O DOMÍNIO DA ENERGIA

Toda a renda auferida dos nossos livros destina-se à assistência social e à difusão do livro espiritualista. I.M.A. - INSTITUTO DE MEDICINA DO ALÉM

1 - DR. ISMAEL ALONSO & ALONSO

Dr. Ismael Alonso Y Alonso nasceu aos 30 de dezembro de 1908, em Peirópolis, cidade próxima às queridas terras mineiras de Uberaba, e desencarnou em Franca-SP, aos 23 de março de 1964.

Formou-se em Farmácia na cidade de Pindamonhangaba, em 1929, e, sempre em busca do saber, em 1934 formou-se na Universidade de Medicina Fluminense, de Niterói-RJ. Mas a sua história de amor e dedicação ao povo francano só começaria no início de julho de 1939, quando sempre atuando como médico e humanista responsável, desempenhou também papel na vida pública como prefeito e vereador da cidade de Franca, fazendo-se destacar como defensor da Saúde Pública. Mas os destinos de suas obras deveriam ser muito maiores e, não se rendendo ao brilho das riquezas materiais efêmeras, ainda encarnado começou a atender a todos que o procuravam sem condições financeiras, sem cobrar nada, e até mesmo distribuindo gratuitamente remédios, ficando conhecido carinhosamente em Franca como o "Médico dos Pobres". Atualmente, em trabalho junto aos encarnados, aproxima a grandeza da medicina espiritual à da medicina terrena convencional, através da mediunidade de João Berbel, mostrando que este será um caminho a conduzir em união os bons espíritos e os homens de bem na grande causa cristã.

Durante a sua jornada terrena foi amparado por um protetor e orientador espiritual, o Dr. Bezerra de Menezes, que também a seu tempo andou pela Terra amparando e aliviando todos que sofressem. Sempre gratuitamente. Grande homem e Espírito superior que foi Dr. Ismael Alonso Y Alonso integrou-se àqueles tantos que trabalham pelo grande Médico das Almas, Jesus, levando as Luzes do Evangelho, para que o espírito se eleve em consciência diante dos desafios e bem-aventuranças desta grandiosa filosofia chamada Vida, dentro desta maravilhosa e gigantesca família universal chamada humanidade.

2 - JOÃO BERBEL - MÉDIUM

João Berbel nasceu aos 30 de agosto de 1955, na cidade de Restinga, Interior paulista.

De origem católica, inicialmente era avesso ao Espiritismo, mas descobriu-se médium, o que, aliado à epilepsia, fê-lo passar por provações, mas também ajudou-o a encaminhar-se na prática caritativa que hoje direciona sua vida. Com o apoio carinhoso e decisivo de Arlete Berbel, com quem é casado desde 1979, vem, há mais de 16 anos, colocando sua mediunidade a serviço do Mundo Maior. Sob a orientação do mentor espiritual Dr. Ismael Alonso y Alonso, João Berbel busca alento e conforto para milhares de pessoas.

Em Franca, Interior de São Paulo, com auxílio de voluntários e colaboradores, mantém em atividade o IMA (Instituto de Medicina do Além), que, nestes últimos dezesseis anos, já atendeu mais de 2 milhões de pessoas, vindas de todos os estados brasileiros, necessitadas de cura física e esclarecimento moral e espiritual.

Além da realização de cirurgias espirituais sem cortes, o IMA cultiva, em sítio próprio, plantas medicinais e manipula fórmulas fitoterápicas em laboratório próprio.

O trabalho e os remédios são oferecidos ao público gratuitamente pela Entidade, que também mantém a Escola Madre Teresa de Calcutá — que abriga o Pró-Jovem de Franca e distribui cestas básicas, sopas e refeições (5.000 semanais).

Para tanto, contribui o arrecadado em direitos autorais dos mais de 208 livros, psicofonados pelo médium João Berbel, de diversos e elevados autores espirituais. Esses direitos são revertidos em importante auxílio no custeio das despesas e investimentos necessários ao atendimento cada vez maior de tantos irmãos necessitados de alívio, amparo, ensinamentos e esclarecimentos pelas vias da esperança e do amor universal cristão.

3 - PREFÁCIO

Em meados do século XVII o papa Urbano VIII abominava para a memória do mundo um certo cientista, alegando que tal herege dera origem ao maior escândalo de toda a cristandade.

