S
SÁBADO (..) quer guardemos o sábado (sábado significa descanso), ou o domingo, o que importa é que o façamos segundo o espírito da Lei, e esta o que recomenda é que após seis dias de trabalho, dedicados ao provimento do indispensável ao nosso bem-estar corporal, reservemos pelo menos um dia para o repouso, consagrando-o ao cultivo dos valores espirituais. Rodolfo Calligaris
SABEDORIA

(...) significa (...) tantoa superiodade intelectual quanto moral, indica, ainda, que, na ausência desse valor nos investidos de autoridade, a subordinação estaria comprometida, não seria legítima e, por isso mesmo, não exigível (..) Ney Lobo

(...) é o conhecimento divino, puro e inalienável, que a alma vai armazenando no seu caminho, em marcha apra a vida imortal. Emmanuel

SABEDORIA E AMOR Sabedoria e amor são as duas asas da alma para o vôo supremo às esferas supremas da Divindade.F.C.X.
SABER

Saber é o supremo bem, e todos os males provêm da ignorância. Léon Denis

O saber é qual árvore de crescimento demorado: todos os anos lhe caem as folhas que serviram para sua nutrição; ela, porém, se mostra, lenta mas firmemente, aumentada na altura e na grossura(..) J.Arthur Findlay

SÁBIO O homem sábio é aquele que está desperto para a vida em todas as suas manifestações. A cada fenômeno da existência, ele dedica um reconhecimento emocional; seja o vento, que balança as árvores e as folhagens anunciando a chegada da chuva; seja a criança faminta que passa, carregando a miséria da fome e da falta de carinho; seja um copo d'água, que pode eliminar a sede ou beneficiar a planta, encerrada em um vaso.C.A.A.
SACERDÓCIO (...) O verdadeiro sacerdócio é cumprir cada qual o seu dever (..) Amália Domingo Sóler
SACERDOTE (...) Sacerdote é todo aquele que chora com o órfão, que assiste a desolada viúva, que partilha do desespero materno ante um berço vazio; é todo aquele que chora com o preso a sua liberdade, que busca, enfim, todos os meios de melhorar a sorte dos infelizes. Sacerdote é também todo aquele que, por suas faltas anteriores, tem que vir à Terra para viver completamente só, sem tomar parte nos gozos terrenos, e, dotado de claro entendimento, se consagra à difusão da luz, vivendo embora entre as sombras da própria solidão.A.D.S.
SACRIFÍCIO "O sacrifício é a prova máxima por que passam os Espíritos que se encaminham para Deus, pois por meio dele se redimem das derradeiras faltas, inundando-se de luminosidades inextinguíveis.(.)
SADUCEUS Seita judia, que se formou por volta do ano 248 antes de Jesus Cristo e cujo nome lhe veio de Sadoc, seu fundador. Não criam na imortalidade, nem na ressurreição, nem nos anjos bons e maus. Entretanto, criam em Deus, nada, porém, esperando após a morte, só o serviam tendo em vista recompensas temporais, ao que, segundo eles, se limitava a providência divina. Assim pensando, tinham a satisfação dos sentidos físicos por objetivo essencial da vida. Quanto às Escrituras, atinham-se ao texto da lei antiga. Não admitiam a tradição, nem interpretações quaisquer. Colocavam as boas obras e a observância pura e simples da Lei acima das práticas exteriores do culto. Eram como se vê, os materialistas, os deístas e os sensualistas da época. Seita pouco numerosa mas que contavam em seu seio importantes personagens e se tornou um partido político oposto constantemente aos fariseu. Allan Kardec
SAL (..) representa, no Evangelho, os ensinos que o homem traz consigo e que deve espalhar em torno de si. Sua moralidade, seu amor a Deus, sua submissão às leis divinas, e, por conseguinte, a observância de todos os mandamentos que venham do Senhor e de seu Cristo sãoo sabor do homem (..) J.B Houstaing
SALÁRIO (..) o salário pago ao bom trabalhador é a bênção da paz na consciência tranquila. Martins Peralva
SALVAÇÃO Salvar-se (..) é aperfeiçoar-se espiritualmente, a fim de não cairmos em estados de angústia e depressão após o transe da morte. É, em suma, libertar-se dos erros das paixões insanas e da ignorância(..)João M.
SAMARITANOS

Após o cisma das dez tribos, Samaria se constituiu a capital do reino dissidente de Israel. Destruida e reconstruida várias vezes, tomou-se, sob os romanos, a cabeça da Samaria, uma das quatro divisões da Palestina. Herodes, chamado O Grande, a embelezou de suntuosos monumentos e, para lisonjear Augusto, lhe deu o nome de Augusta, em grego Sebaste. Os samaritanos estiveram quase constantemente em guerra com os reis de Judá. Aversão profunda, datando da época da separação, perpetuou-se entre os dois povos que evitavam todas as relações recíprocas. Àqueles, para tornarem maior a cisão e não terem de vir a Jerusalém pela celebração das festas religiosas, construiram para um templo particular e adotaram algumas reformas.(..) Allan Kardec

Organização de espíritos benfeitores em "Nosso Lar". André Luiz

SANGUE (..) é, provavelmente, o veículo da vida e, assim sendo, concebe-se que o corpo espiritual carregue consigo elementos vitais (..) A. WYLM
SANTIFICAÇÃO A santificação em alicerces do saber e da virtude é obra de crescimento, de esforço, de luta. F.C. X.
SANTO (..) bons Espíritos (..) são seus mensageiros e os executores de sua vontade, de Deus. Rodolfo Calligaris
SANTO DE DEUS (..) o santo de Deus, o filho de Deus, o Senhor, - são locuções respeitosas, indicativas da superioridade de Jesus com relação a todos os Espíritos, quaisquer que sejam, com relação mesmo aos mais elevados que sob a sua direção trabalham pelo progresso de vosso planeta e da sua humanidade.(..) J. B. Roustaing
SANTUÁRIO Todos os santuários consgrados a Deus são refúgios da Luz Divina. Francisco C. Xavier
SARCASMO (..) é corredor rasgado para a invasão do descrédito(..) Emmanuel
SATANÁS Satanás, o diabo, o demônio - são nomes alegóricos pelos quais se designa o conjunto dos maus Espíritos empenhados na perda do homem. Satanás não era um Espírito especial, mas a síntese dos piores Espíritos que, purificados agora na sua maioria, perseguiam os homens, desviando-os do caminho do Senhor. JBR
SATÉLITE Antes que as massas planetárias houvessem atingido um grau de resfriamento bastante a lhe operar a solidificação, massas menores, verdadeiros glóbulos líquidos, se desprenderam de algumas no plano equatorial, plano em que é maior a força centrífuga, e, por efeito das mesmas leis, adquiriram um movimento de translação em torno do planeta que as gerou, como sucedeu a estes com relação ao astro central que lhes deu origem. Foi assim que a Terra deu nascimento à Lua, cuja massa menos considerável, teve que sofrer um resfriamento mais rápido. Allan Kardec
SATURNO Saturno executa a sua revolução em torno do astro rei a uma distância de 364 milhões de léguas. Nele, o ano equivale a 30 dos terrestres e se compõe de 10.750 dias. Seu volume é 734 mais considerável do que a Terra sem contar com os anéis gigantescos que o envolvem e cujo diâmetro é de mais de 70.000 léguas. Esse mundo singular, com os seus numerosos satélites, forma, por si só, um pequeno universo. A temperatura lá, resulta principalmente do calor próprio do planeta, é constante e mais elevada do que aqui. A atmosfera revela-se muito densa e carregada de vapores. Os materiais são de densidade sete vezes mais fraca do que entre nós, sendo, provavelmente, os saturninos seres aéreos. O mundo que habitam é único no sistema e a sua configuração deve dar lugar a fenômenos de inigualável esplendor. V (Padre) Marchal
SAUDAÇÃO Saudação fraterna é cartão de paz. André Luiz
SAUDADE A saudade é uma espécie de nevoeiro que nos atormenta a alma, faminta de presença e de amor. F.C.X.
SAÚDE A saúde é compromisso de alta relevância e responsabilidade ainda mal conduzida por aqueles que a desfrutam e monscabando-a, perdem-na, a fim de se afadigarem pela sua recuperação mais demorada e mais difícil. Manuel P. Miranda
SEAREIRO DO CRISTO É sempre servo, e servo do amor. André Luiz
SEGUIR O CRISTO (..) é viver o seu Evangelho. É sentir a presença dele dentro de nós. É o não importar-se em sofrer por amor a Ele, renunciando à vontade própria. É saber perdoar a cada momento, oferecendo a outra face ante as mais cruéis ofensas. É deixar-se abrasar por esse "fogo" renovador e não se acomodar jamais ante os apelos do mundo. Desligar-se deles e caminhar. Caminhar mesmo aparentemente sozinho. Suely C. Schubert
SEGUNDA MORTE (..) Quando, com o tempo, nos temos desenvolvido suficientemente, passamos a outro plano, donde já não nos é tão fácil baixar à Terra. Chamamos a isso segunda morte. Os que passaram por ela podem descer a visitar-nos no nosso plano, mas não podemos ir ao plano deles, enquanto também não houvermos passado pela mesma coisa. É o a que vossa Biblia chama segunda morte. Os que por ela já pssaram não contiam a vir falar-vos diretamente na Terra, por meio de materialização, como faço neste momento. Eles me transmitem suas mensagens, ou a algum outro do meu plano, e nós vô-las retransmitimos. J. Arthur Findlay
SEIO O seio maternal é um vaso anímico de elevado poder magnético ou um molde vivo destinado à fundição e refundição das formas, ao sopro criador da Bondade Divina, que, em toda parte, nos oferece recursos ao desenvolvimento para a Sabedoria e para o Amor. Esse vaso atrai a alma sequiosa de renascimento e que lhe é afim, reproduzindo-lhe o corpo denso, no tempo e no espaço, como a terra engole a semente para doar-lhe nova germinação, consoante os princípios que encerra (..) André Luiz
SEITA Pejorativamente até hoje as religiões dominantes empregam essa denominação para classificar as religiões em minoria. Mínimus
SELO O primeiro selo postal espírita emitido no mundo foi em 1957, no Brasil, graças à inciativa e ao exaustivo trabalho da Federação Espírita Brasileira, na presidência de Antônio Wantuil de Freitas. Tratava-se de comemorar o 1º. Centenário da Codificação do Espiritismo através de um selo comemorativo, que, na definição oficial "se destina a assinalar acontecimento digno de homenagem nacional".
SELVAGEM Os selvagens são Espíritos pouco evoluídos que, um dia, alcançarão o nosso progresso. Todos nós também já passamos por aquele estágio. Luciano dos Anjos
SEMATOLOGIA Sematologia - (Do grego - Sema, sinal e - logos, discurso) - linguagem dos sinais. Comunicação dos Espíritos pelo movimento dos corpos inertes.
SEMEADOR Aquele que traz consigo o coração vibrando no entendimento fraterno, plenamente integrado na conjugação do verbo servir, é, indiscutivelmente, o semeador que sai com Jesus a semear, sem afligir-se com o tempo de rememoração e sem preocupar-se com os resultados, identificado com a luz da verdade que lhe indica o futuro ilimitado e divino, na direção da seara de sabedoria e de amor em pleno infinito. O companheiro que traz consigo o coração é o semeador que sai com Jesus a semear, ajudando incessantemente a execução do Plano Divino e preparando a seara do Amor e da Sabedoria, em favor da Humanidade, no futuro Infinito.FC
SEMELHANTE (..) Nossos companheiros não são maus e sim Espíritos incompletos nas virtudes divinas, à maneira de nós outros (..) Irmão X
SEMENTE

(..) A semente é a palavra de Deus. Hernani T. Sant'Anna

Apesar de pequenina, a semente é a gota de vida. Espírito da Verdade

SEMENTEIRA A sementeira é a empreitada, o dever a cumprir, o compromisso de que te incumbes. Emmanuel
SENHOR (.) o Senhor é a luz do mundo e a misericórdia para todos os corações. Antonio Lima
SENSAÇÃO A mais elementar das funções mentais, do ponto de vista psicofisiológico, é a sensação. Ela pode ser definida como o fenômeno psíquico elementar que resulta da ação dos estímulos sobre os órgãos dos sentidos. (..) As sensações podem ser de origem tanto externa quanto interna, e para que se procedam são necessários o receptor periférico, as vias nervosas aferentes sensitivas e os centros corticais decodificadores (..)
Entre as sensações externas estão a visão, a audição, o tato, a gustação, a olfação, a sensação térmica etc. As internas são as sensações motoras, de equilíbrio, prooprioceptivas, cenestésicas, além de sede, fadiga e mal-estar.

