoro. Só podem provir de Espíritos de baixa estofa, ainda cobertos de todas as impurezas a matéria, em nada diferem das que provenham de homens viciosos e grosseiros. Repugnam a quem quer que não seja inteiramente baldo de toda a delicadeza de sentimentos, pela razão de que, acordemente com o caráter dos Espíritos, elas serão triviais, ignóbeis, obscenas, indolentes, arrogantes, malévolas emesmo impias. Allan Kardec

COMUNICAÇÃO

INSTRUTIVA

Instrutivas são as comunicações sérias cujo principal objeto consiste num ensinamento qualquer, dado pelos Espíritos, sobre as ciências, a moral, a filosofia, etc. São mais ou menos profundas, conforme o grau de elevação e de desmaterializaação do Espírito.

( ... ) Qualificando de instrutivas as comunicações, supomo-las verdadeiras, pois o que não for verdadeiro não pode ser instrutivo, ainda que dito na mais imponente linguagem. ( ... ) Allan Kardec

COMUNICAÇÃO

INTELIGENTE


( ... ) consistem na troca regular de pensamentos por meio de sinais, da palavra e, principalmente, da escrita. Allan Kardec
COMUNICAÇÃO
MEDIÚNICA ENTRE
VIVOS
( ... ) as comunicações mediúnicas entre vivos constituem a fundamental base fenomênica das pesquisas metapsíquicas, uma vez que somente por meio de tais comunicações se chega a penetrar na gênese da fenomenologia supranormal, visto que assim se fica em condições de considerar a um tempo a causa e o efeito, o agente e o percipiente do fenômeno que se tenta investigar. Ernesto Bozzano
COMUNICAÇÃO
SÉRIA
As comunicações sérias são ponderosas quanto ao assunto e elevadas quanto à forma. Toda comunicação que, isenta de frivolidade e de grosseria, objetiva um fim útil, ainda que de caráter particular, é, por esse simples fato, uma comunicação séria. ( ... )

No tocante a comunicações sérias, cumpre se distingam as verdadeiras das falsas, o que nem sempre é fácil, porquanto, exatamente à sombra da elevação da linguagem, é que certos Espíritos presunçosos, ou pseudo-sábios, procuram conseguir a prevalência das mais falsas idéias e dos mais absurdos sistemas. ( ... ) Allan Kardec

COMUNIDADE "( ... ) É uma reunião de indivíduos, muitas vezes numerosíssima, e, no entanto, pode ser considerada em si mesma como um só indivíduo, como um ser uno e, não obstante, composto. ( ... )" Gabriel Delanne

A comunidade é um conjunto de serviço, gerando a riqueza de experiência. E não podemos esquecer que a harmonia dessa máquina viva depende de nós. Emmanuel

CONCEITO Os conceitos constituem a unidade estrutural do pensamento. Segundo a Lógica Formal, o conceito é uma forma de pensamento mediante a qual se exprimem qualidades essenciais de um objeto. Pela sua própria natureza, o conceito é univer sal, mas alberga também as caracteristicas particulares e as singularidades dos objetos. Os conceitos se originam a partir das imagens representativas, através dos processos de abstração e de generalização. Exemplificando, ao se afirmar que Sócrates é um homem, o conceito homem perde as características singulares identificam o indivíduo Sócrates, e passa a simbolizar todos os indivíduos da espécie humana. Houve aqui a abstração dos caracteres singulares e a generalização tornando a idéia universal.

Pela abstração perdem os conceitos as características elementares de sensoriedade. Segundo Spearman, "os conceitos vão desde idéias sobre coisas muito simples até as abstrações de alto nível, bastante distanciadas do nível do objeto". Russel afirma que "os conceitos do adulto determinam razoavelmente o que ele sa que ele crê e assim, em grande parte, o que ele faz". É claro que se devem também levar em conta os outros componentes da personalidade, tais como as emoções, sentimentos, ideais, objetivos e propósitos existenciais. Outra discriminação importante foi feita por Pfander, ao afirmar que não se deve confundir o conceito com a palavra, nem com o objeto (...) Leopoldo Balduino

CONCENTRAÇÃO ( ... ) A concentração é primordial condição para que a prece alcance os seus objetiivos. Consiste em fixarmos a atenção num objetivo situado em nosso íntimo.

A disciplina mental é a chave de uma boa concentração. FEB

( ... ) é uma como disposição de espírito, a que os observadores se habituam por longa prática; é a homogeneidade do ambiente, a identidade de aspirações, com fim científico, ou moral, são as vibrações uníssonas do pensamento, é a serenidade do meio, a expectativa tranqüila. Carlos Imbassahy

A concentração consiste na união dos pensamentos de todos num determinado assunto. Deve ser feita de olhos fechados para impedir possíveis distrações, especialmente dos que se encontram à mesa [na reunião mediúnica). Para fazermos uma boa concentração, exercitemos o pensamento em horas determinadas, educando-o, disciplinando-o. Aurélio Valente

CONCÍLIO ECUMÊNICO
DE NICÉIA
Primeiro Concílio ecumênico, realizado no ano 325, na cidade de constantinopla, que condenou a doutrina arianista, o livre exercício da mediunidade e outros pontos mantidos pelos cristãos primitivos, do que redundou constituir-se marco inicial da desagregação e decomposição do Cristianismo nas suas legítimas bases de que se fizeram paradigmas Jesus, os discípulos e os seus sucessores. Joanna de Ângelis

( ... ) nos únicos Concílios de Nicéia, efetuados em 325,326 e 787, não se cogitou da veracidade dos Evangelhos. No primeiro, convocado por Constantino ( ... ), foi imposto por violência e ameaça de excomunhão o dogma da Divindade de Jesus ou consubstancialidade do Filho de Deus com o Pai. ( ... ) Nessa reunião também se ocuparam da celebração da Páscoa e do celibato dos padres. Em 326, só se tratou da deposição de Eusébio de Nicomédia e de Teóguis de Nicéia, suspeitos de arianismo. O de 787 teve por fim anatematizar os iconoclastas e restabelecer o culto das imagens nos templos ( ... ). Antonio Lima

Com influência do vencedor da ponte de Mílvius, efetua-se o Concílio Ecumênico de Nicéia para combater o cisma de Ário, padre de Alexandria, que negara a divindade do Cristo. Os primeiros dogmas católicos saem, com força de lei, desse parlamento eclesiástico de 325. Emmanuel

CONCÓRDIA A concórdia é o hábito da vida em comum. Waldo Vieira
CONDENAR Condenar é cristalizar as trevas, opondo barreiras ao serviço da luz. Emmanuel
CONDESCENDÊNCIA A condescendência é a característica mais atraente da benevolência. O condescendente consegue amizade de valia e se torna senhor de muitas almas. Mas, é uma virtude muito difícil de ser praticada com resultado, pelo cair muitas vezes a criatura no excesso, que consiste em supor que condescender significa cumplicidade com coisas e fatos inconfessáveis. Angel Aguarod
CONDIONAMENTO
PSÍQUICO
"Quando há um processo de obsessão desta ou daquela natureza, o paciente possui os condicionamentos psíquicos - lembranças inconscientes do débito através das quais se vincula ao perseguidor -, que facultam a sintonia e a aceitação das idéias sugeridas e constrangentes que chegam do plano espiritual. ( ... )" Ivonne A. P.
CONFIANÇA A confiança não é um néctar para as suas noites de prata. É refúgio certo para as ocasiões de tormenta. André Luiz
CONFISSÃO ( ... ) ·Confessai-vos uns aos outros", palavras cujo sentido era: "Dai, uns aos outros, abertamente, testemunho da vossa fé, nada ocultando, a fim de que mutuamente vos ampareis·.

