C - O FIM DO MUNDO

O FENÔMENO APOCALÍPTICO, QUE JÁ ESTAMOS VIVENDO, SERÁ O "FIM DOS TEMPOS" OU
SOMENTE UM "FIM DE CICLO CIVILIZATÓRIO", QUE SERVIRÁ PARA DEPURAR A HUMANIDADE.

VISÃO APOCALÍPTICA:

"O crime campeava sob todas as formas imagináveis; os vícios mais torpes eram praticados com a aquiescência da sociedade; a bestialidade se apossava das criaturas desvairadas; e todos chafurdavam-se, com a implantação da anarquia e pandemônio. Ninguém mais tinha brio. O ódio reinava; a intriga avassalava; a luxúria carcomia; e o labéu era o patrimônio do gênero humano.

A natureza chorava.. chorava... vendo até que ponto de devassidão e perversidade havia chegado a humanidade. E ninguém interceptava a marcha gloriosa do mal, que a todos ia conquistando para seu reinado tenebroso! O cosmo porém abalou-se e dos planos superiores partiu um vibrante: B A S T A !

Foi então que o temporal, após diversos dias de chuva torrencial, recrudesceu de uma intensidade jamais vista. Até parecia que tudo iria submergir, tal como aconteceu no Oriente Médio, por ocasião do chamado Dilúvio Universal. A chuva caía sem cessar, como se os mares fossem inteiramente vaporizados para se condensarem e caírem tal qual uma gigantesca catarata sobre a terra lamacenta. O planeta estava nessa triste situação, com os rios transbordando e as regiões vulcânicas em abalos sísmicos ininterruptos, quando o inevitável, já previsto por alguns, aconteceu!

A Terra, influenciada por um corpo celeste, que a tangeu, verticalizando-a, fez com que a geografia terrestre modificasse radicalmente. Nesse cataclisma pavoroso, dois terços da humanidade foram tragados, inexoramente, pelas águas dos mares, ao saírem de seus leitos, pela modificação da posição do eixo terráqueo. Nessa noite terrível, em que muitas terras submergiram e outras surgiram, os que escaparam da gigantesca vassoura marítima percorriam, como loucos, numa gritaria infernal, certos de que tudo estava perdido, pois que poderia repetir-se a catástrofe apocalíptica.

Os dias, porém, foram escoando-se, lentamente, na peneira do tempo e como o gigante não dava sinal de repetir as convulsões sofridas,os remanescentes da tragédia se agruparam para analisar a extensão dos acontecimentos e traçar planos, já que tudo se encontrava na mais completa desordem. Em todas as partes do globo, os mais esclarecidos líderes trocaram opiniões para lançar as bases de novo governo, o qual seria mundial, coadjuvado pelos municipais.

Depois das necessárias providências administrativas, lançaram-se os sobreviventes na árdua tarefa da reconstrução e desbravamento das terras que surgiram. Assim se iniciava um novo milênio, com uma mudança completa em todos os setores da vida. Não mais sentimentos nacionalistas, e sim universalistas; não mais divisões de raças e castas, e sim compreensão e fraternidade; não mais barreiras que fomentem guerras, e sim um só povo, com um só ideal: "trabalhar e estudar, para serem livres e felizes, com paz e fartura."

-Quer dizer então, caro Marcelo, que isso vai acontecer no começo do próximo milênio? - Não sei, querido irmão,o que lhe acabo de contar foi um sonho que tive, um sonho tão real, que ainda se acha gravado em minha mente, daí poder descrevê-lo com tanta fidelidade, embora nem todos os detalhes fosses descritos. -Aliás Marcelo, essa tragédia aconteceu com a Atlântida, não é mesmo? - Sim. Segundo alguns escritores (há milhares de livros sobre essa catástrofe), Atlântida submergiu há milhares de anos (em torno de 10 a 12) de anos. Platão foi o primeiro a falar sobre esse grande cataclisma.

Antonio Fernandes Rodrigues

******************** XXXXXXXXXX ********************

COMUNICAÇÕES RECEBIDAS PSICOGRAFICAMENTE POR UMA "DISCÍPULA DE JESUS"
QUE DESEJA DESIGNAR-SE SIMPLESMENTE SERVIDORA.