As sensações são a base do processo do conhecimento, e segundo Lersch, "se os órgãos dos sentidos não proporcionassem à nossa consciência a matéria-prima das sensações, não teríamos consciência alguma do mundo". Já foi feita a crítica e a argumentação, do ponto de vista espírita, contra os autores que consideram as sensações como única via do processo do conhecimento. De modo algum o nasciituro é uma "tábula rasa" o ( .. .) Leopoldo Balduino

SENSAÇÃO OCEÂNICA Um exemplo mais primitivo e instintivo de afetos são os eliciados diante de agressões ambientais e expressos pela conhecida reação psicofisiológica de "fight or f1ight" (luta ou fuga). As emoções e sentimentos mais complexos e diferenciados e, portanto, mais evolvidos, são os representados pelos indescritíveis estados de euforia dos estados de êxtase, denominados por Freud como sensação oceânica, e explicados como uma forma de regressão ao útero materno. Na opinião pessoal do autor não ocorreria uma regressão, mas um alargamento dos limites do complexo do eu, ou até mesmo a perda. dos seus limites, num processo algo semelhante à dissolução psicótica da personalidade, mas sem a perda do contato com a realiidade, e assimilação de vastas regiões do inconsciente dessa e de outras encarrnações e, também, com assimilação de energias oriundas de planos mais elevados do mundo espiritual. Leopoldo Balduino
SENSIBILIDADE ( ... ) faculdade de sentir o que se passa em nós ( ... ). Gabriel Delanne

É o maior ou menor grau de sensibilização da consciência moral às faltas cometidas e dimensionado pelas reações de sentimento de culpa, desgosto, arrependimento, remorso ou vergonha. EXEMPLO: a) de ínfima sensibilidade: cometer uma falta muito grave, homicídio, por exemplo, e permanecer a consciência moral quase completamente indiferente; b) de grande sensibilidade: cometer pequeníssima falta seguida de grande reação da consciência moral, um profundo e atroz remorso. Ney Lobo

SENSITIVO
"( ... ) médiuns a que chamarei - sensitivos [são] dotados, no mais alto grau, das faculdades mediúnicas de expansão e penetrabilidade, porque o sistema nervoso facilmente excitável de tais médiuns Ihes permite, por meio de certas vibrações, projetar abundantemente, em torno de si, o fluido animalizado que Ihes é próprio." Allan Kardec

( ... ) [Médiuns] cuja vista atravessa o nevoeiro opaco que nos oculta aos mundos etéreos e que, por um vislumbre, chegam a entrever alguma coisa da vida celeste são designados por sensitivos ou por clarividentes ( .. ) Léon Denis

Sensitivos ou impressionáveis são os médiuns suscetíveis de sentirem a presença dos irmãos desencarnados por uma impressão geral ou local, subjetiva ou ponderável.

( ... ) Entendamos a classificação "impressionável" como símbolo ou indicação de "maior capacidade para o registro de impressões". Martins Peralva

SENSITIVO E SUJET Prefiro a palavra sensitivo, dado que a faculdade de alcançar os estados profundos da hipnose me parece uma sensibilidade do tipo mediúnico, que a palavra francesa "sujet", usualmente empregada, está longe de caracterizar com propriedade. As narrativas produzidas em estado de transe hipnótico ou magnético são, a meu ver, devidas a um fenômeno anímico, ou seja, uma comunicação ou relato do próprio espírito (encarnado) da pessoa em transe que, em vista do desdobramento, tem acesso à memória integral.

Enquanto isso, a palavra "sujet", ou a sua tradução literal "sujeito", como muitos adotam, traz na sua estrutura semântica (posto debaixo) conotação incompatível com o que se observa no desenrolar da experiência de regressão de memória, na qual, ao contrário de estar cativo, sujeito, obrigado, constrangido (ver Novo Dicionário da Língua Portuguesa, de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira), o sensitivo apresenta-se lúcido, seguro da sua vontade e consciente do que lhe convém ou não dizer e fazer.

A opção pelo termo sensitivo é também apoiada pela conveniência de distinguir, mas não dissociar, esse tipo de faculdade ou fenômeno da sensibilidade mediúnica habitual que diz respeito à comunicação originada por espíritos desencarnados.

Em suma, o sensitivo sob hipnose profunda é o médium de seu próprio espírito. Herminio C. Miranda

SENTIMENTO (..) é o princípio e a fonte das obras que nos aproximam da perfeição e de Deus. (... ) José A. y P.

( ... ) [é] a capacidade, o poder de auto-sensibilização, a disposição pronta, espontânea, pelo sofrimento do próximo, gerando uma identificação empática com os que padecem - física, econômica ou moralmente - injustiças, ingratidões, preconceitos, privação da liberdade, solidão, abandono, calúnias, prejuízos materiais, violências, torturas, mutilações, exploração, abuso de confiança, fome, miséria, defeitos físicos, psíquicos ou morais, etc., justa ou injustamente. ( ... ) E a piedade pelos enfermos, pelo necessitado, ou oprimido. ( ... ) Ney Lobo

( ... ) é pensamento, uma ação interiorizada que antecipa uma ulterior atividade eterna. ( ... ) Ney Lobo

O sentimento cria, edifica, alimenta, ilumina. O sentimento é a luz divina. Só e´bastante grande, para elevar-se da esfera comum, quebrando as fórmulas rasteiras. Fco.C.X.

( ... ) é o molde vibrátil em que o pensamento e a causa se formam. Fco.C.X.

O sentimento é o santuário da criatura. Sem luz aí dentro, é impossível refletir a paz luminosa que flui incessantemente de Cima.Emmanuel

É o sentimento que plasma e define a personalidade intrínseca do homem dirige, paulatinamente, para a Perfeição. Quanto mais o sentimento se eleva mais o homem se eleva moralmente, diminuindo a distância que o separa de Deus. Indalicio Mendes

SEPARAÇÃO Ver divórcio
SER ( ... ) o ser é fruto dos seus atos passados, para agir com as ferramentas dê: elaboração, na marcha ascendente e libertadora. Victor Hugo
( ... ) cada ser é um universo em miniatura, expansível pelo pensamento e pelo sentimento e que possui como atributo a eternidade. Suely C.S.

( ... ) o ser é o artífice da sua própria desgraça ou felicidade, do seu rebaixamento ou elevação. ( ... ) Sylvio B. S.

SER HUMANO O ser humano se compõe de corpo, alma e espírito. O corpo é o que vemos; a alma é a nossa mente; o espírito, o nosso corpo etéreo, cópia exata do corpo físico e seu sustentáculo. ( ... ) J. A. Findlay

( ... ) O ser humano é Espírito momentaneamente revestido de um corpo de carne, tendo como elo, entre Espírito e corpo carnal, o corpo perispiritual, que maneja ˜segundo a vontade (a idéia do ser-Espírito) - a substância reparadora e mantenedora, que organiza ou desorganiza. ( ... ) Gustave Geley

O ser humano é sem sombra de dúvida a mais elaborada, complexa e maravilhosa criação de Deus a habitar o nosso planeta. A sua condição atual é o resultado de um laborioso processo evolutivo de milhões de anos. No decorrer de todo esse tempo existiram sempre trabalhadores espirituais, especificamente designados pelo Criador, com o objetivo de orientar essa evolução em busca de estrutura orgânica cada vez mais equilibrada e adequada aos diferentes ambientes em que ele preecisa estagiar. Luiz C. G.

SER MATERIALIZADO  
SER PENSANTE ( ... ) é um duplo do médium, o que quer dizer que o seu corpo espiritual (segundo S. Paulo) ou o seu corpo astral (segundo os ocultistas) ou o seu perispírito (segundo os espíritas) sai dele e forma um alter-ego psíquico ou fluídico do médium ( ... ). Alfred Erny
( ... ) O ser pensante será constituído de duas categorias distintas de elementos psíquicos:

1ª Os provenientes do funcionamento dos centros nervosos e que constituem o psiquismo cerebral, ou psiquismo inferior. ( ... )

2ª Os elementos independentes do funcionamento dos centros nervosos, pertencendo ao ser subconsciente e constituindo o psiquismo superior. Gustave Geley

SER SUBCONSCIENTE

( ... ) o ser subconsciente (alma e seu psiquismo superior) seria o "eu" real, a individualidade permanente, síntese das personalidades transitórias sucessivas, produto integral da dupla evolução terrestre e extraterrestre. (Ref.083, P.1, capA, p.149)

SER SUBCONSCIENTE
EXTERIORIZÁVEL
O SER SUBCONSCIENTE EXTERIORIZÁVEL É O PRODUTO SINTÉTICO DE UMA SÉRIE DE CONSCIÊNCIAS SUCESSIVAS QUE NELE SE EMBASAM E QUE POUCO A POUCO O CONSTITUíRAM. Gustave Geley
SERENIDADE ( ) é suprimento de paz para as decepções de seu caminho. André Luiz

( ) é o nosso caminho de reestruturação espiritual. ( ... ) André Luiz

Serenidade é constância operosa ( ... ). Emmanuel

SERMÃO DA MONTANHA ( ... ) resume, em traços indeléveis, o ensino popular de Jesus. Nele é expressa a lei moral sob uma forma que jamais foi igualada. Léon Denis
Gandhi, o inesquecível líder hindu, dizia que o Sermão da Montanha é a mais bela página da Humanidade. Por si só preservaria os patrimônios espirituais humanos, ainda que se perdessem os livros sagrados de todas as religiões.

Renan, o demolidor exegeta do Evangelho, via no Sermão da Montanha a essência mais autêntica do Novo Testamento, a conter, em plenitude a inconfundível moral do Cristo. (Richard Simonetti

O ·Sermão do Monte", admirado em todos os tempos por cristãos e não cristãos, traduz a Verdade sobre a natureza do homem, essencialmente espiritual. Não é uma mensagem abstrata, antes patenteia a realidade de Deus, tal como os homens podem compreendê-Lo através da criação universal, no campo da matéria e do espírito.

O "Sermão do Monte" é uma exortação a cada um de nós a alterar nossa vida para melhor. ( ... ) Juvanir B.S.