( ... ) significavam que, praticando a igualdade humana, a fraternidade completa, aquele que acabava de fazer a sua confissão sincera diante de seus irmãos reunidos ouvia em seguida, por sua vez, a confissão de cada um dos assistentes: de réu passava a ser juiz. Semelhante confissão, feita com sinceridade, refreava os homens, pelo temor que lhes causava o terem de desvendar um pensamento duvidoso que fosse, inspirava-lhes recíproca indulgência. Cada um temia o julgamento dos seus irmãos e, conseguintemente, pregava pelo exemplo a caridade fraternal. ( ... ) J. B. Roustaing

CONFLITO Dizia Alexander que o desencadeamento de doenças psicossomáticas estariam ligadas a ·conflito específico·, ( ... ) ·0 conflito específico·, para nós, faz parte de estrutura espiritual construída em desarmonias de outras vivências passadas e que, em posterior romagem, exteriorizam os sintomas elaborados. ( ... ) Jorge A. dos Santos
CONFORMIDADE A conformidade! Trabalha; por adquirir essa ciência divina, que nela reside toda a sabedoria moral que possais imaginar. É, sim, a Ciência das ciências, a Sabedoria das sabedorias. Porém, não espereis que isso vos venha do exterior; tem que sair de vós mesmos. A conformidade, estado glorioso, está em potência no mais íntimo do vosso ser e se vai desenvolvendo à medida que ides adquirindo maior conhecimento da Verdade divina, à medida que vos ides emancipando de vossos vícios e defeitos e esgotando o fardo de vossas responsabilidades, que diminuem com os sofrimentos expiatórios e com as demais provas a que a Providência vos submete. Angel Aguarod
CONHECER Conhecer é patrocinar a libertação de nós mesmos, colocando-nos a caminho de novos horizontes na vida.Emmanuel
CONHECIMENTO ( ... ) é fruto de longa paciência, de ardorosa boa vontade e de profunda meditação. George Dejean

( ... ) [A aquisição do] conhecimento da verdade e do dever, que é o sustentáculo suupremo, a mais necessária arma para as lutas da existência. Léon Denis

( ... ) é claridade que deve derruir a ignorância, começando em quem o conduz, e é sombra que se disfarça com certas excrescências morais que atestam a pequena evolução real do ser. ( ... ) Manuel P. de Miranda

Asas da evolução, o conhecimento e o amor constituem a força da sabedoria que liberta a criatura. Manoel P.Miranda

O conhecimento real não é construção de alguns dias. É obra do tempo. André Luiz

O pensamento espírita, neste ponto, não deixa margem para muita divagação. O conhecimento há de ser limitado, porque somos naturalmente limitados. Mas o Espírito progride em conhecimento e em moralidade, cedo ou tarde, como aprendemos em "O Livro dos Espíritos· - Questão 192. Então, à medida que o Espírito desenvolve todo o seu potencial, não apenas intelectual, mas também moralmente, tem mais possibilidades de avançar no conhecimento. Se não pode chegar à essência absoluta das coisas porque não tem instrumentos adequados a este tipo de inquirição, pelo menos adquire uma visão mais lúcida e cada vez mais profunda e ampliada.

O velho problema do conhecimento da coisa em si mesma dividiu muito os círculos filosóficos. Para uns, o conhecimento humano é todo exterior, pois ninguém chega à essência. Para outros há possibilidades de ir além do aspecto formal. E onde a Doutrina Espírita nos deixa, a este respeito? Ela nos deixa exatamente neste ponto: embora reconhecendo a nossa incapacidade para chegar às últimas causas, temos meios de progredir no conhecimento e ultrapassar as restrições pela matéria. É questão de maturidade e perseverança, pois a verdade não está nos objetos nem tampouco nas fórmulas e nos conceitos: a verdade é luz interior! Deolindo Amorim

( ... ) O conhecimento é progressivo, o que significa, em última análise, que se enriquece de experiências do passado e aquisições do presente. Os fatos são os mesmos, como são as mesmas as leis e a matéria-prima da experiência científica. Mas em cada época se aplicam reflexões novas ou se aduzem elementos renovadores. É o enriquecimento, de etapa em etapa. Deolindo Amorim

CONHECIMENTO
DE SI MESMO
"O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave do progresso individual. ( ... )" Allan Kardec

[Nasce te ipsum}. Conceito que se encontra inscrito no pórtico do Santuário de Delfos, em grego: "Gnôthi seauton· e que significa: "Conhece-te a ti próprio·, estrutura moral da filosofia de Sócrates, na sua escola maiêutica. Victor Hugo

CONHECIMENTO
ESPÍRITA
( ... ) constitui o repositório de sabedoria que ampara o indivíduo e o impulsiona montanha acima, no rumo dos acumes. Manoel P.Miranda

Ensinar a viver é a função maior do conhecimento espírita que envolve toda uma fiilosofia de vida capaz de garantir ao Espírito reencarnado o pleno sucesso de sua existência terrena. FEB

O conhecimento espírita é orientação para a vida essencial e profunda do ser. Claro que a evolução é lei para todas as criaturas, mas o Espiritismo intervém no plano da consciência, ditando normas de comportamento, suscetíveis de traçar caminhos retos à ascensão da alma, sem necessidade de aventuras nos labirintos da ilusão que correspondem a curvas aflitivas de sofrimento. Waldo Vieira

CONSANGUINIDADE Muitas vezes a consangüinidade constitui o cadinho purificador. Irmão X
CONSCIÊNCIA "A consciência é um pensamento íntimo, que pertence ao homem, como todos os outros pensamentos." Allan Kardec

É uma recordação intuitiva do progresso feito nas precedentes existências e das resoluções tomadas pelo Espírito antes de encarnar, resoluções que ele, muitas vezes, esquece como homem. Allan Kardec

( ... ) A consciência total, a verdadeira consciência engloba a lembrança das nossas passadas existências e o conhecimento das nossas existências futuras. ( ... ) Georges Dejean

( ) consciência vigilante ( ... ) é "Deus conosco· . Victor Hugo

( ) A única ventura real que existe na Terra, ( ... ) a felicidade incorruptível que os bandidos não usurpam, e Deus valoriza o que o tempo não destrói, e os vermes não corroem ( ... ) é a PUREZA DA CONSCIENCIA, é a satisfação íntima por não haveres transgredido nenhum dos teus deveres morais, sociais e espirituais! Victor Hugo
( ... ) representa apenas a zona da personalidade onde se realiza o labor da construção do Eu e de seu ulterior progresso. ( ... ) Hernani T. San'Ana

A consciência é um registro da Direção Divina, impelindo-nos a regular os batimentos do coração pelo ritmo da verdadeira fraternidade.Waldo Veira

A consciência é o juiz íntegro cuja toga não se macula, e cuja sentença ouviremos sempre, quer queiramos, quer não, censurando nossa conduta irregular. Esse juiz, essa voz débil, mas insopitável, é a centelha divina que refulge através da escuridão de nossa animalidade, é o diamante que cintila a despeito da negrura espessa do rude invólucro que o circunda. Vinicius

É a consciência, centelha de luz divina, que faz nascer em cada individualidade a idéia da verdade, relativamente aos problemas espirituais, fazendo-lhe sentir a realidade positiva da vida imortal, atributo de todos os seres da criação. Emmanuel

