gratidão  de  irmã

 

 

Maria Dolores

 

 

Agradeço, alma irmã, tudo que me trouxeste,

A mesa farta, o feto amigo, a veste,

A palavra de luz.

O remédio, o socorro, a solidariedade

Por bênçãos do caminho,

Por tudo te consagro o meu carinho,

Que o verbo não traduz.

 

 

Agradeço o trabalho

Que te haverá custado sacrifício

Pura meu benefício,

Suprimindo-me a dor,

A bendita moeda que entregaste

Ouvindo o apelo da beneficência,

O serviço sagrado da existência,

Recamado de amor.

 

Agradeço a presença com que honras

A nossa de esperança

Enriquecendo a fé que aos alcança

Em nosso festim!...

A ternura a sorrir com que anuncias

O alvorecer da nova era,

A futura e sublime primavera

Da união paternal...

 

Mas, acima de tudo, alma querida,

Em preces agradeço

O conforto sem prego

Por estender-me a tua própria mão,

Fazendo-me sentir que Deus erige em nós,

Guardando-nos na força da alegria,

Ao bendito calor e cada dia,

Dando-nos vida e paz ao coração.

 

 

ESTRADAS E DESTINOS - Francisco Cândido Xavier - Espíritos Diversos