O Sermão da Montanha é o hino das bem-aventuranças, suprimindo a aflição e o desespero. Emmanuel

SERVIÇO Convença-se, então, por isso, Que você tem no serviço O final da solidão. Gilberto Guarino

Serviço é trabalho no Bem. É a dinamização da caridade e da compreensão. É a exteriorização do sentimento amoroso, na ajuda, de todas as formas imagináveis, ao nosso semelhante. O exemplo maior deixou-nos Jesus, em suas ações, ao mesmo tempo que declarava ter vindo para servir e não para ser servido. Para servir retamente precisamos compreender, aceitar e amar. A todas as horas deparamos com as oportunidades de servir. Não as aproveitamos porque ainda impera em nós o egoísmo, a chaga moral que precisa ser extirpada. Juvanir B.S.

Serviço desinteressado aos semelhantes é a melhor terapia ocupacional. Waldo Vieira

( ... ) O serviço para o bem é a mais rica fonte de saúde. Néio Lúcio
O serviço é o melhor dissolvente de nossas mágoas. Irmão X

( ... ) O serviço é a alma de nossas organizações [instituições espíritas). que se dirigem para o mundo regenerado, com vistas à Vida Eterna. Fco.C.X.

O serviço é o caminho aberto a todas as criaturas, desde o verme até o anjo, na diireção de Deus. Fco.C.X.

Desalento é negação Acorda, avança, porfia! Serviço de cada dia É senda de perfeição. Fco.C.X.

( ... ) é a nossa bênção. André Luiz

O serviço será sempre o grande renovador de nossa vida consciencial, habilitando-nos à experiência reconstrutiva, sob a inspiração de nosso Divino Mestre e Senhor. Fco.C.X.

Em todas as circunstâncias o serviço é o antídoto do mal. Emmanuel

( ) O serviço do bem é a muralha defensiva das tentações. Emmanuel

( ) é apanágio de todas as criaturas, terrestres e celestes. ( ... ) Humberto de Campos

SERVIÇO ASSIST. ESPÍRITA

( ... ) todo Centro Espírita deverá realizar serviço assistencial espírita, assegura suas características beneficentes, preventiva e promocional, conjugando a ajuda material e espiritual, fazendo com que este serviço se desenvolva concomitantemente com o atendimento às necessidades de evangelização. FEB

SERVIÇO MEDIÚNICO O serviço mediúnico é, a nosso ver, sementeira de esclarecimento. Martins Peralva
SERVIÇO SOCIAL Os serviços sociais são os braços do humanismo em atividade. Joanna de Ângelis
SERVIR Servir, no sentido cristão, é esquecer de si mesmo e devotar-se amorosamente ao auxílio do próximo, sem objetivar qualquer recompensa, nem mesmo o simples reconhecimento daqueles a quem se haja beneficiado. Rodolfo Calligaris

Serve e passa, esquecendo o mal e a treva, / Porque o dom de servir / É a força luuminosa que te eleva / As bênçãos do porvir. Fco.C.X.

Servir é criar simpatia, fraternidade e luz. Fco. C.X.

SERVIR A JESUS ( ... ) é obedecer à lei de amor. Todo aquele que a segue é digno de ser um filho de Deus. Roustaing
SESSÃO DE
IRRADIAÇÃO
Nas chamadas "sessões de irradiação", os doentes são beneficiados à distância, não somente em virtude dos fluidos dirigidos conscientemente pelos encarnados, como pelas energias extraídas dos presentes, pelos cooperadores espirituais, e conduzidas ao local onde se encontra o irmão enfermo. Martins Peralva
SEXAGEM A escolha do sexo do futuro filho é hoje uma possibilidade genética ofertada aos pais. Cumpre-Ihes, não obstante, respeitar os desígnios divinos, considerando que desde o primeiro homem na face da Terra tal decisão é divina. Contudo, se Deus delega-a ao homem, que se processe em clima de profunda reflexão e prece, para que a intuição flua do Plano Maior. Eurípedes Kuhl
SEXO ( ) [é] precioso instrumento de equilíbrio psicossomático. ( ... )

( ) é faculdade criadora da alma, a serviço do Amor, sendo os órgãos genitais masculinos e femininos apenas o seu aparelhamento de exteriorização, assim como os olhos o são para a vista, o cérebro para o pensamento, etc. Rodolfo G.

Os lexicógrafos conceituam o sexo como sendo a "conformação particular do ser vivo que lhe permite uma função ou papel especial no ato da geração". Biologicamente, são os "caracteres estruturais e funcionais pelos quais um ser vivo é classificado como macho ou fêmea .. ."

( ... ) é dos mais importantes fatores constitutivos da personalidade, graças aos ingredientes estimulantes ou desarmonizantes do equilíbrio, de que se faz responsável.

( ... ) O sexo ( ... ) procede do espírito, cujo comportamento numa existência insculpe na vindoura as condições emocionais e estruturais necessárias à evolução moral. Joanna de Ângelis

·0 sexo, em si mesmo, é instrumento excretor, a serviço da vida. Programado pela Divindade para servir de veículo à "perpetuação da espécie" nos seres pelos quais se expressa, tem sido gerador de incontáveis males, através dos tempos, em face do uso que o homem, em especial, lhe tem dado. ( ... )

Seja, porém, qual for a forma sob a qual se expresse o sexo na vida, ele é departamento orgânico importante, credor de respeito e consideração, não apenas máquina de satisfação dos instintos egoístas, imediatistas ... ( ... )" Manoel P.M.

SEXO E AMOR Não podemos confundir sexo e amor, pois,enquanto o sexo é força instintiva e inconsciente, o amor é energia consciente e espontânea. Misturamos muito estes dois valores em nossas experiências afetivas, porque é a energia instintiva sexual, a qual temos sempre definido como sendo "o amor", que tem promovido a maior parte das uniões de homens e mulheres na Terra, em virtude de seu poderoso magnetismo de atração. Para a quase totalidade da humanidade, acredita-se que o sexo é o próprio amor, porque não conhecemos e nem experimentamos ainda outro grau superior de afeição. O amor real está surgindo muito lentamente na terra árida dos corações humanos, pois ele é uma conquista da personalidade que deverá fazer uma revolução em seu mundo interior. Walter Barcelos
SEXO NOS ESPÍRITOS Se a mente é a sede real do sexo, pode-se entender daí como é o sexo nos Espíritos. Realmente, os Espíritos não podem reproduzir-se, mas conservam, no seu maravilhoso arquivo mental, todos os reflexos resultantes de suas atividades praticadas aqui na Terra, na sucessão das reencarnações, vivenciando as funções masculinas ou femininas que o corpo físico Ihes ofereceu. ( ... ) Walter Barcelos

Os Espíritos desencarnados não têm sexo, enquanto organização para a fecundação e a reprodução, mas todos os Espíritos no Mundo Espíritual da Terra se definem como masculino ou feminino. Walter Barcelos

Os sexos continuam na vida do Além-Túmulo. Os Espíritos não se reproduzem, pois não há organização genésica masculina e feminina para a fecundação e a gravidez, mas o sexo não é somente união fisiológica e reprodução da espécie. Sexo é muito mais a força de atração, o desejo acalentado, a afeição mútua, a emoção experimentada, a troca incessante de vibrações simpáticas, a permuta de qualidades próprias de cada sexo, a necessidade íntima do estímulo revitalizador, a euforia interior pela convivência pacífica e construtiva ante uma alma feminina e uma masculina, seja na vida corpórea ou na vida espiritual. As almas masculinas e femininas não podem ter filhos como na vida terrestre, mas não deixam de se amar, de se unir pelos laços de simpatia, de praticar o namoro e o noivado e reaalizar o matrimônio no Plano Espiritual. ( ... )

O Espírito acentuadamente feminino - continua com todos os pendores maravilhosos da mulher terrestre e muita vez mais belos; e o Espírito marcadamente masculino permanece com todas as características do homem humano, porque a vida continua, após a morte do corpo, muito mais por dentro de cada um. O sexo está guardado na MENTE e se expressa através dos impulsos e manisfestações. As características intrínsecas da alma são muito mais importantes do que as que a organização física temporariamente lhes confere, pois são as que vão perdurar na Vida Espiritual. ( ... ) Walter Barcelos

Há muita dificuldade para as criaturas encarnadas, ainda distantes de um conhecimento mais aprofundado da Doutrina Espírita, conceberem sexo nos Esplritos, porque estão muito presas às manifestações físicas, e não únicas, da função sexual.

O Espírito guarda na intimidade de si mesmo, no seu maravilhoso mundo mental, todas as características que foi adquirindo e fixando, nas experiências das reencarnações sucessivas, através dos milênios, ora na feminilidade, ora na masculinidade, embora uma destas características seja predominante no sistema psíquico de cada um.

O sexo, tanto na vida corpórea quanto na vida espiritual, antes de tudo, está ajustado ao campo mental de cada Espírito, porque cada homem ou mulher é, não o que o corpo demonstra, mas sim o que a sua estrutura psicológica expressa. Walter Barcelos

SEXUALIDADE Sendo porta de santificação para a vida, altar de preservação da espécie, também, veículo de alucinantes manifestações de mentes atormentadas, em estados de angústia pertinaz. Através dele, sintonizam consciências desencarnadas e critível aflição, mergulhando, em hospedagem violenta, nas mentes encarnadas para se demorarem em absorções destruidoras do plasma nervoso, gerando obsessões degradantes. Manoel P. M.

A sexualidade em cada criatura humana será sempre a soma das experências adquiridas em corpo de homem e de mulher, embora uma delas seja o percentual maior no campo mental, determinando a condição de masculinidade ou feminilidade. A posição mental de cada Espírito na feminilidade ou na masculinidade (...) mas, transitória, porque evolui sempre. ( ... ) Com o revezamento das experiências, cada vez mais acentuadas, de homem ou de mulher, na rota dos milênios, o Espírito vai acumulando as qualidades dos dois sexos, fazendo que a entidade imortal enriquecida apresente características femininas e masculinas, não na organização física, mas na sua estrutura manifestando virtudes de ambos os sexos, mas com predominância de uma delas (...) Walter Barcelos

SIBILINO [O que era] dito por Sibila, mulher que predizia os acontecimentos. A médium da antigüidade. Victor Hugo
SILÊNCIO ( ... ) é o melhor remédio onde não podemos auxiliar. Fco.C.x.

O silêncio é a gentileza do perdão que se cala e espera o tempo. Meimei

SIMBIOSE
"A medida que a obsessão se faz mais profunda, o fenômeno da simbiose - interdependência entre o explorador psíquico e o explorado - se torna mais terrível. Chega o momento em que o perseguidor se enleia nos fluidos do perseguido de tal maneira que as duas personalidades se confundem ... ( ... )" Manoel P.M.
SIMONITA Membros de uma seita fundada por Simão, o Mago, no século I e segundo o qual era legitima a aquisição dos bens espirituais em troca de bens temporais. A palavra simonita teve origem no nome de seu fundador, assim como simonia, que designa o tráfico de coisas santas, a venda dos bens espirituais. (Ver Atos dos Apóstolos, cap.8:9-24) Também se diz simoneano. Manuel Quintão
SIMPATIA "A simpatia que atrai um Espírito para outro resulta da perfeita concordância de seus pendores e instintos. ( ... )" Allan Kardec

( ... ) é influência, identidade, atração. ( ... ) Carlos Imbassahy
A plantação da simpatia é o único processo de estimular a colheita da verdadeira fraternidade. Fco.C.X.

