PONDERAÇÃO  DE  AMIGO

 

Cornélio Pires

 

 

Nomearam-te por louco

Por servir ao Grande Além,

Mas sempre é louco no mundo

Quem pratica a Lei do Bem.

 

Disseram que a tua casa

É só bagunça e pobreza,

Mas as pobres com Jesus

São ricos por natureza.

 

Declararam-te doente,

Enfermo que mal te escoras,

Mas isso significa

Que nunca perdeste as horas.

 

Encontraram-te a velhice

Pelas dias da existência,

Mas sem tempo de trabalho

Não existe experiência.

 

Classificaram-te o sexo

Por enigma incomum,

Mas o sexo na Terra

E luta de cada um.

 

Notaram-te a fealdade

Par mal que ninguém melhora,

Mas infeliz de quem vê

A beleza só por fora.

 

Denunciaram-te as frases

Por pregação sem calor,

Mas não te viram a fé

Vibrando de paz e amar.

 

Falaram-te em “rosto frio”

De expressão indevassada,

Mas quem parece robô

Não tem conversa fiada.

 

Chamaram-te “dentistinha”

Como quem te joga a malho,

Mas não te viram nas gestos

O amor que tens ao trabalho.

 

Ante as criticas do mundo,

Caros irmãos, suportai!...

Desculpar engano alheio

É confiança no Pai.

 

Do livro Fonte de Paz. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.