POSFÁCIO

POSFÁCIO

A mensagem final que acabamos de ler veio coroar com um suspiro de felicidade, amor e esperança este novo Evangelho que aqui é encerrado sob um promissor facho de luz - a luz que representa a gloriosa ação de Jesus, a confiança em uma Nova Terra, que já está em vias de ser uma abençoada realidade, mesmo que as convulsões finais da prova e da expiação ainda se mostrem assustadoras e tentem manter nos corações inquietos a nuvem sombria da angústia e da desesperança.

Maria de Nazaré, a Excelsa Mãe, bem nos tem alertado sobre a grande necessidade de, nestas nossas horas amargas para toda a humanidade, enfocar a figura do seu filho amado sob todos os ângulos possíveis, espargir as luzes do Evangelho a todo instante e em qualquer ocasião.

Relembrar Jesus, acercar-nos do Mestre da Luz sob a maior intensidade de pensamento e sentimento é, pois, a preocupação maior que todos devemos albergar na razão e no coração, bem sabendo que ele é a nossa meta, ele é a solução ascensional que todos devemos buscar para que mais rapidamente cheguemos até o Pai Criador.

Assim entendendo, não podemos deixar de sugerir aos nossos amados leitores e leitoras que leiam outras importantes obras, também intermediadas por João Berbel, enfocando a figura e a história de Jesus e dos seus Evangelhos, e recolocando na verdade histórica muitos dos luminosos irmãos que se fizeram presentes no tempo e na ação do glorioso Messias. Eis tais obras a que queremos referir-nos, já lançadas por nossa Editora:

O Plebeu da Galiléia, O Rei dos Humildes, O Evangelho de Ingrid ,O Evangelho de Darúbio, Luz Eterna, Jesus e Madalena, A Voz que clama no Deserto ,Virtudes de Maria Nicodemos, — Advogado de Jesus, O Evangelho de Mateus ,O Evangelho de Marcos , O Evangelho de João, Atos dos Apóstolos, O Apocalipse, O galardão de ouro, A volta de Morgana

Aí estão as principais obras de nossa Editora que revivem o ambiente maravilhoso da estada de Jesus entre os homens.

Queremos lembrar também, com não pouca alegria e gratidão, a promessa dos nossos Irmãos Maiores em não estacionar no Evangelho dos Anjos a sublime intenção de passar ao plano terreno novas e preciosas informações nessa mesma linha da historicidade de Jesus e de seus sublimes Evangelhos.

E' a hora de abrir mente e coração, colocar-nos receptivos à ceia de luz que o Mais Alto, estarrecido embora com as trevas que nos envolvem, insiste em nos oferecer nesta noite derradeira!

Sim, Irmãos em Cristo, tomemos às mãos, com alegria, o Pão da Vida, pois, somente ele, pode saciar a nossa fome nesta jornada da Última Mora!

JOÃO BERBEL