Simpatia é cooperação. Espírito Verdade

É a permuta de afeição sincera, profunda e permanente entre duas almas. É a afinidade de idéias, sentimentos e ideais de almas que se atraem e se combinam. Há uma alegria interior de depositar confiança na criatura eleita do seu coração. Simpatia é o resultado da afeição trabalhada nos milênios. Muitas almas plantam mais simpatia do que o outro parceiro ou parceira, em virtude de sua noção de responsabilidade afetiva, sua sinceridade de coração e virtudes já conquistadas. A simpatia constrói o amor-amizade, que é o alicerce de toda união conjugal. ( ... ) Walter Barcelos

SINAIS DE NASCENÇA A mente da gestante pode também deixar suas marcas visíveis no corpo do nascituro, e, quando isto acontece, a ciência humana diz serem "sinais de nascença". No início do processo de formação do embrião, quando a matéria ainda é sutil e mais plasticizante, a força mental da gestante, inconscientemente, em virtude de sua idéia fixa persistente em alguma coisa, pode deixar marcas no feto, as quais vão desenvolver-se e apresentar-se no corpo do bebê, permanecendo por toda a vida. Este fenômeno de apresentação externa prova a ascendência da força psíquica sobre os processos biofisiológicos. ( ... ) Walter Barcelos
SINAGOGA Sinagoga (do grego synagogê, assembléia, congregação) - Um único templo havia na Judéia, o de Salomão, em Jerusalém, onde se celebravam as grandes cerimônias do culto. Os judeus, todos os anos, lá iam em peregrinação para as festas principais, como as da Páscoa, da Dedicação e dos Tabernáculos. Por ocasião dessas festas é que Jesus também costumava ir lá. As outras cidades não posssuiam templos, mas, apenas, sinagogas;. edifícios onde as judeus se reuniam aos sábados, para fazer preces públicas, sob a chefia dos anciãos, dos escribas, ou doutores da Lei. Por isso é que Jesus, sem ser sacerdote, ensinava aos sábados nas sinagogas.

Desde a ruína de Jerusalém e a dispersão dos judeus, as sinagogas, nas cidades por eles habitadas, servem-lhes de templos para a celebração do culto. Allan Kardec

SINTONIA ( ... ) A associação de interesses [sintonia] é regra de conduta que a divina lei de amor impõe naturalmente em toda parte.

( ... ) cada um de nós conviverá sempre em toda parte e a todo o tempo, com aqueles com quem se afina, efetuando permanentemente, com os seus semelhantes, as trocas energéticas que, em face da lei, asseguram a manutenção de todas as vidas.

( ... ) Qualquer mudança de sintonia, ou diferenciação de níveis de troca energética vital, sempre decorrerá necessariamente de alteração do potencial íntimo de cada espírito e da natureza de seus pensamentos e emoções.

As forças que nos jungem uns aos outros são, por isso mesmo, as que emitimos de nós e alimentamos em nosso próprio âmago. Hernani T.S.

SINTONIA ESPIRITUAL (...) a base do fenômeno mediúnico é a sintonia espiritual (...). Hermínio C.M.

Sintonia significa, em definição mais ampla, entendimento, harmonia, compreensão, ressonância ou equivalência.

( ... ) é, portanto, um fenômeno de harmonia psíquica, funcionando, naturalmente, à base de vibrações. Martins Peralva

(...) através de semelhante processo, era mesmo possível comunicar-se com o circulo físico, quando o intermediário terreno possa conservar a mente na onda de ligação mental durante o tempo indispensável. (...) a entidade desencarnada é suscetivel de manter intenso intercâmbio pelos recursos do pensamento e (...) por intermédio dessa comunhão íntima, encarcera-se o criminoso nas sombras das próprias obras, tanto quanto o apóstolo do bem vive com os resultados felizes de sua sementeira sublime de renúncia e salvação. Irmão Jacob

SINTONIA NO TEMPO É o processo pelo qual a mente humana, ligando-se ao pretérito distante, provoca emersão das profundezas subconscienciais, de expressões variegadas e multiformes que ali jazem adormecidas. Martins Peralva
SISTEMA DE ALMA COLETIVA Sistema da alma coletiva - Constitui uma variante do [sistema do reflexo]. Sendo este sistema, apenas a alma do médium se manifesta, porém, identificada de muitos outros vivos, presentes ou ausentes, e formando um todo coletivo que se acham reunidas as aptidões, a inteligência e os conhecimentos de cada um (...) Allan Kardec
SISTEMA DE ALMA MATERIAL Sistema da alma material- Consiste apenas numa opinião particular sob a natureza íntima da alma. Segundo esta opinião, a alma e o perispirito não seriam distintos uma do outro, ou melhor, o perispírito seria a própria alma, a se depura gradualmente por meio de transmigrações diversas, como o álcool se depura de diversas destilações, ao passo que a Doutrina Espírita considera o perispírito simplesmente como o envoltório fluídico da alma, ou do Espírito. Sendo matéria o perispírito, se bem que muito etérea, a alma seria de uma natureza material mais ou menos essencial, de acordo com o grau da sua purificação. Allan Kardec
SISTEMA DA ALUCINAÇÃO ( ... ) consiste em levar os fenômenos à conta de ilusão dos sentidos. Assim, o observador estaria de muito boa-fé; apenas, julgaria ver o que não vê. Quando diz que viu uma mesa levantar-se e manter-se no ar, sem ponto de apoio, a verdade é que a mesa não se mexeu. Ele a viu no ar, por efeito de uma espécie de miragem, ou por uma refração, qual a que nos faz ver, na água, um astro, ou objeto qualquer, fora da sua posição real. ( ... ) Allan Kardec
SISTEMA DA LOUCURA ( ... ) pretendem então que os que não iludem são iludidos, o que equivale a qualificá-los de imbecis. Quando os incrédulos se abstêm de usar circunlóquios, declaram, pura e simplesmente, que os que crêem são loucos, atribuindo-se a si mesmos, desse modo e sem cerimônias, o privilégio do bom-senso. Allan Kardec
SISTEMA DAS CAUSAS FÍSICAS Sistema das causas físicas - Aqui, estamos fora do sistema da negação absoluta. Averiguada a realidade dos fenômenos, a primeira idéia que naturalmente acudiu ao espírito dos que os verificaram foi a de atribuir os movimentos ao magnetismo, à eletricidade, ou à ação de um fluido qualquer; numa palavra, a uma causa inteiramente física e material. (...) Allan Kardec
SISTEMA DE NAVEGAÇÃO [Sistemas de negação são os] ( ... ) dos adversários do Espiritismo.

(...) De duas espécies são os fenômenos espíritas: efeitos físicos e efeitos inteligenntes. Não admitindo a existência dos Espíritos, por não admitirem coisa alguma fora da matéria, concebe-se que neguem os efeitos inteligentes. Quanto aos efeitos físicos, eles os comentam do ponto de vista em que se colocam e seus argumentos se podem resumir nos quatro sistemas seguintes: [sistema do charlatanismo, da loucuura, da alucinação e do músculo estalante]. Allan kardec

SISTEMA DO CHARLATANISMO Sistema do charlatanismo - Entre os antagonistas do Espiritismo, muitos atribuem aqueles efeitos [físicos] ao embuste, pela razão de que alguns puderam ser imitados. Segundo tal suposição, todos os espíritas seriam indivíduos embaídos e todos os médiuns seriam embaidores, de nada valendo a posição, o caráter, o saber e a honradez das pessoas. Allan Kardec
SISTEMA DO MÚSCULO ESTALANTE (...) Quando as pancadas são ouvidas por todas as pessoas reunidas em determinaado lugar, não ha como atribuí-las razoavelmente a uma ilusão. Pomos de parte, está claro, toda a idéia de fraude e supomos que uma atenta observação tenha verificado não serem as pancadas atribuíveis a qualquer causa fortuita ou material.

(...) "A causa ( ... ) reside nas contrações voluntárias, ou involuntárias, do tendão do musculo curto-perônio."

(...) pode esse tendão produzir os ruídos de que se trata, imitar os rufos do tambor e, até, executar árias ritmadas. Conclui daí que os que julgam ouvir pancadas numa mesa são vítimas de uma mistificação, ou de uma ilusão. Allan Kardec

SISTEMA DE REFLEXO Sistema do reflexo - Reconhecida a ação inteligente, restava saber donde provinha essa inteligência. Julgou-se que bem podia ser a do médium, ou a dos assistentes, a se refletirem, como a luz ou os raios sonoros. ( ... ) Allan Kardec
SISTEMA MULISPÍRITA OU POLISPÍRITA ( ... ) a opinião que se forme do Espiritismo pode ser verdadeira, a certos respeitos, e falsa, se se generalizar o que é parcial, se se tomar como regra o que constitui exceção, como o todo o que é apenas a parte.
( ... ) Eis aqui as conseqüências gerais deduzidas de uma observação completa e que agora formam a crença, pode-se dizer, da universalidade dos espíritas, visto que os sistemas restritivos não passam de opiniões insuladas:

1° Os fenômenos espíritas são produzidos por inteligências extra-corpóreas, às quais também se dá o nome de Espíritos;

2° Os Espíritos constituem o mundo invisível; estão em toda parte; povoam infinitamennte os espaços; temos muitos, de contínuo, em tomo de nós, com os quais nos achamos em contacto;

3° Os Espíritos reagem incessantemente sobre o mundo físico e sobre o mundo moral e são uma das potências da Natureza;

4° Os Espíritos não são seres à parte, dentro da criação, mas as almas dos que hão vivido na Terra, ou em outros mundos, e que despiram o invólucro corpóreo; donde se segue que as almas dos homens são Espíritos encarnados e que nos, morrendo, nos tornamos Espíritos;

5° Há Espíritos de todos os graus de bondade e de malícia, de saber e de ignorância;

6° Todos estão submetidos à lei do progresso e podem todos chegar à perfeição; mas, como têm livre arbítrio, lá chegam em tempo mais ou menos longo, conforme seus esforços e vontade;

7° São felizes ou infelizes, de acordo com o bem ou o mal que praticaram durante a vida e com o grau de adiantamento que alcançaram. A felicidade perfeita e sem mescla é partilha unicamente dos Espíritos que atingiram o grau supremo da perfeição;

8° Todos os Espíritos, em dadas circunstâncias, podem manifestar-se aos homens; indefinido é o número dos que podem comunicar-se;

9° Os Espíritos se comunicam por médiuns, que lhes servem de instrumentos e intérpretes;

10°- Reconhecem-se a superioridade ou a inferioridade dos Espíritos pela linguagem de que usam; os bons só aconselham o bem e só dizem coisas proveitosas; tudo neles Ihes atesta a elevação; os maus enganam e todas as suas palavras trazem o cunho da imperfeição e da ignorância. Allan Kardec

SISTEMA NERVOSO ( ... ) O sistema nervoso não é senão a condição orgânica, terrestre, das ações psíquicas da alma e que, de si mesmo, não é inteligente nem instintivo, visto que, depois de sua destruição, a alma sobrevive, tanto a humana como a animal.

( ... ) ele é a reprodução material do perispírito e toda alteração grave de sua substância engendra consecutivas desordens nas manifestações do princípio pensante. Gabriel Delanne

"( ) é o veículo natural do perispírito, no estado de encarnação. ( ... ) Yvonne A. P.

( ) No sistema nervoso, temos o cérebro inicial, repositório dos movimentos instintivos e sede das atividades subconscientes; figuremo-la como sendo o porão da individualidade, onde arquivamos todas as experiências e registramcs .os menores fatos da vida. ( ... ) Hernani T.S.