Ora, aquele homem de ciência assim execrado pela Igreja Católica, aquela figura notável chamada Galileu Galilei não fora a causadora do propalado maior escândalo, e sim o fora o próprio Tribunal do Santo Ofício, ao escandalizar todo o planeta, por alguns séculos, com a sua ignorante intransigência, deixando de admitir ou analisar melhor as verdades científicas que se impunham ao raciocínio dormente.

Era o clima difícil da luta da fé com a razão, da religião contra a ciência. Era a época terrível da Inquisição, obrigando um cientista de setenta anos a se ajoelhar perante o tribunal da fé cega, a abjurar aquilo que a sua visão da verdade enxergara por sobre horizontes mais altos, para além das cabeças obtusas, voltadas para o chão da crença enceguecida pelas paixões.

Galileu Galilei (1564-1642) era bem a expressão do autêntico homem de ciência: paciente, observador atento, afeito ao aprofundamento da razão das coisas, do desfilar dos fenômenos. Desde muito jovem aprendera a questionar o conhecimento, a provar-lhe a autenticidade, a apurar a verdade do fato e a verdade da sua lei. Por isso descobriu várias leis, descortinou novos horizontes do céu e da Terra, reabriu o conhecimento legítimo dos mundos. E por tal razão estabeleceu também os caminhos certos da experimentação científica, em torno do que criou vários aparatos, cada qual abrindo o seu campo próprio de expansão para o futuro.

Galileu Galilei, o professor de matemática, o cientista prático e teórico, o criador da mecânica, o homem que, aliándo-se a Copérnico e Kepler, desbancava as multisseculares impropriedades científicas de Aristóteles... Assim o mundo de hoje enxerga uma figura ímpar de apóstolo da verdade que haveria de camuflar as suas descobertas para que os homens, passada a tempestade do fanatismo, tomassem conhecimento das leis universais que precisavam ser alardeadas e, no entanto, pretendia-se abafar com insanas lufadas de despotismo.

Lembrá-lo-emos sempre assim no contexto da história terrestre: ancião paciencioso, respeitável barba, venerável pela sua experiência de cientista afinado, tanto nas abstrações e no cálculo quanto nas mais cansativas experimentações práticas, na sua figura notável de intelectual revolucionário.

Entretanto, o mundo íntimo do homem é o mundo das reformulações contínuas. E o tempo, em sua função evolutiva, promove os altos e baixos da vida reencarnatória para que o homem se renove nas suas cogitações morais, para que se aprimore nas introspecções cada vez mais profundas, para que do casulo momentâneo da matéria sejam realçadas as funções superiores do espírito.

E o cientista experimentador, afeito às gratificantes observações celestes, de repente, em 1638, ficava sem a visão, e haveria de dizê-lo aos seus amigos: —Ai de mim! O vosso amigo e servo Galileu tem estado no último mês desesperadamente cego, de modo que este céu, esta Terra, este Universo, que eu, por maravilhosos descobrimentos e claras demonstrações, alarguei cem mil vezes além da crença dos sábios da antiguidade, se reduzem, daqui por diante, para mim, a um diminuto espaço preenchido pelas minhas próprias sensações corpóreas!

O caminho do missionário é o caminho do sacrifício. Galileu enfrentou a incompreensão mais terrível e agora Deus retirava-lhe a visão que se maravilhara tanto com a esplendorosa matemática do Universo!

Contudo, logo sua alma, deixando este mundo aos 8 de janeiro de 1642, iria encontrar-se consigo mesma no Outro Mundo, na Outra Realidade. Ainda mundos diferentes, ainda visões diferentes, ainda leis diferentes...

O espírito se desperta. A visão se engrandece. Os universos se desmesuram, encantando mais e mais o espírito liberto das peias da matéria. E Galileu, humilde, paciente, sábio ainda, retorna para fazer desfilar aos homens, ao lado de tantos princípios e fenómenos, a descoberta maior: o amor universal unindo a Deus todas as criaturas!

Ouvi-lo é preciso, em nome de uma razão ainda maior.

Foi-nos dada a oportunidade de, em nosso trabalho editorial, entrevistar nosso irmão Galileu Galilei, através da mediunidade psicofônica do nosso caro companheiro João Berbel, este dispondo-se dedicadamente a esse mister durante vários dias.

Com a paciência de um sábio, Galileu ouviu e respondeu prontamente as questões formuladas, versando sobre variadíssimos temas. Neste livro está uma parte das indagações e respectivas respostas, ficando outras questões e outros temas para futuras obras.

