CRIAÇÃO  VERBAL

Emmanuel

Seja, porém, a tua palavra: Sim, sim; não, não...

- Jesus.  (Mateus, 5:37.)

 

Toda frase, no mundo da alma, é semelhante a engenho de projeção suscitando imagens na

câmara oculta do pensamento.

Temos, assim, frases e frases: duras como aço; violentas como fogo; suaves como brisa; reconfortantes como sol; mordentes quais lâminas; providenciais como bálsamos.

A vista disso, todos nós carregamos, no estoque verbalístico, palavras e palavras:

 

palavras - bênçãos;

palavras - armadilhas;

palavras - charcos;

palavras - luzes;

palavras - esperanças;

palavras - alegrias;

palavras - promessas;

palavras - realizações;

palavras - trevas;

palavras - consolos;

palavras - aflições;

palavras - problemas.

 

Sabendo nós que o Criador, ao criar a criatura, criou nessa mesma criatura o poder de criar, é forçoso reconhecer que toda frase cria imagens e toda imagem pode criar alguma coisa. Saibamos, assim, compor as nossas frases com as nossas melhores palavras, nascidas e nossos melhores sentimentos, porque toda peça verbal rende luz ou sombra, felicidade ou sofrimento, bem ou mal para aquele que lhe faz o lançamento na Criação.

 

Mensagem psicografada por Francisco Cândido Xavier. Do livro “Bênção de Paz"