( ... ) O sistema nervoso é composto de bilhões de neurônios das mais diversas especialidades, interligados entre si por trilhões de conexões sinápticas. ( ... ) Leopoldo Balduino

SISTEMA OTIMISTA Sistema otimista - Ao lado dos que nestes fenômenos unicamente vêem a ação do demônio, estão outros que tão-somente hão visto a dos bons Espíritos. Supuseram que, estando liberta da matéria a alma, nenhum véu mais lhe encobre coisa allguma, devendo ela, portanto, possuir a ciência e a sabedoria supremas. ( ... ) Allan Kardec
SISTEMA PESSIMISTA DIABÓLICO OU DEMONÍACO Sistema pessimista, diabólico ou demoníaco - Entramos aqui numa outra ordem de idéias. Comprovada a intervenção de uma inteligência estranha, tratava-se a: saber de que natureza era essa inteligência. Sem dúvida que o meio mais simples consistia em lhe perguntar isso. Algumas pessoas, contudo, entenderam que este processo não oferecia garantias bastantes e assentaram de ver em todas as manifestações, unicamente, uma obra diabólica. Segundo essas pessoas, só o diabo (ou os demônios, podem comunicar-se. ( ... ) Allan Kardec
SISTEMA SONAMBÚLICO ( ... ) Admite, como o [sistema da alma coletiva], que todas as comunicações inteligentes provêm da alma ou Espírito do médium. Mas, para explicar o fato de o médium tratar de assuntos que estão fora do âmbito de seus conhecimentos, em vez de supor a existência, nele, de uma alma múltipla, atribui essa aptidão a uma sobre-excitação momentânea de suas faculdades mentais, a uma espécie de estado sonambúlico, ou extático, que lhe exalta e desenvolve a inteligência. ( ... ) Allan Kardec
SISTEMA UNISPÍRITA OU MONO-ESPÍRITA Sistema unispírita ou mono-espírita - Como variedade do sistema otimista, temos o que se baseia na crença de que um único Espírito se comunica com os homens sendo esse Espírito o Cristo, que é o protetor da Terra. ( ... ) Allan Kardec
SITUAÇÃO ( ... ) a nossa situação na vida além-túmulo é a resultante do nosso estado moral e dos esforços que fizermos para nos elevarmos no caminho do bem. Podemos trabalhar em nosso adiantamento espiritual, com atividade ou negligência, segundo o nosso desejo, mas também os nossos progressos são apressados ou retardados, e, por conseqüência, a nossa felicidade aproxima-se ou afasta-se segundo a nossa vontade. Gabriel Delanne

( ... ) a situação da alma, depois da morte, é regida por uma lei de justiça infalível, seegundo a qual os seres se encontram em condições de existência, que são rigorosaamente determinadas por seu grau evolutivo e pelos esforços que faz para melhorar. Gabriel Delanne

SOBRENATURAL ( ... ) O que é contrário às leis da Natureza. ( ... ) Allan Kardec

Sobrenatural- definição de fenômenos que ainda não se incorporaram aos domínios do hábito. Espírito Verdade

SOCIEDADE
"Numa sociedade organizada segundo a lei do Cristo ninguém deve morrer de fome." Allan Kardec

A sociedade em geral, ou, a bem dizer, a reunião de seres, tanto encarnados como desencarnados, que compõem a população flutuante de um mundo, numa palavra a Humanidade - , mais não é que uma grande criança coletiva que, como todo ser dotado de vida, passa por todas as fases que se sucedem em cada um, desde o nascimento até a mais avançada idade. ( ... ) Allan Kardec

( ... ) é um agrupamento de vontades que, quando estão unidas, concentradas num mesmo fito, constituem centro de forças irresistíveis. As humanidades são focos mais poderosos ainda, que vibram através da imensidade. Léon Denis

A sociedade é um corpo do qual somos partes integrantes. ( ... ) Emmanuel

SOCIEDADE DE ESTUDOS ESPÍRITA DEUS CRISTO Os mensageiros de Ismael, triunfando da discórdia que destruía o grande núcleo nascente, fundavam sobre ele [Grupo Confúcio] em 1876,.a "Sociedade de Estudos Espíritas Deus, Cristo e Caridade", sob a direçao esclarecida de Francisco Leite de Bittencourt Sampaio, grande discípulo do emissário de Jesus, que, juntamente com Bezerra tivera a sua tarefa previamente determinada do Alto. A ele se reuniu Antonio Luiz Sayão, em 1878, para as grandes vitórias do Evangelho nas terras do Cruzeiro. ( ... ) Humberto de Campos
SOCIEDADE ESPÍRITA FRATERNIDADE ( ... ) os mensageiros de Ismael reorganizam as energias existentes, para fundarem, em 1880, a "Sociedade Espírita Fraternidade", com a qual se carregava em triunfo o bendito lema do suave estandarte do emissário do Divino Mestre. ( ... ) Humberto de Campos
SOCIEDADE PARISIENSE DE ESTUDOS ESPIRITAS E autorizada por decreto do Sr. Prefeito de Polícia, em data de 13 de abril de 1858, de acordo com o aviso do Exmo. Sr. Ministro do Interior e da Segurança Geral. ( ... ) A Sociedade tem por objeto o estudo de todos os fenômenos relativos às manifestações espíritas e suas aplicações às ciências morais, físicas, históricas e psicológicas. São defesas nela as questões políticas, de controvérsia religiosa e de economia social.

(...) é administrada por um Presidente-diretor. assistido pelos membros de uma direetoria e de uma comissão. Allan Kardec

SÓCRATES SÓCRATES E PLATÃO foram PRECURSORES da idéia cristã e do Espiritismo. Allan Kardec

(...) [É] grandiosa [a] figura de Sócrates, na Atenas antiga. Superior a Anaxágoras, seu mestre, ( ... ) o grande filósofo está aureolado pelas mais divinas claridades espirituais, no curso de todos os séculos planetários. Sua existência, em algumas circunstâncias, aproxima-se da exemplificação do próprio Crissto. Sua palavra confunde todos os espíritos mesquinhos da época e faz desabrochar orações novas de sentimento e cultura na alma sedenta da mocidade. Nas praças públicas, ensina à infância e à juventude o formoso ideal da fraternidade e da prática do bem, lançando as sementes generosas da solidariedade dos pósteros. (...) Sócrates é acusado de perverter os jovens atenienses, instilando-Ihes o veneno da liberdade nos corações.

Preso e humilhado, seu espírito generoso não se acovarda diante das provas rudes que lhe extravasam do cálice de amarguras. Consciente da missão que trazia, recusa fugir do próprio cárcere, cujas portas se lhe abrem às ocultas pela generosidade de alguns juízes.

(...) Senhor do seu valoroso e resignado heroísmo, Sócrates abandona a Terra, alçando-se de novo aos páramos constelados, onde o aguardava a bênção de Jesus Emmanuel

SOFREDOR (...) os sofredores de todos os matizes são criaturas que se acham endividadas perante Deus, são pecadores que têm contas a saldar com a Justiça Divina. { .. ) Rodolfo Calligaris
SOFRIMENTO O sofrimento - segundo a Doutrina Espírita - é a conseqüência inelutável da compreensão e dos transviamentos da Lei que rege a evolução humana. Rodolfo Calligaris

"{...} é, na realidade, uma ilusão. O homem traz em si infinitas riquezas de que se apercebe. Pode ele dominar tudo: a dor, a fome, a sede, o sono. Tendo-se sujeitado voluntariamente à vida material, acreditou vencer as forças más. Entreta uma vez encerrado na prisão de carne, perdeu a lembrança do que era, do seu poder espiritual e as faltas em que incorreu o arrastaram para as existências reparadoras, para a expiação.
( ... ) Não sabemos tudo {...} porém, a volta eterna não existe, porquanto, aos olhos de Deus, o sofrimento é um meio e não um fim." Georges Dejean

"{...} O sofrimento não é um inimigo, como se acredita. É um companheiro que não sabe mentir. (...)" Georges Dejean

(...) O sofrimento é o instrumento de toda elevação, é o único meio de nos arrancar à indiferença, à volúpia. {...}Léon Denis
( ... ) é apelo à ascensão. Sem ele, seria difícil acordar a consciência para a realidade superior. Aguilhão benéfico, o sofrimento evita-nos a precipitação nos despenhadeiros do mal, auxilia-nos a prosseguir entre as margens do caminho, mantendo-nos a correção necessária ao êxito do plano redentor. Irmão X

( ... ) O sofrimento dos vencidos no combate humano é celeiro de luz da experiência. A Bondade Divina converte as nossas chagas em lâmpadas acesas para a alma. Bem-aventurados os que chegam à morte crivados de cicatrizes que denunciam a dura batalha. ( ... ) André Luiz

(...) o sofrimento e a luta são as chamas invisíveis que Nosso Pai Celestial criou para o embelezamento de nossas almas que, um dia, serão vasos sublimes e perfeitos para o serviço do Céu. Meimei

O sofrimento é a luz que nos aquece, I Sinal de Deus que nos aclara o sonho No porvir de alegria, almo e risonho, De ventura que nunca desfalece. Fco.C.X.

(...) O catre do sofrimento é um barco de salvação, nas tempestades do mundo, para o crente identificado com a própria fé. ( ... ) Humberto de Campos

( ... ) Não é entendido tão somente por recurso expiatório ou regenerativo, mas também por bênção salvadora que aprimora e ilumina sempre. (...) Irmão Jacob

SOIS DEUSES Sois deuses, no sentido de que, formados, espiritualmente, do princípio vital que de Deus emana, a ele vos achais ligados pela infinidade da vossa existência, desde que fostes criados. Participais, portanto, da divindade, do ponto de vista de que, uma vez criados, vos tornastes eternos como vosso Criador. (...)

Sois deuses, no sentido de que a essência espiritual tem por domínio a eternidade, pois que emana de Deus, tira dele o ser, isto é, tira o princípio da inteligência e princípio fluídico que constituirão o Espírito livre, consciente e responsável, destinado a ser conduzido a formar uma individualidade eterna, indo do infinitamente pequeno ao infinitamente grande, porquanto, se fosse possível a sua eternização no mal, já ele não seria mais divindade. (...) Roustaing

SOL (...) é o centro vitalizador do nosso sistema estelar. Mas assim como existem sistemas solares, existem também sistemas anímicos. O Sol dos Espíritos que habitam em nosso mundo é o Cristo-Jesus., (...) Hernani T.S.

O Sol é essa fonte vital para todos os núcleos da vida planetária. Todos os seres, como todos os centros em que se processam as forças embrionárias da vida, recebem a renovação constante de suas energias através da chuva incessante dos átomos, que a sede do sistema envia à sua família de mundos equilibrados na sua atração, dentro do Infinito.Emmanuel

O Sol, gerando energiasI - Luz do Senhor a brilhar - É a força da Criação Serrvindo sem descansar. Fco.C.X.

Agradeçamos ao Senhor dos Mundos a bênção do Sol! Na Natureza física, é a mais alta imagem de Deus que conhecemos. Temo-la, nas mais variadas combinações segundo a substância das esferas que habitamos, dentro do sistema. Ele está em "Nosso Lar", de acordo com os elementos básicos de vida, e permanece na Terra segundo as qualidades magnéticas da Crosta. É visto em Júpiter de maneira diferente. Ilumina Vênus com outra modalidade de luz. Aparece em Satumo noutra roupagem brilhante. Entretanto, é sempre o mesmo, sempre a radiosa sede de nossas energias vitais! André Luiz

(...) Nosso Sol é a divina matriz da vida, e a claridade que irradia provém do Autor da Criação. André Luiz

SOLIDARIEDADE A solidariedade ( ... ) que é o verdadeiro laço social, não o é apenas para o presente; estende-se ao passado e ao futuro, pois que as mesmas individualidades se reuniiram, reúnem e reunirão, para subir juntas a escala do progresso, auxiliando-se muutuamente. Eis aí o que o Espiritismo faz compreensível, por meio da eqüitativa lei da reencarnação e da continuidade das relações entre os mesmos seres.