Nosso irmão espiritual, longe de querer mostrar sua sabedoria e seus extraordinários conhecimentos, preocupa-se sim em, caridosamente, passar-nos a síntese de sua larga experiência evolutiva adquirida ao longo do tempo; preocupa-se em alertar-nos sobre as transformações que nosso planeta sofre e sofrerá, cada vez mais intensas, no seu programa de evolução cósmica; preocupa-se em sobrelevar o fator moral nos caminhos da escalada científica terrestre, para que nisto não destoemos do concerto do progresso dos mundos.

A palavra atual de Galileu traduz-se no verbo seguro daquele que há já alcançado um alto patamar de consciência e de fé nos designios do Criador. Do cientista observador, friamente matemático, ao filósofo profundo — eis o recaminho evolucionai, o ritmo atual de sua trajetória cósmica como espírito livre, deslumbrado ainda com as maravilhas da Criação.

Cientista do amor! Tal é o qualificativo agora cabível a esse nosso irmão bondoso e sábio que se dispôs a descer ao nosso rasteiro plano para descortinar-nos ainda novos horizontes de aprendizado: as descobertas dos superiores níveis de consciência do Espírito.

Os Editores

..AO CRIADOR
..1 - TOTALIDADE DO FLUÍDO CÓSMICO
..2 - NATUREZA DO FLUÍDO CÓSMICO
..3 - ESTADOS DESCONHECIDOS DO FLUÍDO CÓSMICO
..4 - UNIDADE DA MATÉRIA
..5 - RADIOATIVIDADE E EVOLUÇÃO
..6 - PRINCÍPIO VITAL E FLUÍDO VITAL
..7 - CAPTAÇÃO HUMANA DA ENERGIA SOLAR
..8 - ALIMENTAÇÃO E ENERGIAS VITAIS
..9 - VIDA E PRINCÍPIO INTELIGENTE
..10 - QUÍMICA DA VIDA
..11 - FLUÍDO VITAL E AMBIENTE TERRESTRE
..12 - NATUREZA DA GRAVITAÇÃO
..13 - DOMÍNIO DA GRAVITAÇÃO
..14 - GRAVITAÇÃO E PLANO ESPIRITUAL
..15 - MONOPOLO E CORRENTE MAGNÉTICA
..16 - CARACTERIZAÇÃO DA ENERGIA ELÉTRICA
..17 - LUZ MATERIAL E ESPIRITUAL
..18 - LUZ E NÍVEL EVOLUTIVO
..19 - LUZ E CADÁVERES
..20 - ELETRICIDADE HUMANA
..21 - FLUÍDO ECTOPLÁSMICO E FUNÇÕES MAGNÉTICAS ..
..22 - DIFERENCIAÇÃO ECTOPLÁSMICA
..23 - DESDOBRAMENTO PERISPÍRITICO
..24 - RADIESTESIA E ELETROMAGNESTISMO
..25 - PSICOMETRIA E FIXAÇÃO FENOMENAL DE IMAGENS
..26 - ENERGIAS PIROGÊNICAS
..27 - FUNDAMENTO DE PRECOGNIÇÃO
..28 - COMBUSTÍVEIS E PROPULSÃO DO PORVIR
..29 - ENERGIA ATMOSFÉRICA E LOCOMOÇÃO
..30 - ALTITUDE FÍSICA E ENERGIAS DO ESPÍRITO
..31 - MONGES, MENTALIZAÇÃO E PARANORMALIDADE
..32 - TRANSE DE AUTO-LOCOMOÇÃO
..33 - TELECINESIA APLICADA AOS GASES
..34 - MENTOALTERAÇÃO NA MATÉRIA MINERAL
..35 - MENTOALTERAÇÃO NOS VEGETAIS
..36 - DESGASTE DA ENERGIA MENTAL
..37 - BATERIA MENTOENERGÉTICA
..38 - VISUALIZAÇÃO DA EXPRESSÃO MENTAL
..39 - VISUALIZAÇÃO DAS ENERGIAS DEVOCIONAIS
..40 - PODER ENERGÉTICOPROTETOR DA FÉ
..41 - EFEITOS FÍSICOS DAS ENERGIAS DA FÉ
..42 - EFEITOS ANÔMALOS E PROL.DO FLÚIDO VITAL....
..43 - DIMENSÃO ESPIRITUAL
..44 - O INFINITO NO MICRO E NO MACROCOSMOS
..45 - ENERGIA DO AMOR E CIÊNCIA
..46 - DA TEORIA DO TUDO À ENERGIA DO AMOR
..47 - HOMEM-DEUS
..48 - ENERGIA ESPÍRITO
..49 - ENERGIA DEUS
..50 - CIÊNCIA E DEUS