( ) é Justiça Divina dentro de nós. ( ... ) Waldo Vieira

( ) [Situa-se] à feição de porta-voz do roteiro exato. Espírito Verdade

Segundo o Espiritismo, os estados de consciência, que estão impregnados pela tonalidade afetiva fundamental da alma, representam, na vida espiritual, os graus de evolução espiritual da personalidade e sao prontamente reconhecíveis na tonalidade da aura bem como na densidade do corpo espiritual. Isso se deve ao fato de o corpo espiritual ser muito mais psíquico que somático, se é que se possa usar esse termo por analogia. Leopoldo Balduino

CONSCIÊNCIA
CULPADA
A consciência culpada é sempre porta aberta à invasão da penalidade justa ou arbitrária. E o remorso, que lhe constitui dura clave, faculta o surgimento de idéias-fantasmas apavorantes que ensejam os processos obsessivos de resgate das dívidas. ( ... )" Manoel P.Miranda
CONSCIÊNCIA
NORMAL

O que se chama de consciência normal é o resultado da colaboração dos dois psiquismos; colaboração na qual o psiquismo superior desempenha o papel diretor e centralizador. ( ... ) Gustave Geley
CONSCIÊNCIA RETA O maior restaurador de forças é a consciência reta que asserena as emoções. O Espirito Verdade
CONSCIENTE O consciente (zona intermediária) [da mente], campo de atividade da vida presente, contém energias utilizáveis para as manifestações peculiares ao nosso "modo de ser" atual. Martins Peralva
CONSOLADOR O Consolador, assim, personifica uma doutrina eminentemente consoladora, que na época oportuna, viria trazer aos homens as consolações de que iriam precisar pois não as encontrariam nas religiões materializadas erigidas à sombra da cruz. Rodolfo Calligaris

É o Espiritismo, que se encontra na Terra para moralizar os homens, através do esclarecimento da verdade que liberta e salva. ( ... ) Manoel P. Miranda

O consolador é o Espiritismo ( ... ). FEB

( ... ) entre vós já se acha o CONSOLADOR PROMETIDO - a Doutrina Espírita -, fonte abundante de todas as verdades que devem substituir o edifícar comido das vossas crenças, mostrando-vos a rota segura, a porta estreita, o coração, a alma do Divino Mestre que, perdoando os vossos erros, vos cobre com o seu divino manto de amor, conduzindo-vos à felicidade suprema! Frederico P.

( ... ) que não é uma entidade, não é um profeta, não é um missionário, que é a essência mesma dos ensinos do Cristo, a virtude do Evangelho plantada no coração do homem, a produzir frutos pela exemplificação cotidiana. Francisco Thiesen

-( ... ) significa a doutrina luminosa e santa de esperança de redenção suprema das almas (...) Humberto de Campos

(...) é a escola divina destinada ao levantamento das almas. (...) Humberto de Campos

O Consolador é a onipresença de Jesus, na Terra. Espirito da Verdade

CONSTRUÇÃO DO
MEIO INVISÍVEL
As construções do meio invisível são edificadas com as essências disseminadas pelo Universo infinito, para a realização dos desígnios da Providência a nosso respeito, isto é, para a criação de quanto seja útil, necessário e agradável ao nosso Espírito, quer se encontre este sobre a Terra, reencarnado, ou fruindo os gozos da Pátria Espiritual; trata-se do fluido cósmico universal, ou de certas modificações deste, de que se origina o fluido espiritual; do éter fecundado, fonte geradora de tudo quanto há dentro da Criação, inclusive os próprios planetas materiais e o nosso perispírito. Yvonne A. Pereira
CONTENDA A contenda estéril é resultado da imposição. Emmanuel
CONTROLE O controle é um Espírito incumbido de supervisionar não apenas o trabalho do médium, mas também a policiar as manifestações, evitando tumultos.e disciplinando o desenrolar da tarefa mediúnica. É termo típico da terminologia inglesa. Herminio C.Miranda
CONVERSAÇÃO (...) a nossa conversação [dos espíritos], por meio da palavra, não constitui mais do que uma espécie de superestrutura artificial, substancialmente inútil para a permuta das nossas idéias, que, na realidade, se opera diretamente, pela transmissão dos pensamentos ... Ernesto Bozzano

Conversação, na essência, é permuta de almas. Através da palavra, damos e recebemos. ( ... ) Emmanuel

Toda conversação prepara acontecimentos de conformidade com a sua natureza. Dentro das leis vibratórias que nos circundam por todos lados, é uma força indireta de estranho e vigoroso poder, induzindo sempre aos objetivos velados de quem lhe assume a direção intencional. (...) André Luiz

CONVICÇÃO
ESPÍRITA
...Convicção espírita é galardão abençoado no aprendizado multimilenar da evolução. Espirito Verdade

.. ) A convicção não se transmite, forma-se com o tempo, através da observação, estudo, da crítica e da meditação. Quem já é convicto, porque absorveu bem os principios espíritas e tirou as suas conclusões; quem já sabe em que terreno está pisando; quem já traçou a sua diretriz na vida pela rota do pensamento espírita, não se desencanta nem muito menos se desorienta por causa de pessoas, pois já sabe o que quer e também sabe que os homens, como as instituições, estão sujeitos a surpresas e altos e baixos do mundo terreno. Seria o caso de perguntar: Aonde está a fé? Nesta ou naquela pessoa ou na mensagem espírita, que é impessoal no tempo e no espaço? ( ... )

Convicção é segurança interior, não é crença vacilante ou condicional por pessoas ou situações transitórias. Quem é convicto, finalmente, vê o Espiritismo pelo seu conteúdo de princípios, nunca pelas discrepâncias de ordem pessoal, nesta ou naquela parte. E' a convicção que sustenta a criatura humana, exatamente nas horas mais difíceis. Deolindo Amorim

COOPERAÇÃO A boa cooperação não é processo fácil de receber concurso alheio. É o meio de você ajudar ao companheiro que necessita. André Luiz

( ... ) é o fator essencial na produção da harmonia e do bem para todos. Emmanuel

A cooperação espontânea é o supremo ingrediente da ordem. ( ... )

Cooperação significa obediência construtiva aos impositivos da frente e socorro implícito às privações da retaguarda. Emmanuel

CORAÇÃO Espontaneidade do sentimento nos nossos atos, nas idéias e em sua expressão. Gabriel Delanne

Nosso coração é um templo que o Senhor edificou, a fim de habitar conosco para sempre. André Luiz

( ... ) O coração, por exemplo, é o recanto por onde flui o calor suave e generoso das boas impressões que ele guarda acerca da vida e das esperanças por tempos meelhores. E o espaço interior propício a que se realize sua capacidade de acolher em plenitude a lei do Amor e suas manifestações. Carlos A. Abranches

( ... ) O coração é o terreno que mais deveremos cultivar, pois é dele que nascem as forças de nossa vida. ( ... ) Walter Barcelos

CORAÇÃO MATERNO O coração materno é uma taça de amor em que a vida se manifesta no mundo. Fco. C.Xavier
CORAJOSO Corajoso é o que nada teme de si mesmo. Emmanuel
CORDÃO FLUÍDICO É interessante notar que também existem, no perispírito, estruturas semelhantes às dos centros vitais do duplo etérico. Entre cada centro do duplo etérico e o seu correspondente no perispírito observa-se a existência de laços fluido-magnéticos permanentes que os interligam e que só se rompem com a morte do corpo físico. São esses laços que, juntos, formam o geralmente denominado cordão fluídico ou cordão prateado. O cordão f1uídico é elo fundamental entre corpo físico e perispírito. Luiz C. Gurgel
CORPO ( .... ) O corpo é o invólucro material que reveste o Espírito temporariamente, para preenchimento da sua missão na Terra e execução do trabalho necessário ao se adiantamento. ( ... ) Allan Kardec

