GOTAS  DE  PAZ

 

 Emmanuel

 

Examina os teus desejos e vigia os próprios pensamentos, porque onde situares o coração aí a vida te aguardará com as asas do bem ou com as algemas do mal.

 Emmanuel, Francisco Cândido Xavier, Mediunidade e Sintonia – CEU

 

Quem estiver procurando a inspiração dos Anjos, não se esqueça dos lugares onde os Anjos colaboram com o Céu, diminuindo o sofrimento e a ignorância na Terra

 Emmanuel, Francisco Cândido Xavier, Mediunidade e Sintonia – CEU  

 

Ama o serviço que o Senhor te confiou, por mais humilde que seja, e oferece-lhe as tuas melhores forças, porque do que hoje fazes bem, no proveito de todos, retirarás amanhã o justo alimento, para a obra que te erguerá do insignificante esforço terrestre para o trabalho espiritual.

 Emmanuel, Francisco Cândido Xavier, Mediunidade e Sintonia – CEU

 

Tão pequeninas, as gotas d’água reunidas formam os mares, os rios e as fontes que sustentam a vida na terra. Sem elas, o nosso mundo seria apenas um imenso deserto. Assim são as palavras. Isoladas, são desenhos diminutos, sem muita expressão.

Entretanto, reunidas pela inteligência humana, formam os livros, os poemas e os documentos que ilustram os povos. Sem elas não teríamos a Historia da Humanidade.

 Emmanuel Uberaba, 22 de novembro de 1992

 

Lembremo-nos de que a Terra é simplesmente um degrau em nossa escalada para os cimos resplendentes da vida e, acordados para as oportunidades do serviço, avancemos para diante, aprendendo e amando, auxiliando aos outros e renunciando a nós mesmos, na certeza de que, assim, caminharemos do infortúnio de ontem para a felicidade de amanhã.

 Emmanuel, Francisco Cândido Xavier, Mediunidade e Sintonia – CEU  

 

Em qualquer crise da existência, conserva a calma construída, de vez que os nossos estados mentais são contagiosos e, asserenando os outros, estaremos especialmente agindo em auxilio a nós mesmos.

 

Quem se encontre imóvel no tempo, recorde que o tempo não pára, nem retrocede.

 

Cada pessoa com a qual entres em contato é uma pagina do livro que estás escrevendo com a própria vida.

Não exijas de alguém aquilo que esse alguém ainda não te pode dar.

 

Aceita o fracasso por base de recomeço.

 

Deus nos releva as faltas, na certeza de que aprenderemos igualmente a perdoar as ofensas e os erros alheios.

 

E Deus não sai do silencio para se promover, esperando que cada um de nós, frente uns aos outros, possa também fazer isso.

 

Todo rio procede de uma nascente simples. A maioria dos incêndios se alteia de uma faísca. Assim também sucede com o suicídio e a delinqüência: a reclamação demasiadamente repetida; o grito inesperado desarticulando o equilíbrio emocional de quem ouve; o gesto de irritação; a frase de critica; a explosão do ciúme; o confronto infeliz; a queixa exagerada; a exigência sem razão; a palavra de insulto; a resposta á base de zombaria; ou o compromisso desprezado...

Qualquer dessas manifestações, aparentemente sem importância, pode ser o inicio de lamentáveis perturbações.

 

Valoriza o tempo e não te concedas o luxo das horas vazias.

 

Vive a própria vida e deixa que os outros vivam a existência que o céu lhes concedeu.

 

Recorda: toda criatura neste mundo tem um recado a dizer. Aquilo que fazes é a noticia de tua presença.

 

A paz em ti será paz nos outros e todos nós, seja aqui ou além, necessitamos de paz, a fim de viver fazendo o melhor.

 

Usa a paciência e a tolerância.

 

Age sem apego.

 

Há sempre alguém naufragando no mar das dificuldades humanas.

 

Alonga o próprio olhar e identificarás as oportunidades de servir que se destacam à mostra.

