SÚPLICA  DA  CRIANÇA  AO  HOMEM

 

Emmanuel

 

AMIGO!

Auxilia-me agora, para que eu te auxilie depois.

 

*

Não me relegues ao esquecimento, nem me condenes à ignorância ou à crueldade.

 

*

Venho ao encontro de tuas nobres aspirações, de teu convívio, de tua obra...

Em tua companhia estou na condição da argila nas mãos do oleiro.

*

Hoje sou sementeira, fragilidade, promessa...

Amanhã, porém, serei tua própria realização.

 

*

Corrige-me, com amor, quando a sombra do erro envolver-me o caminho, para que a confiança não me abandone.

 

*

Protege-me contra o mal!...

 

*

Ensina-me a descobrir o bem, onde estiver.

 

*

Não me afastes de Deus e auxilia-me a conservar o amor e o respeito que devo às pessoas, aos animais e às coisas que me cercam.

 

*

Não me negue tua boa vontade, teu carinho, tua paciência...

*

Tenho tanta necessidade do teu coração, quanto a plantinha tenta precisa da água para prosperar e viver.

 

*

Dá-me tua bondade e dar-te-ei cooperação.

 

*

De ti depende que eu seja pior, ou melhor, amanhã.

 

Livro “Nós” – Psicografia: Francisco Candido Xavier.

Digitado Por: Lúcia Aydir.