( ... ) Para o Espiritismo, a solidariedade é um fato que assenta numa lei universal da Natureza, que liga todos os seres do passado, do presente e do futuro e a cujas conseqüências ninguém pode subtrair-se. ( ... ) Allan Kardec

A solidariedade impõe-se a nós como uma condição essencial de progresso social; é uma lei da Natureza. ( ... ) Gabriel Delanne

( ) é força que impulsiona o progresso social. FEB

( ) A solidariedade é um compromisso interior assumido livre e espontaneamente, mediante o qual as pessoas se comprometem a ajudar-se reciprocamente na efetivação de esforços: "todos por um e um por todos'.

( ... ) Antítese do egoismo ( ... ) constitui-se dínamo da ação bem dirigida, líder da operosidade valiosa, impulsionador dos avanços morais e intelectuais das comunidades que a estimulam. Joanna de Ângelis

Solidariedade é, sobretudo, doação de tesouros espirituais, que não sofrem, jamais, a destruidora ação do tempo. Martins P

( ... ) é um dever elementar, indispensável à edificação da paz no Mundo, e à preservação da paz na consciência ... Richard Simonetti

Solidariedade é o sentido moral que vincula cada individuo a toda a Humanidade e à vida, em sentido amplo. Confunde-se com a fraternidade e com o amor ( ... ).

Solidariedade é a consciência de que a individualidade se alonga e se embute na coletividade, que pode ser o grupo, a nacionalidade, a raça e, muito mais amplamente, o gênero humano. ( ... ) Também são solidariedade o auxílio, o socorro, a assistência e a simpatia dos Espíritos Superiores pelos que estão em marcha na retaguarda. Juvanir B.S.

A solidariedade é a vara mágica que transforma a carestia em abundância, visto como importa no ajustamento à lei soberana e universal que tudo regula e equilibra. (Ref.215, A multiplicação dos pães, p.18S)

SOMBRA A sombra e treva são criações mentais inferiores das mentes enfermiças, renováveis e conversíveis em luz confortadora, pela química dos pensamentos harmonioosos e dos sentimentos bons. Hernani T.S.
SONAMBULISMO "É um estado de independência do Espírito, mais completo do que no sonho, estado em que maior amplitude adquirem suas faculdades. A alma tem então percepções de que não dispõe no sonho, que é um estado de sonambulismo imperfeito.

No sonambulismo, o Espírito está na posse plena de si mesmo. Os órgãos materiais, achando-se de certa forma em estado de catalepsia, deixam de receber as impressões exteriores. Esse estado se apresenta principalmente durante o sono, ocasião em que o Espírito pode abandonar provisoriamente o corpo, por se encontrar este gozando do repouso indispensável à matéria. ( ... )" Allan Kardec

Para o Espiritismo, o sonambulismo é mais do que um fenômeno psicológico, é uma luz projetada sobre a psicologia. É aí que se pode estudar a alma, porque é onde ela se mostra a descoberto. ( ... ) Allan Kardec
( ... ) o sonambulisamo é um estado transitório entre a encarnação e a desencarnação, um estado de desprendimento parcial, um pé antecipadamente posto no mundo espiritual. Allan Kardec

"O sonambulismo não é nem um estado de vigília, nem um estado de sono rigorosamente falando; é uma combinação desses dois estados. É um modo particular de existir. ( ... )" Michaelus

Aubin Gauthier, sobre a significação da palavra sonambulismo, diz que ela é francesa, constituída de dois vocábulos latinos: somnus e ambulatio. Significa, pois, a ação de andar dormindo, e foi criada para indicar o fenômeno do sonambulismo natural. A palavra somente é encontrada nos dicionários franceses a partir de 1758. O sonambulismo magnético surgiu em 1784; e, na falta de outra expressão, foi usado o mesmo vocábulo sonambulismo para indicar o novo fenômeno. Depois dessa época, diversas outras palavras foram propostas, tendo, porém, prevalecido as expressões sonambulismo natural e sonambulismo magnético. Michaelus

SONAMBULISMO ARTIFICIAL
( ... ) é [aquele] provocado pelo magnetismo. ( ... )

O sonambulismo magnético [ou artificial] é comumente caracterizado por inteira insensibilidade da pele; pode-se impunemente picar o adormecido, beliscá-lo, fazer-lhe queimaduras: ele não desperta nem dá qualquer sinal de sofrimento. Gabriel Delanne

SONHO "O sonho é a lembrança do que o Espírito viu durante o sono. ( .. .)"

Os sonhos são efeito da emancipação da alma, que mais independente se toma pela suspensão da vida ativa e de relação. ( ... ) Allan Kardec

( ... ) podem ser: uma visão atual das coisas presentes, ou ausentes; uma visão retrospectiva do passado e, em alguns casos excepcionais, um pressentimento do futuro. Também muitas vezes são quadros alegóricos que os Espíritos nos põem sobre as vistas, para dar-nos úteis avisos e salutares conselhos, se se trata de Espíritos bons; para induzir-nos em erro e nos lisonjear as paixões, se são Espíritos imperfeitos os que nô-lo apresentam. ( ... ) Allan Kardec

Os sonhos são o resultado da liberdade do Espírito durante o sono; às vezes são recordação dos lugares e das pessoas que o Espírito viu ou visitou nesse estado ( ... ) Allan Kardec

( ... ) é a liberdade condicionada que todas as noites experimentamos, como consolo às tribulações da vida encarnada. Luciano dos Santos

( ... ) o sonho ordinário, puramente cerebral [é] simple.s repercussão de nossas disposições físicas ou de nossas preocupações morais. E também o reflexo das impressões e imagens arquivadas no cérebro durante a vigília. ( ... )

Por último vêm os sonhos profundos, ou sonhos etéreos, o Espírito se subtrai à física, desprende-se da matéria, percorre a superfície da Terra e a imensidade, onde procura os seres amados, seus parentes, seus amigos, seus guias espirituais. Vai, não raro, ao encontro das almas humanas, como ele desprendidas da carne, durante o sono, com as quais se estabelece uma permuta de pensamentos e designios. Dessas práticas conserva o Espírito impressões que raramente afetam o membro físico, em virtude de sua impotência vibratória. Essas impressões se grava todavia, na consciência, que lhes guarda os vestígios, sob a forma de intuições pressentimentos, e influem, mais do que se poderia supor, na direção da vida, inspirando os nossos atos e resoluções. ( ... ) Léon Denis

Segundo os antigos, existem duas espécies de sonhos: o sonho propriamente dito, em grego, "onar", é de origem física, e o sonho "repar", de origem psíquica. Encontra-se esta distinção. em Homero, que representa a tradição popular, assim em Hipócrates, .que é representante da tradição científica. Muitos ocultistas nos adotaram definições análogas. Em tese geral, segundo eles dizem, o propriamente dito seria um sonho produzido mecanicamente pelo organismo sonho psíquico um produto da clarividência adivinhadora; ilusório um, verídico o outro. É, porém, às vezes, muito dificil estabelecer uma limitação nítida e distinta entre essas duas classes de fenômenos. O sonho vulgar parece devido à vibração cerebral automática, que continua a produzir-se no sono, quando a alma está ausente. Estes sonhos são, muitas vezes absurdos; mas este mesmo absurdo é uma prova de que a alma está fora do corpo físico e deixou de regular-lhe as funções. Com menos facilidade nos lembramos do sonho psíquico, porque não impressiona o cérebro físico, mas somente o corpo psíquico, veículo da alma, que está exteriorizada no sono. Léon Denis

SONHO COMUM Sonhos comuns são aqueles em que o nosso Espírito, desligando-se parcialmente do corpo, se vê envolvido e dominado pela onda de imagens e pensamentos, seus e do mundo exterior, uma vez que vivemos num misterioso turbilhao das mais desencontradas idéias. Martins Peralva
SONHO ESPÍRITA Nos sonhos espíritas a alma, desprendida do corpo, exerce atividade real e afetiva, facultando meios de encontrarmo-nos com parentes, amigos, instrutores e, também, com os nossos inimigos, desta e de outras vidas. Martins Peralva
SONHO PREMONITÓRIO (...) São os sonhos premonitórios, complexo de imagens e visões que se referem a acontecimentos futuros e cuja exatidão é ulteriormente verificada. Parecem indicar que a alma tem o poder de penetrar o futuro ou que este lhe é revelado por Inteligências superiores. Léon Denis

A própria Psicopatologia considera as alucinações hipnagógicas e hipnopômpicas como sendo normais. Em relação às imagens oníricas, a simples explicação de que são restos diurnos, satisfação velada de desejos reprimidos, ou mero produto do funcionamento do córtex cerebral, liberada da ativação da substância reticulada ascendente, não abarca fatos verídicos de que alguns sonhos são dramatizações mais ou menos veladas de ocorrências futuras (premonições). A Posição Espírita explica esses sonhos premonitórios (que seguem o denominado processo secundário freudiano), como sendo fruto da atividade da alma no plano espiritual. Por mais inverossímel que seja essa hipótese, do ponto de vista da lógica formal, é pleenamente coerente com determinados fatos, ainda que raros. Leopoldo Balduino

SONHO REFLEXIVO Por reflexivos, categorizamos os sonhos em que a alma, abandonando o corpo físico, registra as impressões e imagens arquivadas no subconsciente e plasmadas na organização perispiritual. Martins Peralva
SONO ( ... ) O sono tem por fim dar repouso ao corpo; o Espírito, porém, não precisa repousar.
( ... ) O sono foi dado ao homem para reparação das forças orgânicas e também para a das forças morais. Enquanto o corpo recupera os elementos que perdeu por efeito da atividade da vigília, o Espírito vai retemperar-se entre os outros Espíritos.

Haure, no que vê, no que ouve e nos conselhos que lhe dão, idéias que, ao despertar, lhe surgem em estado de intuição. É a volta temporária do exilado à sua verdadeira pátria. E o prisioneiro restituído por momentos à liberdade. Allan Kardec

"( ... ) O sono é a porta que Deus Ihes abriu [aos Espíritos]. para que possam ir ter com seus amigos do céu; é o recreio depois do trabalho: enquanto esperam a grande libertação, a libertação final, que os restituirá ao meio que Ihes é próprio. ( ...) Allan Kardec

( ... ) [é] a evasão da alma da prisão do corpo. No sono ordinário o ser psíquico se afasta pouco; não readquire senão em parte a sua independência, e quase sempre fica intimamente ligado ao corpo. No sono provocado, o desprendimento atinge todas as gradações. Sob a influência magnetica, os laços que prendem a alma ao corpo se vão afrouxando pouco a pouco. Quanto mais profunda é a hipnose, o transe, mais se desprende e se eleva a alma. ( ... ) Léon Denis

É simplesmente a alma que se desprende, que sai do corpo. Diz-se: o sono é irmão da morte. Estas palavras exprimem uma verdade profunda. Seqüestrada na carne no estado de vigília, a alma recupera, durante o sono, a sua liberdade relativa, temporária, ao mesmo tempo que o uso dos seus poderes ocultos. A morte será a sua libertação completa, definitiva. Leon Denis

( ... ) No sono natural, isto é, no sono de que necessita o corpo físico, todas funções orgânicas ficam em repouso, exceto o coração, que continua a pulsando. Esse é o sono natural, em que nem sempre o espírito deixa o corpo. J.A.Findlay

( ... ) é uma forma de morte. Assim, diariamente, o homem, ao deitar-se, realiza, mo que inconscientemente, um treino para esse fenômeno biológico terminal. Manoel P.M.

