NA  CONSTRUÇÃO  DO  FUTURO

 Emmanuel

 

“Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo...

” -JESUS - JOAO, 18: 36.

 

 “Todo cristão, pois, firmemente crê na vida futura, mas a idéia que muitos fazem dela é ainda vaga, incompleta e por Isso mesmo, falsa em diversos pontos.

 Para grande número, de pessoas, não, há, a tal respeito, mais de que uma crença, balda de certeza absoluta, donde as dúvidas e mesma a incredulidade, O Espiritismo veio completar, nesse ponto, coma em vários outros, o ensino do Cristo, fazendo-o, quando os homens já se mostram maduros bastante para apreenderem a verdade.1 - Cap.  11, 3.

 Esperavas pelos irmãos do caminho a fim de te entregares A construção da Terra melhor e quedas-te, muita vez, em amargoso desalento porque tardem a vir.

 Observa, porém, a estrada longa da evolução, para que o entendimento, te pacifique.

 Milhares deles são corações de pensamento verde que te rogam apoio e outros muitos seguem trilha adiante, inibidos- por névoas interiores que desconhecem.

 Repara os que se renderam às lágrimas excessivas.

 Choraram tanto que turvaram os olhos não mais divisando os companheiros infinitamente mais desditosos a lhes suplicarem auxilio nas vascas da aflição.

 Contempla os que passam.

 vaidosos sem saberem utilizar, construtivamente, os favores da  fortuna.

 Habituaram-se tanto As enganosas vantagens da moeda abundante que perderam o senso íntimo Enumera, os; que se embriagam de poder transitório.

 Abusaram  tanto da autoridade que caíram na exaltação da paranóia sem darem conta disso.

 Relaciona os que asseveram amar, transformando a afetividade no egoísmo envolvente.

 Apaixonaram-se tanto por criaturas e cousas, cultivando exigências, que deliram positivamente sem perceber.

 Anota os que avançam, hipnotizados pelas dignidades que receberam  do mundo.

 Fascinaram-se tanto pelas honras exteriores que olvidaram os semelhantes a quem lhes compete o dever de servir.

 Nenhum deles atrasou por maldade.

 Foram vitimas da ilusão que, freqüentemente, se agiganta qual imenso nevoeiro na periferia da vida, mas regressarão depois à verdade triunfante para atenderem is tarefas que realizas.

 Para todos eles que ainda não conseguiram chegar à grande renovação é compreensível o adiamento do trabalho a fazer.

 Entretanto, nada nos justificaria desânimo ou deserção na Obra do Cristo, porque embora estejamos consideravelmente distantes da sublimação necessária, transportamos conosco o raciocínio lúcido e libertado no sustento da fé.

 Perante o Mundo “Não se turbe o vosso coração.

 Credes em Deus, crede também em mim.

” - JESUS - JOAO, 14:

“A casa do Pai é o Universo.

 As diferentes moradas São os Mundos que circulam no espaço infinito e oferecem aos Espíritos que neles encarnam, moradas correspondentes ao adiantamento dos mesmos Espíritos.

”Cap. 111, 2.

 Clamas que não encontraste a felicidade no mundo, quando o mundo, - bendita universidade do espírito,dilapidada, por inúmeras gerações,te inclui entre aqueles de quem espera cooperação para construir a própria felicidade.

 Quando atingiste o diminuto porto do berço, com a fadiga da ave que tomba inerme, depois de haver planado longo tempo, sobre mares enormes, conquanto chorasses, argamassavas com teus vagidos, a alegria.

 e a esperança dos pais que te acolhiam, entusiasmados e jubilosos, para seres em casa o esteio da segurança.

 Alcançaste o verde refúgio da meninice embora mostrasses a inconsciência afável da  infância, foste para os mestres que te afagaram na escola a promessa viva de luz e realização que lhes emblemava o porvir.

Chegaste ao róseo distrito da juventude e apesar da inexperiência em que se te esfloravam todos os sonhos, os dirigentes de serviço, na pro fissão que abraçaste, contavam contigo para dignificar o trabalho e clarear os caminhos.

 Constituíste o lar próprio e, não obstante tateasses os domínios da responsabilidade, em meio de flores e aspirações, espíritos, afeiçoados e amigos te aguardavam generoso concurso para se corporificarem, na condição de teus filhos, através da reencarnação.

 Penetraste os círculos da fé renovadora que te honra os anseios de perfeição espiritual e se bem que externasses imediata necessidade de esclarecimento e socorro, companheiros de ideal saudaram-te a presença, na certeza de teu apoio ao levantamento das iniciativas mais nobres.

 Casa que habitas, campo que lavras, plano que arquitetas e obras que edificas solicitam-te paz e trabalho.

 Amigos que te ouvem rogam-te bom amimo.

 Doentes que te buscam suspiram por melhoras.

 Criaturas que te rodeiam pedem-te amparo e compreensão para que lhes acrescentes a coragem.

 Cousas que te cercam requisitam-te proteção e entendimento para que se lhes aprimore o dom de servir.

 Tudo é ansiosa expectativa, ao redor de teus passos.

 Não maldigais a Terra que te abençoa.

 Afirmas que esperas, em vão, pelo auxílio do mundo...

 Entretanto é o mundo que espera confiantemente por ti.

 

Psicografia : Francisco Cândido Xavier - Livro : Livro da Esperança