COM A BÊNÇÃO DO CRISTO

Emmanuel

 

Com a bênção do Cristo na própria alma, tens contigo a luz que extingue a sombra e o amor que mitiga o sofrimento.

 

Assim, à frente dos que te rogam socorro, exilados nas trevas da ignorância ou nas aflições da miséria, descerra o coração e ampara sempre.

 

Não lastimes: - “sou nada”. Não digas: - “esmoreci”.

 

Sabes que possuis no altar do próprio espírito o celeiro de bênçãos do Grande Doador e que a harmonia do Céu dilatar-se-á, em teus dias, à medida que lhe estendas os áureos dons.

 

Não procures o Mestre tão-somente para pedir...

 

Não lhe recordes a generosidade apenas no escuro instante do pessimismo, quando o Sol se te afigura apagado e a vida te parece envolta em cinza e fumo!...

 

Jesus espera-te o coração todos os dias para vazar, através de teu sentimento, de tua palavra e de tuas mãos, o tesouro da Boa Nova, que é consolo e entendimento, harmonia e esperança...

 

Lembra que o Senhor te solicita os braços na construção do Reino de Deus na Terra e, por essa razão, podes ser com Ele, desde hoje, o sagrado instrumento do Eterno Bem...

 

Pensa nisso e jamais te sintas cansado ou inútil para auxiliar...

 

Sabes que a morte é ressurreição na Vida Imperecível para os que souberam fazer luz em si mesmos e não ignores que o amor cobre a multidão de nossas próprias faltas...

 

Compreendendo, assim, o Evangelho, em termos de trabalho e renovação, sê com Jesus o servidor da fraternidade, para que a fraternidade, como anjo celeste, se faça a guardiã de tua alegria.

 

Ide e pregai: - disse-nos o Senhor.

Sigamos exemplificando, acrescentamos nós, porque somente pela cartilha de nossos próprios testemunhos de fé o irmão do caminho poderá contemplar a bondade do Cristo e sentir-Lhe a Infinita Grandeza.

 

Livro – Abençoa Sempre – Francisco Cândido Xavier – espíritos diversos