ALGUMAS DEFINIÇÕES DE MEDIUNIDADE

Digamos, antes de tudo, que a mediunidade é inerente a uma disposição orgânica, de que qualquer homem pode ser dotado, como da de ver, de ouvir, de falar. ( ... )
A mediunidade é conferida sem distinção, a fim de que os Espíritos possam trazer a luz as todas as camadas, a todas as classes da sociedade, ao pobre como ao rico; aos retos, para os fortificar no bem, aos viciosos para os corrigir. ( ... )
A mediunidade não implica necessariamente relações habituais com os Espiritos superiores. É apenas uma aptidão para servir de instrumento mais ou menos dúctil aos Espíritos, em geral. ( ... ) (Allan Kardec em o Evangelho Segundo o Espiritismo)

A mediunidade é coisa santa, que deve ser praticada santamente, religiosamente. ( ... ) (Allan Kardec em E.S.E.)

A faculdade mediúnica é uma propriedade do organismo e não depende das qualidades morais do médium; ela se nos mostra desenvolvida, tanto nos mais dignos, como nos mais indignos. Não se dá, porém, o mesmo com a preferência que os Espíritos bons dão ao médium. (Allan Kardec em O que é o Espiritismo)

( ... ) é um dom de Deus, que se pode empregar tanto para o bem quanto para o mal, e da qual se pode abusar. Seu fim é por-nos em relação direta com as almas daqueles que viveram, a fim de recebermos enslnamentos e iniciações da vida futura. ( ... ) Aquele que dela se utiliza para o seu adiantamento e o de seus irmãos, desempenha uma verdadeira missão e será recompensado. O que abusa e a emprega em coisas fúteis ou para satisfazer interesses materiais, desvia-a do seu fim providencial, e, tarde ou cedo, será punido, como todo homem que faça mau uso de uma faculdade qualquer. (Allan Kardec em O que é o Espiritismo)

A mediunidade ( ... ) é a fonte primordial dos ensinamentos da Doutrina, e suas tarefas constituem, hoje, sem dúvida, importante contribuição, dos espíritas que a ela se dedicam, à consolidação da fé raciocinada e ao retorno, a normalidade, das condlções psíquicas alteradas daqueles que, enleados nas tramas da obsessão disfarçada e tenaz, procuram, agoniados, os centros espíritas, ou são a eles encaminhados. .
A comunicação entre os dois mundos, o corporal, material ou visível e o incorpóreo, imaterial ou invisível, é uma premissa básica do Espiritismo, que seria apenas um espiritualismo irreal e duvidoso, se a negasse ou a repudiasse. ( ... )
( ... ) mediunidade, faculdade orgânica de que são dotadas todas as criaturas, em maior ou menor grau de desenvolvimento. (Allan Kardec em A Gênese)

A mediunidade é uma delicada flor que, para desabrochar, necessita de acuradas precauções e assíduos cuidados. Exige o método, a paciência, as altas aspirações, os sentimentos nobres, e, sobretudo, a tema solicitude do bom Espírito que a envolve em seu amor, em seus fluidos vivificantes. ( ... )
( ... ) a mediunidade é um dos meios de ação por que se executa o plano divino ( ... ). (Léon Denis em No Invisível)

Mercadejar com a mediunidade é dispor de uma coisa de que se não é dono; é abusar da boa-vontade dos mortos, pô-los ao serviço de uma obra indigna deles e desviar o Espiritismo do seu fim providencial. ( ... ) (Léon Denis em No Invisível)

Faculdade orgânica, a mediunidade se encontra, em quase todos os indivíduos, não constituindo patrimônio especial de grupos nem privilégio de castas; é inerente ao espírito que dela se utiliza, encarnado ou desencarnado, para o ministério do intercâmbio entre diferentes esferas de evolução. A mediunidade tem características próprias por meio das quais quando acentuadas, facultam vigoroso comércio entre homens e Espíritos, entre as criaturas reciprocamente, bem como entre os próprios Espíritos. ( ... )
( ... ) tal faculdade se faz a porta por meio da qual se abrem os horizontes da imortalidade, propiciando amplas possibilidades para positivar a indestrutibilidade da vida, não obstante o desgaste da transitória indumentária fisiológica.
( ... ) sendo um inato recurso do espírito, reponta em qualquer meio e em todo indivíduo, aprimorando-se ou se convertendo em motivo de perturbação ou enfermidade de acordo com a direção que se lhe dê. (Joanna de Ângelis em Estudos Espiritas) ,

Mediunidade é viaduto salvador entre os dois planos da vida, ensejando possibilidades imprevisíveis aos que transitam confiantes. (Joanna de Ângelis em Lampadário Espírita)

Mediunidade é traço de luz entre a vida vitoriosa e a vida em luta. (Joanna de Ângelis em Lampadário Espírita)

