QUANTO  AOS  OUTROS

André Luiz

 Se você acredita que pode alcançar a sublimação espiritual sem os outros, decerto ainda não chegou à verdade. .

 A vida foi criada, à feição de máquina complexa, em que as peças diferenciadas, entre si, guardam função específica. .

 Não fuja à engrenagem do seu grupo se deseja aperfeiçoar-se e progredir. .

 Os outros são as áreas destinadas à complementação e melhoria dos seus próprios reflexos. .

 Através deles, é que você se analisa para observar-se com segurança. .

 Não intente transformá-los, de imediato, porque qual ocorre conosco, são espíritos em evolução, caminhando entre dificuldades e sombras, para o conhecimento superior. .

 Não exija deles a perfeição que ainda estamos longe de possuir. .

 Esse nos ensina a paciência, aquele a compreensão, aquele outro o imperativo da bondade, tanto quanto somos pessoalmente para cada um deles testes vivos nesses mesmos assuntos. .

 Acredite: sempre que os outros nos apareçam à maneira de problemas, somos para eles outros tantos problemas a resolver. .

 Diz a você que precisa identificar-se com a vida e descobrir-se para fazer o melhor, entretanto, unicamente pelos outros é que você se encontra e se realiza para as conquistas supremas da felicidade e do amor.

De “Respostas da Vida”, de Francisco Cândido Xavier