( ... ) O corpo é apenas instrumento da alma para exercício das suas faculdades nas relações com o mundo material ( ... ). Allan kardec

Máquina delicada e complexa é o corpo humano; os tecidos que o formam originam-se de combinações químicas muito instáveis, devido aos seus componentes, e nós não ignoramos que as mesmas leis que regem o mundo inorgânico regem os seres organizados. Assim, sabemos que, num organismo vivo, o trabalho mecânico de um músculo pode traduzir-se em equivalente de calor; que a força despendida não é criada pelo ser, e lhe provêm de uma fonte exterior; que o provê de alimentos, inclusive oxigênio; e que o papel do corpo físico consistem em transformar a energia recebida, albergando-a em combinações instáveis que a emanciparão à menor excitação apropriada, isto é, sob ação volitiva, ou pelo jogo de irritantes especiais dos tecidos, ou de ações reflexas. Gabriel Delanne

( ... ) o corpo do homem é uma usina de forças vivas, cujos movimentos se repetem no tocante ao conjunto, mas que nunca se reproduzem na esfera dos detalhes. ( ... ) Humberto de Campos

( ... ) O corpo humano é campo de forças vivas. Milhões de indivíduos celulares aí se agitam, à moda dos homens nas colônias e cidades tumultuosas. ( ... ) esse laboratório corporal, transformável e provisório, é o templo onde poderás adquirir a saúde eterna do Espírito. ( ... ) Humberto de Campos

No corpo humano, temos na Terra o mais sublime dos santuários e uma das supermaravilhas da Obra Divina. Emmanuel

O corpo é para o homem santuário real de manifestação, obra-prima do trabalho seletivo de todos os reinos em que a vida planetária se subdivide. Emmanuel

O corpo de quem sofre é objeto sagrado. Espírito Verdade

O corpo é a máquina para a viagem do progresso e todo relaxamento corre por conta do maquinista. Espírito Verdade

Sobre o corpo físico, o que se pode dizer logo de início é que ele constitui "mecanismo" extremamente sofisticado, formado de grande número de órgãos, que em geral trabalham em grupo, exercendo funções complementares, visando sempre a atingir objetivos bem determinados. Estes agrupamentos de órgãos são denominaados aparelhos ou sistemas que, por sua vez, trabalham harmonicamente, seguindo a diretriz geral de manter e preservar a vida do organismo. Luiz C. Gurgel

( ... ) Tradicionalmente visto pelas religiões instituídas como fonte do pecado, o corpo nos é apresentado pela Doutrina Espírita como precioso instrumento de realizações, por intermédio do qual nos inscrevemos nos cursos especializados que a vida terrena nos oferece, para galgarmos os degraus evolutivos necessários e atingirmos as culminâncias da evolução espiritual. ( ... ) Dalva S. Souza

CORPO ASTRAL "( ... ) o corpo astral ou psíquico é o mais importante de todos os corpos da natureza, apesar de as ciências experimentais o ignorarem.

( ... ) "Esse corpo constitui a única parte material do corpo humano, que é imperecível. É o zoo-éter, matéria primordial ou força-vital." William Crookes

O corpo astral é, por assim dizer, imaterial, etéreo, f1uídico. É por ele que o Espírito está associado ao corpo material; é o envelope da Alma, a substância física do Espírito. Camile Flammarion

O Corpo astral, ou Corpo celeste, de que tratam as Escrituras sem contudo explicá-la, assim como muitos sábios e filósofos da antiguidade, é a sede das sensações e das impressões que afetam a mente, é também o servo, o instrumento de que se serve a Alma, essência divina, para se manifestar e agir onde quer que a levem as suas múltiplas e inconcebíveis operosidades; exatamente este, com que nós ambos nos falamos neste momento, corpo que nos permite cumprir as ordenações da nossa Alma, da nossa vontade, e que nos torna visíveis uns aos outros na vida espiritual e até mesmo aos homens, em determinadas circunstâncias. Ora, esse corpo astral, delicado e sutil a tal ponto que em suas fibras luminosas se decalcam todos os nossos pensamentos, impressões, atos e realizações, tão sutil que é invisível na Terra, e só em determinadas circunstâncias será visível, é composto, por sua vez, de três elementos indestrutíveis, embora imponderáveis em relação à matéria terrena, magníficos elementos, esses, que justamente o tornam eterno como a própria Alma, pois ele não se corromperá jamais, jamais desaparecerá! e é ainda, por natureza, invisível como a luz, e só se alterará através da evolução, atingindo maiores possibilidades para a irradiação plena da Alma, ou seja, da transmissão dos pensamentos, das vontades e dos sentimentos desta. Tais elementos são: a) O fluido magnético; b) A eletricidade; c-fluido cósmico universal ( ... ).Yvonne A. Pereira

Para resumir, diremos que corpo astral é o duplo perfeito do nosso corpo físico; contribui para moldar este no ato do nascimento e e amoldado conforme o progresso que o Espírito tiver operado na vida. Após a morte, subsiste ainda, possuindo mesmo todas as sensações, todos os apetites do corpo físico, de acordo com a depuraação do Espírito. Albert de Rochas

( ... ) o corpo astral exteriorizado não constitui somente o suporte de uma força motora, porém que é também o portador da força vital, da força formativa, da sensibilidade e da consciência. Ele pode existir independentemente do corpo material e estar dele separado, o que equivale a afinar a sua imortalidade ( ... ). Albert de Rochas

CORPO CELESTE Os corpos celestes são a expressão material das idéias originadas entre os que se acham altamente colocados nas Esferas Celestes do Poder Criador. Eles são todos e cada qual o resultado dos pensamentos e impulsos procedentes daquelas Esferas. ( ... ) G.Vale Owen
CORPO DE JESUS Segundo essa revelação [Os Quatro Evangelhos, J. B. Roustaingj, Jesus não revestiu um corpo material igual ao nosso, incompatível que era, por sua pureza absoluta, com as leis da encarnação humana, mas, longe disso, apropriando ao nosso mundo as leis que regem a incorporação nos planetas superiores, assimilou no seu ambiente os fluidos apropriados a dar ao seu perispírito uma longa tangibilidade, não tendo, por conseguinte, da corporeidade humana mais que a aparência, suficiente aos fins messiânicos que entre nós o fizeram baixar. Leopoldo Cirne

( ... ) era celeste, perispiritual, fluídico ou divino, se assim o quiserem classificar. Mínimus

NOTA: A Doutrina Espírita, em sua fonte primária, deixa bem claro que Jesus seguindo o desejo do Pai, assumiu um corpo físico material (apesar de todas as dificuldades para isso) idêntico ao nosso, apesar de estar respeitando as leis da genética, teve um corpo com um máximo que se pode produzir (devido a sua necessidade, imaginemos se Jesus viesse, mudo, coxo, etc..) para que ele pudesse cumprir as profecias.

CORPO MENTAL Corpo mental - Por revestir todas as camadas do inconsciente, representaria o envoltório da mente ou espírito propriamente dito. Com isso, seria zona possuidora, em grau elevado, de todas as características funcionais do superconsciente e zona divisória entre o mundo espiritual e material. Bem claro que para esta zona vibratóória atingir a matéria ainda existiriam camadas adaptatórias, campos vibracionais específicos, abaixo descritos como sendo o psicossoma e o duplo etérico. Jorge A. Santos
CORRENTE MENTAL ( ... ) temos também as correntes de elétrons mentais, por toda a parte, formando cargas que aderem ao campo magnético dos indivíduos, ou que vagueiam, entre eles, à maneira de campos elétricos que acabam atraídos por aqueles que, excessivamente carregados, se lhes afeiçoem à natureza.