( ... ) é para o Espírito, sempre ativo, ( ... ) um descanso de que ele amiúde aproveita para se emancipar e reconfortar junto de seus amigos do Céu. ( ... )

( ... ) o sono é a verdadeira trégua de Deus para todos os desventurados. Por isso, sem dúvida, é que a Bondade Divina lhe consente fechar as pálpebras dos encarcerados. V. Marchal

SONO REPARADOR ( ...) fenômeno importante, que se dá com o desencarnado após o decesso físico, sem o qual este não podera, realmente, estabilizar-se no verdadeiro estado espiritual. Yvonne A.P.
SORRISO O sorriso é uma gota de luz. Fco.C.X.

( ... ) O sorriso amigo é uma bênção para a eternidade. Emmanuel

SPIRITUAL TELEGRAPH ( ... ) o primeiro periódico espírita do Mundo, o Spiritual Telegraph, subvencionado pelo negociante Senhor Partridge, com o auxílio do Rev.S. B. Britain. Foi vanguardeiro dos novos ideais em toda a América do Norte, em cujas colunas os adeptos mais eminentes respondiam às invectivas de artigos publicados pela imprensa profana. ( ... ) Zeus Wantuil
SUBCONSCIÊNCIA ( ... ) O subconsciente é simplesmente um estado da memória, cujas camadas profundas, silenciosas na vida normal, despertam e vibram durante a exteriorização [da alma]. ( ... ) Léon Denis

( ... ) O que se chama subconsciência é o resultado da atividade isolada do psiquismo inferior (subconsciência inferior) ou do psiquismo superior (subconsciência suuperior). Gustave Geley

Na zona subconsciente [da mente] situa-se a "residência de nossos impulsos automáticos". E a vida mecanizada, dela eclodindo impulsos que contam a nossa história pretérita. Martins Peralva

( ... ) O subconsciente precisamente a zona dos instintos, das idéias inatas, das qualidades adquiridas; é o passado transposto, inferior mas adquirido (misoneísmo). Aí se depositam todos os produtos substanciais da vida; nessa zona reencontrais o que tendes sido e o que tendes feito. ( ... ) Hernani T.S.

( ... ) essa zona oculta, da esfera psíquica de cada um, é o reservatório profundo das experiências do passado, em existências múltiplas da criatura, arquivo maravilhoso onde todas as conquistas do pretérito são depositadas em energias potenciais, de modo a ressurgirem no momento oportuno. Emmanuel

Os elos da reencarnação fazem o papel de quebra-luz sobre todas as conquistas anteriores do Espírito reencarnado. Nessa sombra, reside o acervo de lembranças vagas, de vocações inatas, de numerosas experiências, de valores naturais e espontâneos, a que chamais subconsciência. Emmanuel

( ) é o acervo de experiências realizadas pelo ser em suas existências passadas. (...) Emmanuel
( ... ) A subconsciência é, de fato, o porão dilatado de nossas lembranças, o repositório das emoções e desejos, impulsos e tendências que não se projetaram na tela das realizações imediatas; no entanto, estende-se muito além da zona limitada de tempo em que se move um aparelho físico. Representa a estratificação de todas as lutas com as aquisições mentais e emotivas que lhes foram conseqüentes, depois da utilização de vários corpos. ( ... ) André Luiz

SUBJUGAÇÃO A subjugação é uma constrição que paralisa a vontade daquele que a sofre e o faz agir a seu mau grado. Numa palavra: o paciente fica sob um verdadeiro jugo.

A subjugação pode ser moral ou corporal. No primeiro caso, o subjugado é constrangido a tomar resoluções muitas vezes absurdas e comprometedoras que, por uma espécie de ilusão, ele julga sensatas: é uma como fascinação. No segundo caso, o Espírito atua sobre os órgãos materiais e provoca movimentos involuntários. Traduz-se, no médium escrevente, por uma necessidade incessante de escrever, ainda nos momentos menos oportunos.

(...) Vai, às vezes, mais longe a subjugação corporal; pode levar aos mais ridículos atos. (...) Allan Kardec

A subjugação obsessional, designada outrora sob o nome de possessão, é um constrangimento físico exercido sempre por Espíritos da pior espécie e que pode ir à neutralização do livre-arbítrio do paciente. Ela se limita, muitas vezes, a simples impressões desagradáveis; porém, muitas vezes provoca movimentos desordenaados, atos insensatos, gritos, palavras injuriosas ou incoerentes, de que o subjugado, às vezes, compreende o ridículo, mas não pode abster-se. Este estado difere essencialmente da loucura patológica com que erradamente a confundem, pois na possessão não há lesão orgânica alguma; sendo diversa a causa, outros devem ser também os meios de curá-la. Allan Kardec

A subjugação obsessional é ordinariamente individual; quando, porém, uma falange de Espíritos maus se lança sobre uma povoação, ela pode apresentar caráter epidêmico. Foi um fenômeno desse gênero que se verificou ao tempo do Cristo; só um poder moral superior podia então domar esses entes malfazejos, designados sob o nome de demônios, e restituir a calma às suas vítimas. Allan Kardec

Em O Livro dos Médiuns, verifica-se que a subjugação, ou a obsessão simples, não são, a bem dizer, um estado consciencial. Trata-se, mui simplesmente, da intermisssão e da imposição constante de um Espírito a comunicar-se, a impedir que outros o façam, ou a substituir os evocados. Gabriel Delanne

Na subjugação, antigamente chamada possessão, o domínio do Espírito é compleeto. O subjugado é um instrumento absolutamente dócil às sugestões do Espírito, que chega mesmo a não lutar contra esse poder oculto, quer física, quer moralmennte falando. Torna-se-Ihe, assim, inteiramente passivo.

A vontade do obsessor avassalou, substituiu totalmente a sua vontade. Com mais um pouco, acabará perdendo a noção de si mesmo, passando a crer-se um personagem célebre, um reformador do mundo, etc. Gabriel Delanne

(...) Domínio moral do Espírito sobre o encarnado, contrariando-lhe a vontade. Martins Peralva

As manifestações máximas da obsessão, como terceiro e último estágio, estariam nos graus da subjugação, verdadeiro estado possessivo. Nesses patamares encontramos imensas variedades, onde as distonias mentais ocupam lugar de destaque dentro das notórias manifestações neuropsicóticas. Jorge A.S.

A subjugação consiste na ação dominadora que o mau Espírito exerce sobre um outro Espírito que, por mais fraco, se deixou dominar e aquele sujeita temporariamente à sua vontade.

Para produzir esse efeito, o subjugador atua f1uidicamente sobre o outro, encarnado combinando com os fluidos deste os do seu perispírito, utilizando-se de todos os elementos de mediunidade, que lhe ofereça a organização da sua vítima. Fá-la então sentir a sua presença de todas as maneiras, ouvir, falar, ver e praticar os atos a que lhe apraz impeli-lo, efeitos que a medicina oficial capitula de loucura. Antonio L.S.

A subjugação, como a obsessão, em geral, é uma expiação, sempre adequada e proporcionada aos crimes e faltas cometidos pelos que a sofrem e a se verificar em condições de despertar a consciência, de ocasionar o remorso e acarretar o arrependimento, que determina o perdão. ( ... ) Antonio L.S.

Quando ultrapassam o limite de simples influenciações, enraizando-se na mente da vítima que passa a viver sob o domínio quase total do obsessor, as obsessões assumem caráter de subjugação ou possessão e ocasionam sérios danos ao organismo do obsidiado. ( ... ) Sueli C.S.

A subjugação o domínio completo do Espírito sobre o médium. Este fica com a vontade paralisada, e ainda que deseje repelir a influência do Espírito, sobre si, não o consegue. O médium abdica inteiramente da sua vontade, ainda que o não queira. Aurélio Valente

SUBLIMAÇÃO Sublimação é um dos processos da psicanálise de Freud. Consiste num mecanismo inconsciente que desvia a energia do impulso sexual chamado libido para manifestações de natureza não sexual. Essas novas formas mascaram o instinto grosseiro em representações nobres, altruístas e socialmente úteis e, portanto, aceitas pela sociedade. Estão nesta linha as vocações, os impulsos, os ideais religiosos, artísticos, filosóficos, e mesmo científicos. Equivale figurativamente a uma purificação. A pessoa julga-se movida por um ideal nobre. No entanto, está apenas metamorfoseando, ou sublimando, algum apetite instintivo de ordem inferior em outro de natuureza superior.

No caso em tela da luta de classes, a sublimação se processaria, segundo nossa tese, pelo desvio do instinto de agressão e de luta manifesto pela sua natureza maaterial sócio-econômica para uma exteriorização de ordem sócio-espiritual. Mas, no sentido da progressiva purificação e espiritualização, e não como mascaramento de impulsos instintivos de ordem primária (tese freudiana). ( ... )

A Codificação Espírita também indica, ( ... ) essa sublimação dos instintos em escala ascendente até o amor:

- (EE-XI, 8, §1°: "Em sua origem, o homem só tem instintos; quando mais avançado e (ainda) corrompido, só tem sensações; quando instruído e depurado, tem sentimentos. E o ponto delicado do sentimento é o amor, não o amor no sentido vulgar do termo, mas esse sol interior que condensa e reúne em seu ardente foco todas as aspirações e todas as revelações sobre-humanas. A lei do amor ( ... ) extingue as misérias sociais". Ney Lobo

( ... ) O caminho do equilíbrio é representado pela senda estreita de um mecanismo psicodinâmico denominado sublimação. E um processo extremamente difícil, pois implica processos dolorosos de renúncia, de repressão equilibrada e de investimento da energia libidinal em objetivos mais elevados.

Sublimação difere em gênero, número e grau de repressão, racionalização, intelectualização, identificação, deslocamento, projeção, formação reativa, isolamento etc. Pessoas puritanas, rígidas, formalísticas tendem a ser intolerantes, susceptíveis, rancorosas, ciumentas e invejosas, enfim, neuróticas, bloqueando o próprio desenvolvimento espiritual. Leopoldo B.

A definição concisa de sublimação, segundo o Dicionário de Filosofias e Ciências Culturais, Editora Matese é: Chama-se sublimação ao desvio das energias sexuais para fins não sexuais. Desta forma, as manifestações estéticas do homem são sublimações das energias da libido, desviadas para fins não sexuais. Esta conceiituação está de acordo com os esclarecimentos dos Espíritos porque a energia sexual é a energia da própria vida e não existe somente para ser aplicada nas relações sexuais de caráter fisiológico. ( ... )

Sendo patrimônio do Espírito imortal, ela não está anulada e extinta nem mesmo nas criaturas em vida celibatária severa, pois esta energia manifesta-se no corpo físico mas não está limitada às expressões simplesmente fisiológicas. ( ... )
o caminho da sublimação das energias sexuais é o caminho do amor, da caridade, do trabalho pelo progresso da Humanidade, materializado em nossos hábitos enobrecidos e ações edificantes. ( ... ) Walter Barcelos

SUGESTÃO "Existe sugestão quando um sujeito atua, pela vontade, sobre o automatismo de outro, a ponto de fazê-lo realizar certas idéias ou certos atos, sem que esse outro deles tenha a vontade ou até a consciência." ( ... )

A sugestão consiste ( ... ) em inocular na subconsciência de outrem uma representação, um sentimento, um impulso, que lhe escapa ao crivo racional e se cumpre automaticamente, desde que não colida com seus princípios morais. ( ... ) Jayme C.