"A mediunidade, conforme sabemos, exige exercício disciplinado, sintonia com as Esferas Superiores, meditação constante, isto é, vida íntima ativa e bem direcionada, ao lado do conhecimento do seu mecanismo e estrutura de modo a tornar-se faculdade superior da e para a vida." (Manoel P. Miranda em Loucura e Obsessão) ,

"A faculdade mediúnica é, de certo modo, um claustro materno que permite a fecundação de Vidas em novos estados psíquicos. ( ... )" (Manoel P. Miranda em Loucura e Obsessão)

A mediunidade é bênção de Deus, quando colocada a serviço da caridade. ( ... ) (Victor Hugo em Párias da Redenção)

A experimentação mediúnica desenvolvida pelo Espiritismo é o mais seguro guia destinado a esclarecer o transe da morte e preparar os homens para a inevitável decorrêncla libertadora. (Manoel P. Miranda em Temas da Vida e da Morte)

A mediunidade é, entretanto, instrumento de serviço que, à luz da Doutrina Espírita, se transforma em mecanismo de promoção e dignificação moral-espiritual do próprio medianeiro. (Manoel P. Miranda em Temas da Vida e da Morte)

A mediunidade é expressão fisiopsíquica inerente ao homem, por cujo meio é-lhe possível entrar em contato com outras faixas vibratórias, além e aquém daquelas que são captadas pelos seus equipamentos sensoriais. (Manoel P. Miranda em Temas da Vida e da Morte)

( ... ) A mediunidade é o instrumento de comunicação entre os dois planos de vida e, no mesmo plano material, é um poderoso vector de transmissão educacional de orientação, aconselhamento, ânimo, instruções, advertências, correções, etc. (Ney Lobo em Filosofia Espírita da Educação)

( ... ) a mediunidade é ( ... ) o indício de renitentes imperfeições. Representa, por certo, uma faculdade, uma capacidade concedida pelos poderes que nos assistem, mas não no sentido humano, como se o médium fosse colocado à parte e acima dos vis mortais, como seres de eleição. É, antes, um ônus, um risco, um instrumento com o qual o médium pode trabalhar, semear e plantar, para colher mais tarde, ou ferir-se mais uma vez, com a má utilização dos talentos sobre os quais nos falam os Evangelhos. ( ... ) (Hermínio C. Miranda Diálogo com as Sombras)

( ... ) sistema de comunicação entre inteligências situadas em diferentes graus de consciência ( ... ). (Hermínio C. Miranda em As marcas do Cristo)

( ... ) "capacidade de registrar vibrações, radiações ou freqüências que não podem ser captadas por nenhum dos cinco sentidos." (Hermínio C. Miranda em Reencarnação e Imortalidade)

( ... ) "a mediunidade não é um dom e sim uma faculdade natural." Ao contrário do que pensam muitos, não é algo que se possa adquirir como um pacote num balcão de loja. (Hermínio C. Miranda em Sobrevivência e Comunicabilidade com os Espíritos)

Mediunidade é um dom que possibilita à criatura humana, de qualquer religião, veicular o pensamento e as idéias dos Espíritos. (Martins Peralva em Estudando a Mediunidade)

"Mediunidade, em boa sinonímia, é, sobretudo, sintonia, afinidade." ( ... )
"Mediunidade é talento comum a todos." ( ... )
"Mediunidade no presente é débito do passado." ( ... )
"Mediunidade é atributo peculiar ao psiquismo de todas as criaturas." ( ... ) (Martins Peralva em Mediunidade e Evolução)

A mediunidade, via de regra, é oportunidade para o resgate do passado, com a conseqüente correção das próprias deficiências.
( ... ) Mediunidade, em síntese, é obra de reabilitação. (Martins Peralva em Mediunidade e Evolução)

A mediunidade, por luz divina, é o traço de união entre Deus e o homem. (Martins Peralva em Mediunidade e Evolução)

"A mediunidade é talento divino para edificar o consolo e a instrução entre os homens." ( ... )
A mediunidade do Grande Futuro ( ... ) será ( ... ) uma torrente de bênçãos sobre a Terra para que os homens, inspirados em Nosso Senhor Jesus Cristo e orientados por Allan Kardec, edifiquem, na Terra, o Reino de Deus a que tantas vezes o Mestre se referiu. (Martins Peralva em Mediunidade e Evolução)

A mediunidade - maravilhosa ponte que liga o mundo físico ao espiritual, a Terra ao Espaço - descerra as portas do Infinito, possibilitando o amoroso reencontro das almas desencarnadas com as encarnadas. (Martins Peralva em Pensamento de Emmanuel)

( ... ) Basta ser, a mediunidade, o resultado de um jogo transcendente de sensações e percepções, uma indução de forças intelectivas sobre outras forças intelectivas e também perceptivas, para compreendermos que se trata de uma faculdade profunda, complexa, vertiginosa, em suas possibilidades singulares. ( ... ) (Yvonne A. Pereira em Devassando o invisível)