( ... ) toda compressão de agentes mentais, através da atenção, gera em nossa alma estados indutivos pelos quais atraímos cargas de pensamentos em sintonia com os nossos.André Luiz

CORRENTE MENTAL
CONSTRUTIVA
Quanto mais enobrecida a consciência, mais se lhe configurará a riqueza de imaginação e poder mental, surgindo portanto mais complexo o cabedal de suas cargas magnéticas ou correntes mentais, a vibrarem ao redor de si mesmo e a exigirem mais ampla quota de atividad.e construtiva no serviço em que se lhe plasmem vocação e aptidão. André Luiz
CORRENTE MENTAL
DESTRUTIVA
[As correntes mentais destrutivas são geradas por] ( ... ) estados de tensão, devidos a "núcleos de força na psicosfera pessoal" ( ... )

Acumulando em si mesma as forças autogeradas em processos de profundo desequilíbrio, a alma exterioriza forças mentais desajustadas e destrutivas, pelas quais atrai as forças do mesmo teor, caindo freqüentemente em cegueira obsessiva, da qual muitas vezes se afasta, desorientada, pela porta indesejavel do remorso, após converter-se em intérprete de inqualificáveis delitos. André Luiz

CORRENTE MENTAL
HUMANA
No homem a corrente mental assume feição mais elevada e complexa.

No cérebro humano, gabinete da alma erguida a estágios mais nobres na senda evolutiva, ela não se exprime tão só à maneira de impulso necessário à sustentação dos circuitos orgânicos, com base na nutrição e reprodução. É pensamento contínuo, fluxo energético incessante, revestido de poder criador inimaginável. André Luiz

CORRENTE MENTAL
SUBHUMANA
Nos reinos inferiores da Natureza, a corrente mental restringe-se a impulsos de sustentação nos seres de constituição primária, a começar dos minerais, preponderando nos vegetais e avançando pelo domínio dos animais de fonação mais simples, para se evidenciar mais complexa nos animais superiores que já conquistaram bases mais amplas à produção do pensamento contínuo. André Luiz
CORRESPONDÊNCIA
CRUZADA
Consiste em várias mensagens, escritas por intervalos ou simultaneamente, mas por médiuns diversos e em lugares diversos; os médiuns, muitas vezes, nem se conhecem. Essas mensagens parecem não ter significação, ou por lhes faltar o princípio, ou por lhes faltar o meio, ou por lhes faltar o fim. Dir-se-iam pedaços rasgados de uma página, pensamentos sem fecho, sentenças desarrazoadas. Unidas, porém, justapostas as diversas peças, logo se completam, logo se lhes percebe o sentido, tendo muitas admirável estilo, enredo empolgante ou erudição profunda. Carlos Imbassahy
CORRIGIR Corrigir é ensinar e ensinar será repetir a lição, com bondade e entendimento, tanntas vezes quantas se fizerem necessárias. Emmanuel
CÓRTEX CEREBRAL O encéfalo superior constitui a região mais externa do cérebro, o córtex cerebral, é justamente por isso que essas reações são também chamadas de reações corticais.

É no córtex cerebral que, segundo o Guyton [A.C. Guyton. Tratado de Fisiologia Médica. Ed. Guanabara Koagan, cap. 46], "aproximadamente três quartos de todo! os corpos celulares dos neurônios de todo o sistema nervoso estão localizados .. :

Nas ações corticais o Espírito desempenha um papel fundamental. Nelas, os diferentes estímulos sensoriais que atingem o córtex são transferidos ao perispírito permitindo assim, ao espírito, ter conhecimento delas. No perispírito as informações sofrem um complexo processo de integração, de forma a que venham possibilitar um adequado delineamento da ocorrência vivenciada, pelo indivíduo. Cabe ao Espírito, após análise e julgamento da situação, emitir, ou não, comandos a serem viabilizados, no corpo físico, através de estímulos motores a serem gerados pelos centros nervosos corticais. ( ... ) O córtex cerebral, que também recebe os estímulos originados nos sensores térmicos da pele da mão, transfere-os ao Espírito que, por sua vez, de posse de dados provenientes de outras fontes, tais como sensação de dor e informação visual, além da informação sobre a contração muscular já comandada pela medula, e sempre com base em experiências anteriores, julga quanto à necessidade de serem adotadas medidas complementares para a efetiva proteção do organismo. Caso julgadas necessárias, essas medidas serão comandandas, ao nível do corpo físico, pelo córtex cerebral. Luiz C. Gurgel

Os estudos mais recentes informam que há fenômenos psíquicos conscientes e inconscientes. Algumas áreas cerebrais parecem estar relacionadas com os processsos conscientes (o córtex) e outras com os processos inconscientes (o subcórtex). A consciência consta daquele conjunto de imagens que estão associadas ao "eu", são conteúdos psíquicos dotados de certa intensidade. Tanto o consciente como o inconsciente não representam estruturas estáveis, cada um é algo vivo em contínua atuação sobre o outro. Conteúdos conscientes podem perder a intensidade e mergulhar no inconsciente, num processo que denominamos de esquecimento. Conteúdos inconscientes podem emergir em forma de tendências e impulsos que invadem a consciência. Dalva S. Souza

CÓRTEX MOTOR (...) Na região do córtex motor, zona intermediária entre os lobos frontais e os nervos, temos o cérebro desenvolvido, consubstanciando as energias motoras de que se serve a nossa mente para as manifestações imprescindíveis no atual momento evolutivo do nosso modo de ser. (...) Hernani T. San'Ana
CREMAÇÃO (...) em tese geral, a cremação provoca desprendimento mais rápido, mais brusco e violento, doloroso mesmo para a alma apegada à Terra por seus hábitos, gostos e paixões. É necessário certo arrebatamento psíquico, certo desapego antecipado dos laços materiais, para sofrer sem dilaceração a operação crematória. (...) Léon Denis
CRENÇA A crença é resultado de esforço intelectual. nasce das meditações, das experiências por vezes amargas e dolorosas, do recolhimento e da concentração de esforços dos poderes anímicos na pesquisa e investigação dos fatos que nos interessam. Vinicius

Crença! Luminosíssima riqueza que enche a vida de paz e de beleza, Mas que chega no mundo muito tarde. Fco. C.X.

( ... ) a crença fiel deve ser lição viva do espírito de serviço. ( ... ) Humberto de Campos

CRER ( ... ) Crer cegamente, sem se dar ao trabalho de refletir, é negar a centelha divina que Deus nos pôs nas almas. ( ... ) Georges Dejean

( ... ) é perceber, é sentir uma realidade; é função do raciocínio, é, numa palavra, ato de assimilação consciente. ( ... ) Vinicius

CRESCER Crescer em bondade e entendimento é estender a visão e santificar os objetivos na experiência comum. Emmanuel
CRIAÇÃO

A criação é o campo de vosso labor; nela vos moveis; dela viestes à existência, obrigados a contribuir para a realização integral do plano divino, latente, em toda a sua potencialidade, no grande Todo. Angel Aguarod

( ... ) A eterna criação, a eterna renovação dos seres e das coisas é tão-somente a projeção constante do pensamento divino no Universo. Léon denis

A Criação universal é uma imensa harmonia na qual a Terra é um insignificante fragmento, bastante pesado e incompreensível. Camille Flammarion

CRIAÇÃO FLUÍDICA Os Espíritos atuam sobre os fluidos espirituais ( ... ). ( ... ) Pelo pensamento, eles imprimem àqueles fluidos tal ou qual direção, os aglomeram, combinam ou dispersam, organizam com eles conjuntos que apresentam uma aparência, uma forma, uma coloração determinadas; mudam-lhes as propriedades ( ... ).