 

Não reclames nos outros, qualidades que ainda não possuis.

Não olvides o treinamento de coragem e de bom-ânimo, dos quais necessitarás nos momentos difíceis da vida.

 

Colabora, quanto possível, no bem dos semelhantes, sem exigir remunerações.

 

Hoje, é possível que esse ou aquele amigo necessite de ti, entretanto, amanhã, é possível sejamos nós os necessitados.

 

Em qualquer agitação exterior, mantém a serenidade necessária para que não destrua a formação do auxilio que já estará na direção do teu próprio endereço.

 

Conserva a fé em Deus e em te mesmo.

 

Deus nos concede o privilegio de trabalhar, a fim de agir por nós mesmos, e para que tenhamos a bênção de substituir aqueles que ainda não entendem a felicidade de trabalhar.

 

Muitas vezes, a jóia que perdeste te livrou de perigosa agressão.

 

Para quantos confiam na Divina Providência surge sempre um caminho para a solução dos problemas que se lhes fizeram necessários.

 

Venham às crises e as dificuldades que vierem, resguarda-te na tolerância e espera.

 

Todos aqueles que confiam em Deus, que lhe sentem a presença, que lhe aceitam os desígnios, que lhe ouvem a voz no imo da consciência, que bendizem o lugar em que Deus os colocou, que suportam dificuldades e tropeços, sem revolta e sem queixa, na certeza de que se acham sob a proteção de Deus, que procuram servir não próximo em Seu Nome, e que esquecem as ofensas sofridas, lembrando-lhe a misericórdia, jamais cairão em qualquer vale do desespero.

 

Se alguém te fere, desculpa e esquece, lembrando que o espinho dilacera porque não tem a contextura da flor.

 

Em todos os lances constrangedores da experiência humana é razoável nos façamos a palavra de bom ânimo e o gesto de apoio espontâneo para todos aqueles que nos cercam.

 

Ama sempre, sem reclamar compensações que talvez te fizessem parar na trilha para o bem. Sobretudo, não acredites em facilidades ou vantagens sem preço.

 

Quem fala de paciência se refere à esperança. Em vista disso, paciência quer dizer: “saber esperar.”

 

Não dramatizes os obstáculos em que te encontras perdendo tempo. Continua agindo e servindo para o bem. O teu silencio por ti muito mais.

 

Por maiores se te façam as tribulações terrestres, não percas a fé na Providencia Divina. Dificuldades aparecem. Sonhos caem, à maneira de flores, para se transformarem nos frutos da experiência. Surgem doenças, conflitos, entraves e inquietações. O desanimo te ameaça. Entretanto, não te deixes abater.

 

Continua oferecendo à vida o melhor de ti mesmo, trabalhando e servindo sempre. E, assim, chegará o momento em que descobrirá, no próprio coração, a presença de Deus.

 

Nunca prejudicarás a alguém sem prejudicar-te e nunca beneficiaras a essa ou aquela pessoa, sem beneficiar a ti mesmo.

 

O remorso é um lampejo de Deus sobre o complexo de culpa que se expressa por enfermidade da consciência. O sofrimento é a terapia de Deus, destinada a erradicá-la.

 

Se alguém te ofendeu, perdoa sem delonga. Se feriste a outrem, reconsidera o gesto impensado e solicita desculpas de imediato.

 

Companheiros se foram? Deus jamais te abandona.

 

Conservas as diretrizes do bem e segue com Deus. Age. Deus te inspira. Cala-te. Deus falará por ti no idioma das circunstancias. Não temas. Deus está velando. Trabalha e auxilia aos outros. Deus trabalha por ti.

 

Progresso é sinônimo de suor. Sublimação é o outro nome da renuncia.

 

Não te omitas na hora da provação.

 

Onde estiveres, recorda que Deus nos ama e guia sempre.

 

Não temas o caminho. Onde o bem permanece Deus está.

 

 

Francisco Cândido Xavier