Para todos que aspiramos progresso em nossa evolução espiritual, as maiores preocupações do momento devem ser os acontecimentos ligados ao próximo selecionamento espiritual da humanidade da Terra. Esse selecionamento é cósmico e se dá em períodos aproximados de dois mil anos. O período atual, prestes a completar-se, teve início com o nascimento de Jesus, na Palestina; penetrou em seu estágio terminal em 1950 (as portas do inferno estão abertas: significando que Deus estava dando a última oportunidade aos espíritos recalcitrantes ou rebeldes de se redimirem); estendeu-se daí, rapidamente, até nossos dias atuais e prossegue em seu inevitável desdobramento até 1984, seu primeiro ponto crítico, devendo atingir, na década seguinte dos anos 90, seu climax, com aspectos mais dramáticos, até transpor o milênio, já no ano 2.000 e um pouco além (mais ou menos: 160 anos), ao mesmo tempo em que, no calendário cósmico, chega a termo o signo de Peixes, designado "cristão" e entra-se no de Aquário.

O selecionamento de habitantes de orbes é habitual em nosso sistema planetário e, em geral, consiste na separação de espíritos pelos seus valores qualitativos, expressos neles mesmos, pela luz que revelarem, processo este que o Evangelho de Jesus e, mais particularmente o Apocalipse de João, simbolicamente descrevem como "julgamento" e separação de bons e maus, os primeiros passando para direita de Cristo, para que prossigam habitando a Terra renovada e os últimos, para Sua esquerda, destinados a descartes para mundos mais concordantes com suas condições de retardamento espiritual.

Sobre esse impressionante acontecimento, espíritos conhecidos, de respeitável hierarquia, ligados à evolução do planeta e, especialmente, do nosso país, oferecem preciosas interpretações que coordenamos na mesma ordem em que se encontram no Apocalipse, para melhor apreciação e entendimento.

Em várias épocas, a partir de Jesus, o chamado "FIM DOS TEMPOS" foi anunciado com alvoroço e emoção, supondo-se que o mundo acabaria e fenômenos físicos, como cometas e eclipses, erupções vulcânicas, terremotos e maremotos, pareciam confirmar as suposições. Mas o tempo, passando, desmentiam-nas e a vida retomava seu ritmo normal, pois que não passavam de fenômenos naturais que a ignorância generalizada do povo inculto dramatizava por ameaças divinas.

Mas os anúncios de agora merecem maior ponderação pelas credenciais dos seus autores, que falam com uniformidade, demonstrando integração em conjuntos direcionais responsáveis; e também porque os acontecimentos que já ocorrem na Terra, envolvendo sua humanidade, confirmam de certa forma a natureza e os prazos profetizados para sua ocorrência; e ainda por que os grandes acontecimentos históricos que ocorrem em "FINS DE PERÍODOS CÍCLICOS", são sempre precedidos de revelações e fenômenos insólitos, que afetam mais ou menos fundamentalmente a vida humana e a da própria natureza.

E no alinhamento destas razões pode-se também acrescentar um argumento importante, que é o fato da própria ciência materialista estar, em nossos dias, revelando e confirmando a ocorrência futura desses fenômenos e até mesmo a data em que se darão. Não há, pois, razões aceitáveis para se pôr em dúvida ou negligenciar sobre o que aqui está afirmado em mensagens claras e positivas; e prudente e sábio será aquele que se preparar espiritualmente para suportar os acontecimentos com compreensão e humildade.

Lendo estas mensagens é fácil também verificar que se justificam as apreensões dos Planos Maiores sobre a situação do mundo, porque a onda de negatividade que o avassala e a desordenada expansão materialista em muitos casos servem de instrumento de ação para as forças destrutivas, simbolizadas no Apocalipse pela Besta, o Dragão e o Falso Profeta, que se articulam para aniquilar a ordem social e sua estabilidade e todo o conjunto de civilização levantado pelo homem, promovendo a disseminação dos vícios mais nefastos, o desenfreio de paixões animais sintonizadas no sexualismo, as diferentes formas de corrupção moral e física e a substituição de crenças religiosas pelo niilismo ateu e ideologias enganosas, impiedosas, que pregam a separação e o ódio entre os homens.