Por análogo efeito, o pensamento do Espírito cria fluidicamente os objetos que ele esteja habituado a usar. ( ... ) Allan Kardec

CRIAÇÃO MATERIAL Os fenômenos de criação orgânica são atos plásticos, que se completam nos órgãos em repouso, e os regeneram. A síntese assimiladora reúne os materiais e as reservas que o funcionamento deve despender. E um trabalho íntimo, silencioso, esconso, nada havendo que o possa trair exteriormente. Gabriel Delanne

( ... ) A criação material é simplesmente um imenso laboratório onde os mundos se formam e depuram por meio de incessante trabalho. ( ... ) V. Marchal

Toda a criação material não é nada por si nem em si. Nada é mais que o reflexo em um plano inferior, de personalidades de planos superiores; a força de vontade dessas personalidades é a causa de todos os efeitos. ( ... ) G. Vale Owen

CRIANÇA "As crianças são os seres que Deus manda a novas existências. Para que não lhe possam imputar excessiva severidade, dá-lhes ele todos os aspectos da inocência. Ainda quando se trata de uma criança de maus pendores, cobrem-se-lhe as más ações com a capa da inconsciência. Es sa inocência não constitui superioridade real com relação ao que eram antes, não. E a imagem do que deveriam ser ( ... ). Allan Kardec

( ... ) As crianças são a esperança do mundo, a encarnação do progresso, uma vez que tenham quem as guie pela espinhosa senda da vida. Amália D. Soler

( ... ) A meninice é o símbolo da pureza, excetuados alguns espíritos rebeldes. As crianças, na sua generalidade, são as formosas flores da vida. O delicado aroma de suas almas purifica a atmosfera deste mundo, infeccionada pelos vícios e crimes do homem. Amália D. soler

( ... ) um espírito em recomeço, momentaneamente em esquecimento das realizações positivas e negativas que traz das vidas pretéritas, empenhado na conquista da felicidade. Joanna de Ângelis

( ... ) Para nós, uma criança que sofre é um Espírito encarnado a expiar faltas cometidas em anterior existência. Uma criança que vem ao mundo, ainda que por efeito de um crime, é um Espírito criado desde muito tempo, que tenta o desempenho de nova tarefa e sofre nova prova. Uma criança que morre é um Espírito cujo envoltório se destrói e que procurará outro, seja aqui, seja algures, depois de ter sido para seus pais motivo da conquista de novos méritos, pelas aflições que Ihes causou. V. Marchal

"( ... ) A criança é o símbolo da inocência. ( ... )" Antonio L. Sayão

A criança é uma lúcida promessa. Convidando-te ao templo do amor puro. Em todo berço a vida recomeça, Procurando a vitória do futuro. Francisco C. X.

A criança é a sementeira do porvir. Francisco C. X.

CRIATURA

As criaturas são instrumentos de que Deus se serve para chegar aos fins que objetiva. Allan Kardec.

(...) Todas as criaturas são filhas de Deus, portanto irmãs; assim, cor, posição social, religião não as devem separar.FEB

(...) Espíritos criados, todos provindos do mesmo princípio, tendo tido no ponto inicial a mesma origem, sendo todos filhos do Altíssimo, filhos de Deus, (...) todos irmãos entre si. Guillon Ribeiro

Ainda mesmo por instantes, toda criatura ao exteriorizar-se, seja imaginando, falando ou agindo, em movimentação positiva, é um emissor atuante na vida, e, sempre que se interioriza, meditando, observando ou obedecendo, de modo passivo, é um receptor em funcionamento. Emmanuel

Toda criatura, em verdade, é uma planta espiritual, objeto de minucioso cuidado por parte do Divino Semeador. Emmanuel

Dos pés à cabeça e de braço a braço, cada criatura é um mundo por si, gravitando para determinadas metas evolutivas, em órbitas diferentes. Emmanuel

Cada criatura é um mundo particular de trabalho e experiência. Espírito Verdade

CRIMINOSO ( ... ) O criminoso é um atrasado mental; falta-lhe o sentimento moral, e o crime está na violação desse sentimento. É quase sempre um primitivo; recorda as raças inferiores. Carlos Imbassahy

( ... ) Quem se rende às sugestões do crime é um doente perigoso que devemos corrigir com a reclusão e com o tratamento indispensável. ( ... ) Irmão X

CRIPTOMNESIA Hipótese ( ... ) segundo a qual os médiuns teriam aprendido de antemão os informes que dão sobre o mundo espiritual. ( ... ) Ernesto Bozzano
CRISPTOSCOPIA ( ... ) Vê-se sem os olhos. A Criptoscopia deve ser aceita como um novo ramo da árvore da Ciência. Camille Flammarion
CRISE ( ... ) a crise é a época de exame, na qual nos assinalamos, quanto ao proveito no trato da experiência. Emmanuel
CRISTAL ( ... ) O cristal é quase um ser vivente, visto que difere completamente da matéria amorfa, tendo as moléculas orientadas por uma ordem geométrica, fixa e, portanto, uma tal ou qual individualidade. Nele existem os primeiros lineamentos da reproduução, visto como a mínima de suas parcelas, mergulhada num soluto idêntico, permitirá o desenvolvimento regular e indefinido dessa partícula, constituindo um cristal semelhante ao primeiro. Não há, finalmente, uma só parte do seu bloco, cuja avaria não se possa reparar.Gabriel Delanne

Cristais! São eles a primeira morada terrena do Princípio Espiritual em formação. ( ... ) Hernani T. Sant'Ana

CRISTÃO ( ... ) é todo homem que segue as leis do Cristo, mesmo sem conhecê-lo ( ... ). Allan Kardec

( ... ) só é digno desse nome aquele que, a exemplo do Cristo, já se tornou capaz de oferecer a todos, indistintamente, as suas mãos amigas, a sua palavra consoladora e o seu coração estuante de amor ... Rodolfo Calligaris

"( ... ) O cristão é alguém que marcou um encontro com a verdade ( ... ). Manoel P. Miranda

Cristãos verdadeiros, portanto, são somente aqueles que se reformam continuadamente. ( ... ) Vinicius

Um cristão sem atividade no bem é um doente de mau aspecto, pesando na economia da coletividade. Emmanuel

( ... ) cristão é não aquele que se acha filiado a qualquer religião ou seita dita cristã, mas aquele, seja quem for, seja qual for a sua crença religiosa, que põe em prática a doutrina evangélica. Indalício Mendes

CRISTÃO-ESPÍRITA O cristão-espírita é o garimpeiro que distingue na ganga da vida as gemas da verdade, embora ainda não fulgentes. Joanna de Ângelis
CRISTIANISMO ( ) a pedra basilar da Nova Revelação. Antonio Lima

( ) é o transunto, a substância dos ensinos de Rãma, Buda, Moisés, Confúcio e outros legisladores, mas com um vinculo mais acentuado, com uma recomendação mais enérgica, com um clamor mais vibrante sobre as necessidades imperativas do homem até então indolente, descuidado, perverso, egoísta e idólatra, quando não irreverente e blasfemo.Antonio Lima

