MULHERES DO EVANGELHO

Ao redigirmos alguns apontamentos sobre personagens que tiveram suas vidas imortalizadas as páginas sublimes do Evangelho, convém observar que o fizemos a fim de que possam servir de auxílio ao estudioso das palavras consideradas sagradas. São apenas observações pessoais de alguém que estuda e aprecia o conteúdo sagrado dos ensinamentos deixados pelo Mestre da Galiléia. Alguns comentários talvez sejam necessários para que compreendamos certos aspectos que envolvem os personagens bíblicos, segundo uma ótica espírita mais abrangente.

Não pautamos nossos comentários por palavras ditas ou escritas por outros espíritos ou outros médiuns. Os apontamentos presentes neste livro são pessoais, uma interpretação pessoal (sim, espíritos também possuem opiniões!), os quais não invalidam nem desmerecem qualquer ponto de vista que outro espírito possa ter a respeito dos mesmos fatos.

Gostaríamos apenas de pedir aos irmãos leitores que desenvolvam sensibilidade para perceber que não estamos dogmatizando absolutamente nada em relação aos personagens aqui apresentados. O que intentamos, ao desenvolver nosso pensamento nestas páginas, é tão-somente apresentar uma dimensão espiritual, um ensinamento moral e um ponto de vista de alguém que estuda a verdade - não em seu sentido literal-, procurando tirar do simbolismo o ensino que serve para a modificação da visão interna do ser humano.

Dessa forma, nossas observações e nossos apontamentos a respeito de muitos personagens do Evangelho poderão até mesmo se confrontar com outros deesenvolvidos por eminentes espíritos através de médiuns diversos. Torno a repetir: o objetivo é apresentar um ponto de vista, uma opinião - à qual todos têm direito -, e não copiar os pontos de vista de outros seres ou mesmo repetir afirmações e descrições.

Que o leitor tenha a sensibilidade para extrair o "espírito" da letra; que consiga ir além das aparências e entrar em sintonia com o objetivo desta obra: valorizar o aspecto espiritual, e não os fatores geográficos, históricos ou mesmo sociais das pessoas que desfilam nas páginas do Evangelho.

Outras ocorrências que merecem menção com referência a nossos singelos e despretensiosos apontamentos: a hermenêutica bíblica e o contexto no qual foram escritos os ensinamentos imortalizados no Evangelho. É bom atentar para tais aspectos quando se pretende ajuizar sobre algum ponto de vista emitido ou uma interpretação dada. Mesmo entre nós, os desencarnados, existem pontos de vista, opiniões diferentes e às vezes divergentes, a respeito de uma mesma situação. Algo assim pode ser ilustrado como um prisma espiritual, que decompõe a verdade sob diversos aspectos, para que pessoas de formações culturais distintas possam encontrar a sua "verdade", aquilo que fala mais profundamente ao seu coração.

Enfim, ao escrevermos estas palavras, queremos falar mais ao coração do que à razão. Por isso, a linguagem mais poética e menos didática que permeia nossos apontamentos.

A você, leitor, o nosso carinho, simplesmente, sem nenhuma pretensão de estarmos ditando verdades eternas e imutáveis. Apenas um ponto de vista, uma interpretação realizada com coração, para os corações.

Com amor, sempre,

Estevão

PARTE I - ENCONTRO COM JESUS

..CAPÍTULO I - A VINDA DE JESUS
..CAPÍTULO I - A VOZ DE CRISTO
..CAPÍTULO II - A POLÍTICA DAS BEM-AVENTURANÇAS
 
PARTE II - MULHERES DO EVANGELHO
..CAPÍTULO 3 - MARIA DE MAGDALA
..CAPÍTULO 4 - DO AMOR MUNDANO AO AMOR DIVINO
..CAPÍTULO 5 - MADALENA, A OVELHA PERDIDA
..CAPÍTULO 6 - A MULHER EQUIVOCADA
..CAPÍTULO 7 - A MULHER HEMORROÍSSA
..CAPÍTULO 8 A MULHER SAMARITANA:
..CAPÍTULO 9 - MARIA DE NAZARÉ
..CAPÍTULO 10 - A VIÚVA DE NAIM
 
PARTE III - OUTROS PERSONAGENS
..CAPÍTULO 11 - A CURA DO PARALÍTICO
..CAPÍTULO 12 - O CENTURIÃO DE CAFARNAUM
..CAPÍTULO 13 - ZAQUEU
..CAPÍTULO 14 - PEDRO, A ROCHA DOS SÉCULOS
 

POSFÁCIO:

..A - JESUS, MENSAGEIRO DA TOLERÂNCIA
..B - A BÍBLIA E A VERDADE
..C - TOLERÂNCIA, UMA GRANDE VERDADE
..D - EXPLORAR UMA VERDADE