O cumprimento das profecias é o ponto central das citações, interpretações e argumentação dos devotados Espíritos que subscrevem estas mensagens. Devemos, pois, recebê-las com respeito, lê-las atentamente para penetrar no seu mais profundo sentido, sem preconceitos ou reservas, considerando que, por serem sintéticas, como é natural que o sejam, não podem revelar de pronto seu verdadeiro conteúdo espiritual.

Essa leitura aprimorará conhecimentos espirituais e mostrará, de forma clara e convincente, a necessidade de nos devotarmos com mais empenho ao esforço de REFORMA ÍNTIMA, inscrevendo-nos nas Escolas de Aprendizes do Evangelho, para melhorarmos nossas condições espirituais, único meio de podermos enfrentar serena e confiadamente, o próximo "julgamento" apocalíptico.

Edgar Armond - São Paulo, 1978.

A VOZ DOS MENTORES
O ASTRO INTRUSO

OBSERVAÇÃO: Não nos esqueçamos de ater-nos aos sinais finais, isto é, ou seja, de acordo as "Profecias de Nostradamus" e "São Malaquias" o profeta dos papas:

1°. - Junção dos Islamismo, ou seja, no sul da Rússia a predominância é da Fé Islâmica que provavelmente se unirá com os restantes dos muçulmanos (principalmente o Irã: de onde se desencadeará a guerra) cujo fanatismo ainda continua: Maomé pregou a guerra santa, para firmar o culto de Allá pela violência e pelo sangue, nos seus últimos anos de vida e de espada na mão ainda dizia: "O Alcorão ou a morte", o grito de guerra dos crentes muçulmanos ao entrar em batalha e que bradam com extremo fanatismo é o seguinte: "Somente Allá é Deus e Maomé o seu profeta".

2°. - O aparecimento de um astro( alguns autores o denominaram: Hercólubus, o planeta vermelho ou simplesmente um meteoro): Aquele que devido a sua atração magnética tão grande que causará o deslocamento da Terra, chamado "Verticalização". É necessário um esclarecimento: Além do seu movimento anual, ao redor do Sol (movimento de translação), que produz as estações, o seu movimento de rotação sobre si mesma em 24 horas, que produz o dia e a noite (movimento de rotação), a Terra tem um terceiro movimento que se cumpre em 25.868 anos (a ciência o calcula em 14.400 anos), e produz o fenômeno designado em astronomia sob o nome de "PRECESSÃO DOS EQUINÓCIOS" (para saber mais leia: A Gênese, capítulo IX - Revoluções do globo e no ítem Revoluções periódicas). Quando se operar esta verticalização (o eixo da Terra está inclinado numa amplitude de 23 graus e meio não só causará a invasão das águas (dos mares e oceanos) mas, também outros cataclismos.

3°. - Segundo Michael Nostradamus falta o aparecimento do 3°. Anti-Cristo que surgirá quando ocorrer a "junção do Islamismo", se estudarmos a nossa história veremos que a atual conjuntura mundial está caminhando com todos os indicativos, aqueles mesmos que permitiram o aparecimento dos dois primeiros anti-cristos, pregados por Nostradamus.

4°. - O acontecimento do "GRANDE TERREMOTO" causado pela forte atração magnética do astro que virá, ou devido ao movimento das placas tectônicas causando morte e destruição em algumas partes do mundo. Segundo alguns especialistas o ciclo seria de 160 anos e o último ocorreu em 1906 na falha de San Andréas (USA).

5°. - Segundo São Malaquias, o profeta dos papas, em Roma haverá 112 papas, sendo que o atual papa João Paulo II é o 110°, embora Nostradamus cite o mesmo mas, afirma que não será em Roma pois, esta estará destruída (112° papa: Pedro).

6°. - Início da guerra a Fé Islâmica (oriente) contra o ocidente, que durará entre 15 a 27 anos, com vitória do ocidente (EUA se unirá com a Rússia: parte norte). Convém lembrar novamente que a Fé Islâmica compreende os muçulmanos do sul da Rússia, e os do oriente, principalmente o Irã que terá uma participação ativa.