O Cristianismo decalcado no maravilhoso foi, é e será o pábulo da Humanidade, como para justificar que o legado era verdadeiramente divino para todos os tempos. Manuel Quintão

O Cristianismo do Cristo é um só e único para a Humanidade que habita o nosso planeta e consiste na prática da caridade sob todas as formas. Aquele que atinge esse ponto difícil é cristão, cristão segundo o Cristo, e do número dos que verdadeiramente caminham nas sendas por Ele traçadas. Antonio L. Sayão

( ... ) é, por excelência, uma doutrina de amor, uma religião de piedade, de misericórrdia, de fraternidade entre os homens. ( ... ) Silvio Brito Soares

( ... ) O Cristianismo é o arauto da lei divina que se cumpre através dos tempos, pela eternidade em fora. Francisco Thiesen

O Cristianismo puro, tal como Jesus pregou e exemplificou, é a força, é o fermento que há de reformar a sociedade, agindo nos corações e nos lares. E do coração renovado, é do lar convertido em templo de luz e de amor que surgirá a aurora de uma nova vida para a Humanidade. Vinicius

( ... ) é a verdadeira doutrina positiva, visto como é a doutrina da prova e da experiênncia pessoal. Vinicius

( ... ) É fruto de uma revelação contínua, progressiva, eclética ( ... ). Vinicius

O Cristianismo é a revelação do amor. ( ... ) Vinicius

( ... ) é a religião do amor objetivada na solidariedade humana.Vinicius

O Cristianismo é um corpo doutrinário sem remendos, sem peças justapostas. É um todo harmônico, inteiriço, perfeito. A moral do Crucificado não tem aspectos divergentes, não tem ambigüidade, não tem contradições. É uma moral pura, sã, completa, imaculada. ( ... ) Vinicius

( ... ) é a força libertadora da Humanidade, nos quadrantes do mundo inteiro. Emmanuel

CRISTIANIZAR "( ... ) Que é preciso cristianizar a Humanidade é afirmação que não padece dúvida; entretanto cristianizar, na Doutrina Espírita, é raciocinar com a verdade e construir com o bem de todos, para que, em nome de Jesus, não venhamos a fazer sobre a Terra mais um sistema de fanatismo e de negação.· Allan Kardec
CRISTO ( ... ) O mestre, o Modelo, o Redentor. Allan Kardec

O Cristo ( ... ) é o Redentor do mundo, mas não o único Messias de cujas obras há sido testemunha a Terra. Uma multidão de Espíritos superiores, encarnados entre nós, havia ele de ter por auxiliares na sua missão libertadora. ( ... ) V. Marchal

Cristo, pedra angular da civilização do porvir. ( ... ) Martins Peralva

( ) arquétipo do Amor Divino ( ... ). Manuel Quintão

( ) modelo, paradigma de salvação. Manuel Quintão

( ) médium de Deus ( ... ).Manuel Quintão

Cristo é o mensageiro da Eterna Beleza, gravando, ainda e sempre, poemas de alegria e paz, consolação e esperança nas páginas vivas do coração humano. Hernani T. San'Ana

Para nós, calcetas deste mundo, Cristo é a luz Espiritual que nos desvenda a glória da vida superior e nos revela a Paternidade Divina. Em razão disso Ele foi e é a luz dos homens, que resplandece nas trevas da nossa ignorância, para que nos tornemos dignos filhos do Altíssimo. Hernani T. Sant'Ana

O Cristo é o candeiro de ouro purissimo e perfeito, e esse ouro foi estendido a martelo na cruz, que se tornou o símbolo da nossa redenção. Sua luz é a vida, a alegria e a graça que nos inundam as almas: Façamos do nosso coração um taberrnáculo e essa luz brilhará nele eternamente. Antonio L. Sayão

( ... ) Cristo é o leme nas tempestades emocionais, o ponto de segurança em toda crise da alma. Waldo Vieira

( ... ) Cristo Jesus é e será o alfa e o ômega deste orbe que hospeda a família humaana. Vinicius

Cristo é o Sol Espiritual dos nossos destinos. O Cristo, porém, é a porta da Vida Abundante. Emmanuel

"( ... ) Filho de Deus e emissário da sua glória, seu maior mandamento confirma Moisés, quando recomenda o amor a Deus acima de todas as coisas, de todo o coração e entendimento, acrescentando, no mais formoso decreto divino, que nos amemos uns aos outros, como Ele próprio nos amou. ( ... )" Emmanuel

"( ... ) O Cristo é vida, e a salvação que nos trouxe está na sagrada oportunidade da nossa elevação como filhos de Deus, exercendo os seus gloriosos ensinamentos." Emmanuel

( ) o Cristo é o amor vivo e permanente. Emmanuel

( ) o Cristo é um roteiro para todos, constituindo-se em consolo para os que choram e orientação para as almas criteriosas, chamadas por Deus a contribuir nas santas preocupações do bem. Emmanuel

( ... ) Divino Amigo de cada instante, através de seus imperecíveis ensinamentos. Humberto de Campos

CRÍTICA ( ... ) A crítica destrutiva é um martelo que usamos criminosamente, ante o respeitável esforço alheio. ( ... ) Neio Lúcio

A crítica construtiva é uma necessidade em qualquer setor da atividade humana. Devemos prezá-la, quando feita com evidente superioridade de ânimo, porque nos ajuda a tirar o argueiro do olho, a enxergar o que não vemos com os olhos abertos. O censurável, consoante os princípios evangélicos e a moral espírita, não é a crítica sã, impessoal, que objetiva mostrar o erro para facilitar sua correção, mas a crítica balofa, sem finalidade elevada, destrutiva, porque inspirada no malévolo desejo de indispor. Indalicio Mendes

CRITICAR É somente por extensão que a palavra criticar se tornou sinônima de censurar, em sua acepção própria e segundo a etimologia, ela significa julgar, apreciar. A crítica, pode, pois, ser aprobativa ou desaprobativa.

Fazer a crítica de um livro não é necessariamente condená-lo; quem empreende essa tarefa, deve fazê-lo sem idéias preconcebidas; porém, se antes de abrir o livro, já o condena em pensamento, o exame não pode ser imparcial. Allan Kardec

CRÍTICO SÉRIO ( ... ) aquele que tudo tenha visto, estudado e aprofundado com a paciência e a perseverança de observador consciencioso; que do assunto saiba tanto quanto qualquer adepto instruído; que haja, por conseguinte, haurido seus conhecimentos algures, que não nos romances da ciência; aquele a quem não se possa opor fato algum que lhe seja desconhecido, nenhum argumento de que já não tenha cogitado e cuja refutação faça, não por mera negação, mas por meio de outros argumentos mais peremptórios ( ... ). Allan Kardec
CROMOSSOMOS No núcleo de cada célula estão os cromossomos, em número de 46, agrupados em 23 pares; em cada par de cromossomos, um vem do pai e outro da mãe; os cromossomos, por sua vez, são compostos de cordões helicoidais de DNA ( ... ).

Os cromossomos, formados por longas cadeias de DNA, decidem a cor dos olhos e cabelos, estatura, estrutura física, etc. Eventuais anomalias dos cromossomos respondem pelas anormalidades orgânicas, tais como o mongolismo, hermafroditismo, e outras. Eurípedes Kuhl

- em "Evolução em dois mundos·, Cap. VI (pág. 50) [André Luiz afirma:] "Os cromossomas, estruturados em grânulos infinitesimais de natureza fisiopsicossomática, partilham do corpo físico pelo núcleo da célula em que se mantêm e do corpo espiritual pelo citoplasma em que se implantam."

