INVOCAÇÃO

João de Deus

 

                                      Anjos da Paz da Espiritualidade,

                                      Desdobrai vossas asas luminosas,

                                      Sobre este altar de lírios e rosas

                                      Florindo às luzes da imortalidade.

 

                                      Gênios de Luz, de Amor e de Bondade

                                      Almas divinas, almas carinhosas,

                                      Descei das amplidões da Eternidade

                                      A esse banquete da fraternidade!

 

                                      Vinde da claridade pura e imensa!

                                      Trazei a este cenáculo da crença

                                      Da Justiça de Deus, o Amor e a Luz!

 

                                      Derramai neste Templo da Esperança,

                                      As flores da Verdade e da Bonança

                                      Do Jardim claro e eterno de Jesus!...

 

(Soneto recebido na “União Espírita Mineira”, por ocasião da conferência ali pronunciada pelo prof. Leopoldo Machado, subordinada ao tema “das responsabilidades dos Espíritas do Brasil”).

 

Extraído do livro Bênçãos de Amor. Autores Diversos

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.