( ) A sugestão é a subordinação de uma vontade a outra. ( ... ) Jayme Cerviño

"( ) É o ato ou efeito de sugerir. Inspiração, estímulo, instigação. Idéia provocada em uma pessoa em estado de hipnose ou por simples telepatia.

A sugestão é, portanto, a inspiração incidente, constante, que atua sobre a mente, provocando a aceitação e a automática obediência. (...)" Manoel P.M.

Chama-se sugestão à insinuação de uma idéia, à inspiração de um desejo, de um propósito, de uma determinação, de um ato, e consiste em provocar, com meios adequados, num indivíduo as ilusões que, em dado momento, a sua imaginação deve docilmente criar, com vivacidade tal que possa sentir-lhe os efeitos até nas funções orgânicas involuntárias. José Lapponi

As sugestões são dadas e executadas durante o sono lúcido, ou são dadas durante esse sono [lúcido] para serem executadas no estado de vigília. Os hipnotistas denominam as primeiras de sugestões intra-hipnóticas, e as últimas pós-hipnóticas. Michaelus

Entretanto, a sugestão é acontecimento de toda hora, na vida de todos os seres, com base na reflexão mental permanente. (...)

Força mental pura e simples, carreando a idéia por imagem viva, a sugestão, como a eletricidade, o explosivo, o vapor e a desintegração atômica, não é boa nem má, dependendo os seus efeitos da aplicação que se lhe confere. (...) Emmanuel

(...) é a influência que a idéia positiva do magnetizador desenvolve sobre a mente passiva do hipnotizado, criando nele estados alucinatórios, dos quais podem partilhar todas as potências do seu cosmo orgânico. Fco.C.X.

SUGESTÃO A PRAZO As sugestões que devem ter efeito, em época mais ou menos preestabelecida, se distinguem com o· nome de - sugestão a prazo (...). José Lapponi
SUGESTÃO SOBRE A CONC.ORG.OBNUBILADA
(...) a vontade do magnetizador toma pura e simplesmente o lugar diretor da subconsciência exteriorizada. Desde então, dirige o organismo e a cerebração do paciente à sua vontade. Gustave Geley
SUGESTÃO MENTAL (...) [é] a ação hetero-sugestiva telepática. (...) Jayme Cervino
SUGESTÃO SOBRE A SUBC.EXTERIORIZADA Explica-se essa sugestão pelo fato considerável, se bem que momentâneo - de a vontade subconsciente separar-se de seu instrumento cerebral.

O ser subconsciente passa por uma obnubilação relativa que, facilmente, o fará submeter-se à potente influência do magnetizador. Quanto ao resto, essa obnubilação, além de ligada às fases elementares da exteriorização, é meramente passageira. Gustave Geley

SUGESTIBILIDADE (...) é a faculdade de adaptação do ser psíquico ao meio e às influências ambientes, bem como de adaptação dessas influências ambientes ao ser psíquico. É, portanto, a condição primeira do processo de assimilação psíquica, permitindo ao "eu· a aquisição de novos elementos conscienciais. Gustave Geley
SUICIDA ( ... ) a suicida é qual prisioneiro que se evade da prisão, antes de cumprida a pena; quando preso de novo, é mais severamente tratado, a mesmo se dá com o suicida que julga escapar às misérias do presente e mergulha em desgraças maiores. ( ... ) Allan Kardec

A suicida é a primeira e maior vítima do seu próprio engano. Mata-se para fugir dos seus problemas, das suas dores, das suas aflições e logo que recupera, do outro lado da vida, lucidez suficiente para compreender o seu novo estado, descobre, profundamente angustiado, que não conseguiu fugir de si mesmo, nem de seus sofrimentos. Mudou a sua posição na vida, trocou uma série de dores por outras mais aflitivas, mais terríveis, mais dramáticas. Na tentativa pueril de iludir algumas leis divinas, infringiu outras ainda mais graves que exigem reparações mais dolorosas. Luciano dos A.

( ... ) a suicida é uma alma falida que arrasta um ciclo imenso de anos de desolações e de dor, o peso tremendo das suas indignidades e das suas desventuras. Almerindo M.C.

( ... ) a suicida é um espírito soberbo e calceta que, na impossibilidade de atingir o fulcro da Divindade que lhe não permite continuar semeando destruição, alucinado pelas ambições crescentes e selvagens, se destrói, tentando. desse modo, alcançar o Sumo Espírito da Vida. adiento e infeliz, arroja-se, porém, nos mais fundos despenhadeiros, cujo anteparo não consegue encontrar, experimentando inominável dor, enquanto perdurem as novas impressões que se lhe adicionam às angústias das quais desejou fugir e que o enlouquecem, sem roubar-lhe a consciência da própria insânia. Victor Hugo

( ... ) é O imaturo desajustado na escola da vida, fugindo da consciência culpada para despertar de coração e mente estraçalhados. Victor Hugo

( ... ) é um auto-homicida de responsabilidade indiscutível ( ... ). Victor Hugo

a suicida é um Espírito criminoso, falido nos compromissos que tinha para com as Leis sábias, justas e imutáveis estabelecidas pelo Criador, e que se vê obrigado a repetir a experiência na Terra, tomando corpo novo, uma vez que destruiu aquele que a Lei lhe confiara para instrumento de auxílio na conquista do próprio aperrfeiçoamento. ( ... )

a Espírito de um suicida voltará a novo corpo terreno em condições muito penosas de sofrimento, agravadas pelas resultantes do grande desequilíbrio que o desesperado gesto provocou no seu corpo astral, isto é, no perispírito. Yvonne A.P.

( ... ) um suicida, tal seja a sua categoria espiritual, não possui nem mesmo condições para compreender advertências doutrinárias. É um alucinado que se debate contra pesadelos incontroláveis, sem noção de senso nem serenidade para refletir e valer-se da própria vontade. ( ... ) Yvonne A.P.

Cada suicida que deixa a Terra, frustrando os esforços da Espiritualidade, é alguém que complica o futuro por fugir do presente, mas é também um atestado eloqüente da indiferença que caracteriza o homem comum, de sensibilidade atrofiada para os apelos da Vida Maior, incapaz de perceber a angústia de seu irmão ... Richar Simonetti

a suicida é um infrator, dos mais graves, das leis de Deus. A responsabilidade do seu ato é unicamente dele, ou, de algum modo, responsabilidade compartilhada por um obsessor, se este existir agravando a situação. Yvonne A.P.

SUICÍDIO ( ... ) O suicídio não consiste somente no ato voluntário que produz a morte instantânea, mas em tudo quanto se faça conscientemente para apressar a extinção das forças vitais. Allan Kardec

( ) O suicídio é um crime aos olhos de Deus. Allan Kardec

"í ) O suicídio voluntário importa numa transgressão desta lei [divina]. ( ... )

E sempre uma falta de resignação e de submissão à vontade do Criador." Allan Kardec

( ) maior crime contra si próprio e contra Deus. Luciano dos Anjos

( ) violação do sexto mandamento [não matarás], ainda que se busquem os mais belos ou os mais fortes motivos para justificá-lo. Rodolfo Calligaris

( ... ) O auto-homicídio é um novo e pesado crime gerador de maiores e irremediáveis sofrimentos. Almerindo M.C.

Ato de rebeldia insensata contra os desígnios da Providência, encarna o desespero do réu que se quer libertar, por fraqueza, do compromisso anterior que assumiu por seus erros.

( ... ) é a suprema das infelicidades que atingem um Espírito. Almerindo M.C.

É um dragão, mais feroz do que o de todas as lendas, que alicia os fracos para a caminhada do Sofrimento e do Horror. ( ... )

( ) "O suicídio é um ato que prova mais ferocidade do que debilidade."

( ) "é morte vergonhosa e furtiva; é um roubo feito ao gênero humano." Almerindo M.C.

O suicídio é o começo do maior tormento que a criatura humana possa sofrer, porque continua viva (apesar de morto o corpo) e sem receber socorro, nem ter alívio do seu padecer, pois esse alívio só a seu tempo terá lugar. Almerindo M.C.

"O suicídio é a culminância de um estado de alienação que se instala sutilmente. O candidato não pensa com equilíbrio, não se dá conta dos males que o seu gesto produz naqueles que o amam. Como perde a capacidade de discernimento, apega-se-lhe como única solução, esquecido de que o tempo equaciona sempre todos os problemas, não raro, melhor do que a precipitação. A pressa nervosa por fugir, o desespero que se instala no íntimo, empurram o enfermo para a saída sem reterno ... ( .. .)" Manoel P.M.

( ) é crime supremo contra a vida.

( ) o autocídio é agressão terrível que se perpetua contra si mesmo, dirigida à Divindade, geradora de tudo ... ( ... ). Manoel P.M.

O suicídio é terrível mal que aumenta na Humanidade e que deve ser combatido por todos os homens.

Essa rigidez mental que resolve pela solução trágica é doença complexa. Conscientizar as criaturas a respeito das conseqüências do ato, no além-túmulo, das dores que maceram os familiares e do ultraje às Leis Divinas, é método salutar para diminuir a incidência dessa solução insolvável.

Dialogar com bondade e paciência com as pessoas que têm propensão para o suicídio; sugerir-Ihes dar-se um pouco mais de tempo, enquanto o problema altera a sua configuração; evitar oferecer bases ilusórias para esperanças fugazes que o tempo desmancha; estimular a valorização pessoal; acender uma luz no túnel do seu desespero, entre outros recursos, constituem terapia preventiva, que se fortaleecerá no exercício da oração, das leituras otimistas, espirituais, nos passes e no uso da água f1uidificada. Manoel P.M.
O suicídio, como ninguém mais ignora, constitui para o Espírito, que se aventurou em tão adversa hora, um estado complexo de semi-loucura, situação crítica e laamentável de descontrole mental, forçando estudos e exames especiais dentro da própria Revelação Espírita. ( ... ) Yvone A.P.

"( ... ) é atestado de fraqueza e descrença geral, de desânimo generalizado, de covardia moral, terrível complexo que enreda a criatura num emaranhado de situações anormais. ( ... )" Yvonne A.P.

SUOR ( ... ) o suor digno é o antídoto de todos os tóxicos mentais que atacam sutilmente os tecidos da alma. Fco.C.X.
SUPERCONSCIENTE O superconsciente (zona mental poderia ser designado por "Região da Esperança", nela situando eminências espirituais que nos compete atingir. As intuições dos gênios e as criações dos sanfos significam penetrações no compartimento superconsciencial. Martins Peralva
SUPER-HOMEM ( ... ) O super-homem, com o qual sonhou Nietzsche, não é mera utopia; ele existe nas mais rarefeitas camadas do processo evolutivo, em seres purificados e sábios a um ponto tal de sublimação que, colocados diante deles e de seus pensamentos, não teríamos como entendê-los. Herminio C.M.
SUPORTABILIDADE É o grau de resistência às conseqüências, naturais ou não, morais ou físicas, das faltas cometidas, e impostas pela justiça divina ou humana, ou pelas leis da Natureeza. Em outras palavras, é a renitência no mal apesar dos sofrimentos cada vez mais angustiantes.

EXEMPLO: a) suportabilidade máxima: suportar dolorosas conseqüências morais, sociais e até físicas da prática de um vício sem nenhuma modificação da conduta viciosa; b) suportabilidade mínima: a menor conseqüência, ou castigo, determinar significativa melhora de comportamento. Ney Lobo