(pag. 51) "( ... ) Os cromossomas permanecem imorredouros, através dos centros genésicos de todos os seres, encarnados e desencarnados, plasmando alicerces preciosos aos estudos filogenéticos (relativos à evolução das formas vivas inferiores) do futuro."

(à pág. 58, Cap. VII, consta interpretação dos cromossomas, como caracteres inscritos nos corpúsculos celulares mentais, contendo as "disposições e significados dos seus próprios destinos·, através dos genes.) Eurípedes Kuhl

CRUELDADE ( ... ) é câncer n'alma, já instalado. Joanna de Ângelis
CRUZ A cruz é também o símbolo dos delitos, que vergam, para um sorvedouro, os pecadores, não os deixando alarem-se ao Firmamento; é o emblema das provas por que têm de passar todos os seres humanos. ( ... ) é o ascensor das almas para as regiões consteladas do Universo ( ... ). Victor Hugo

A cruz é também a companheira imprescindível daqueles que empenham a própria vida pelo desenvolvimento da Humanidade. Sueluy C.Schubert

A cruz do Cristo é a do exemplo e do sacrifício, induzindo-nos à subida espiritual, nos domínios da elevação. Emmanuel

CULPA "( ... ) é sempre uma nesga de sombra eclipsando-nos a visão. ( ... ) André Luiz
O sentimento de culpa é sempre um colapso da consciência e, através dele, sombrias forças se insinuam ( ... ). André Luiz
CULPADO "( ... ) É aquele que, por um desvio, por um falso movimento da alma, se afasta do objetivo da criação, que consiste no culto harmonioso do belo, do bem idealizados pelo arquétipo humano, pelo Homem-Deus, por Jesus-Cristo. ( .. .)" Allan Kardec
CULTO DO
EVANGELHO
Entende-se por Culto do Evangelho a reunião da família em dia e hora certos, para estudo do Evangelho e oração em conjunto. FEB

( ) escola de preparação para o esforço terrestre ( ... ). Emmanuel

( ) Sempre que uma família se reúne com propósito de estudar e pensar nos problemas espirituais, sem a preocupação de provocar fenômenos ou fazer consultas particulares aos Espíritos, muitas vezes sobre assuntos terra-a-terra, cria um cammpo de vibrações renovadoras dentro de casa. Por isso mesmo, uma casa onde se absorve a Mensagem do Cristo, explicada em espírito e verdade, pela Doutrina Espírita, é uma casa bem protegida, não porque haja algum Espírito à disposição "tomando conta da porta", mas porque os bons pensamentos iluminam o ambiente e, por isso, formam invisivelmente uma espécie de sistema de defesa contra influências negativas ou perturbadoras. Muitos problemas já se resolveram e muitas situações difíceis já foram atenuadas ou removidas através do culto familiar da prece, com o pensamento voltado para o Cristo. Fiquemos certos de que o culto doméstiico, praticado regularmente, sem pressa, sem desvios nem formalismos, mas com todo o sentimento de amor e caridade no coração, sempre nos dá forças e ainda irradia boas vibrações pela vizinhança. Deolindo Amorim

O culto do Evangelho no lar, prática incentivada pelas instituições espíritas, pode ser um momento de interação familiar voltado para essa conversa produtiva, em vez de se limitar à recitação de preces e leituras enfadonhas, ou, o que é ainda pior, tomar-se ocasião que os pais aproveitam para criticarem atitudes do filho, confrontando-as com os ensinamentos lidos. O culto cristão espírita no lar deve ser momento de prece, leitura, reflexão e interação verbal significativa e fraterna, precisa ser planejado pelos pais para atender às necessidades dos filhos, por isso.a leitura deve ser escolhida, tendo em vista a capacidade de entendimento deles. A medida que criarmos um clima de receptividade, .0 hábito de conversar se estabelecerá no dia-a-dia da família e não só os filhos se beneficiarão desse hábito saudável, também os pais encontrarão, nesse intercâmbio de idéias, momentos de rica troca afetiva e cultural. Dalva S.Souza

CULTURA ( ... ) A cultura tem a finalidade de dilatar o campo de compreensão do homem, concedendo-lhe mais dara visão da vida, antes que intoxicá-lo de informações que nem a ele próprio aproveitam. São diferentes, o homem culto do sábio, pela simples razão de que o primeiro armazena conhecimentos e o outro vive-os de forma edificannte, promovendo aqueles que o cercam. Manoel P. Miranda

Cultura é a soma de lições infinitamente repetidas no tempo. Emmanuel
Cultura científica e espírito científico são expressões distintas. Embora se tenha a impressão de que seja apenas sutileza verbal, o certo é que nem sempre a cultura científica em determinadas pessoas demonstra reações compatíveis com o verdadeiro espírito científico. Cultura científica é a que se adquire através de uma formação sistematizada, nos livros e na experiência. Já o espírito científico é uma atitude inerente a predisposições naturais e muito íntimas. Na prática, por exemplo, há pessoas que têm cursos regulares, feitos em universidades, têm boa cultura científica, são capazes de sustentar teses de grande envergadura cultural, mas o modo de proceder em determinadas situações não se combina com a legítima formação de quem faz ciência profissionalmente! São elementos, por exemplo, que discutem profundamente as forças da natureza, dão explicações convicentes mas têm medo de muita coisa e revelam até um fundo psicológico um tanto supersticioso. Têm muita ciência como conhecimento acumulado, mas não têm espírito científico, porque chegam até ao misticismo comum com relação às coisas do outro mundo, como dizem.

Há elementos, por exemplo, que não tiveram uma formação regular, do ponto de vista científico, mas têm muita racionalidade e objetividade nos raciocínios e, por isso mesmo, não se impressionam facilmente nem se precipitam em seus julgaamentos. A prudência e a reação moderada são características do espírito científico, que é muito individual, muito próprio da estrutura psíquica, não é fruto puro e simples de currículo acadêmico. Deolindo Amorim

( ... ) A cultura é o conjunto de valores, técnicas, hábitos, crenças, traços de ação do homem. Quando ele começa a modificar o ambiente, principia a intervir e a criar, aí se esboça a cultura. O estágio de animalidade logo se segue ao estágio da racionalidade, sem que, todavia, o homem deixe de ter seus vínculos com a natureza aniimal, conforme preceitua a Doutrina Espírita. Deolindo Amorim

Sabemos que a cultura é uma criação coletiva do homem e que ela está sujeita à lei do progresso, não podendo permanecer estacionária, mas temos que reconhecer que há uma força de inércia em funcionamento no meio social, tendente a manter o "status quo". Para manter-se, a sociedade estabelece normas e padrões, a partir dos quais se cria uma visão de mundo, um conjunto de idéias que é transmitiido a todos os indivíduos, pela educação. ( ... ) Dalva S. Souza

CURA

( ... ) A cura se opera mediante a substituição de uma molécula malsã por uma molécula sã. O poder curativo estará, pois, na razão direta da pureza da substância inoculada; mas, depende também da energia da vontade que, quanto maior for, tanto mais abundante emissão f1uídica provocará e tanto maior força de penetração dará ao fluido. Depende ainda das intenções daquele que deseje realizar a cura, seja homem ou Espírito. ( ... ) Allan Kardec

CURA DAS OBSESSÕES ( ... ) a cura das obsessões é um dos meios poderosos de propagação da nossa cara doutrina, e o maior argumento a opormos aos incrédulos, como prova da imortalidaade da alma. Antoniette Bourdin