( ... ) a mediunidade não implica tão só o intercâmbio com entidades desencarnadas, mas também um complexo de fatos e acontecimentos ainda não devidamente estudados e classificados. O nosso Espírito - não devemos esquecê-lo - é um repositório de forças incomensuráveis, possuímos em nossa organização espiritual poderes múltiplos e ainda longe nos encontramos de avaliá-los na sua profundidade. ( ) (Yvonne A. Pereira em Recordações da Mediunidade)

( ) a mediunidade é dom sagrado, posto de abnegação e sacrifício a serviço dos desígnios de Deus para com a Humanidade. (Yvonne A. Pereira em Recordações da Mediunidade)

( ) é um dom inerente a todas as criaturas humanas. ( ... )
( ) sensibilidade psíquica que coloca a criatura humana em comunhão com o Plano Espiritual ( ... ). (Richard Simonetti em Para viver a grande mensagem)

O intercâmbio mediúnico é acontecimento natural ( ... ). (André Luiz em Conduta Espírita)

A mediunidade é patrimônio de todas as criaturas. (Seareiros de volta, Na vigilia do amor, p.166)

A mediunidade é aquela luz que seria derramada sobre toda carne e prometida pelo Divino Mestre aos tempos do Consolador, atualmente em curso na Terra.
( ... ) Sendo luz que brilha na carne, a mediunidade é atributo do Espírito, patrimônio da alma imortal, elemento renovador da posição moral da criatura terrena, enriquecendo todos os seus valores no capítulo da virtude e da inteligência, sempre que se encontre ligada aos princípios evangélicos na sua trajetória pela face do mundo. (Emmanuel em O Consolador)

( ... ) é instrumento do Senhor para alívio e instrução de todas as criaturas. ( ... ) (Irmão X em Contos desta e doutra vida)

( ... ) A mediunidade posta ao serviço do bem é quase a estrada do Gólgota. ( ... ) (Humberto de Campos em Crônicas de Além-Túmulo)

A mediunidade, nos corações valorosos e fortes, é um talento destinado à aplicação imediata. (Dicionário da Alma, p.253)

A mediunidade é a sementeira do Senhor, em que nos cabe servir, concretizando-lhe o plano celeste de redenção. (Dicionário da alma, p.254)

Mediunidade com Jesus é serviço aos semelhantes.( ... ) (Dicionário da alma)

( ... ) Mediunidade é sintonia e filtragem. Cada Espírito vive entre as forças com as quais se combina, transmitindo-as segundo as concepções que lhe caracterizam o modo de ser. (André Luiz em Nos domínios da Mediunidade)

O simples intercâmbio com a vida espiritual nada mais é que mera permuta de valores para estimular a experiência comum. ( ... ) (Falando à Terra, Evangelho, p.48)

( ... ) é uma energia peculiar a todos, em maior ou menor grau de exteriorização, energia essa que se encontra subordinada aos princípios de direção e à lei do uso, tanto quanto a enxada que pode ser mobilizada para servir ou ferir, conforme o impulso que a orienta, melhorando sempre, quando em serviço metódico, ou revestindo-se de ferrugem asfixiante e destrutiva, quando em constante repouso. ( ... ) (André Luiz em Libertação)

( ... ) A mediunidade é um ministério celestial. ( ... ) (Irmão X em Luz acima)

( ... ) mediunidade elevada ou percepção edificante não constituem atividades mecânicas da personalidade e sim conquistas do Espírito, para cuja consecução não se pode prescindir das iniciações dolorosas, dos trabalhos necessários, com a auto-educação sistemática e perseverante. ( ... ) (André Luiz em Missionários da Luz)

( ... ) não é disposição da carne transitória e sim expressão do Espírito imortal. ( ... ) (André Luiz em Missionários da Luz)

( ... ) é título de serviço como qualquer outro. E há pessoas que pugnam pela obtenção de títulos, mas desestimam as obrigações que lhes correspondem. Gostariam, por certo, do intercâmbio com o nosso plano, mas, não cogitam de finalidades e responsabilidades. Em vista disso não se estabelecem conjuntos de cooperação para os médiuns, em geral, mas apenas para aqueles que estejam dispostos ao trabalho ativo. ( ... ) (André Luiz em Obreiros da vida eterna)

Mediunidade é sintonia. Cada mente recebe segundo a natureza e extensão da onda de sentimentos que lhe é própria. (Irmão X em Pontos e Contos)

( ) é recurso de trabalho como qualquer outro que se destine à edificação.
( ) A mediunidade é ensejo de serviço e aprimoramento, resgate e solução. (Emmanuel em Seara dos Médiuns)

Mediunidade é talento divino para edificar o consolo e a instrução entre os homens. (Emmanuel em Seara dos Médiuns)

( ... ) é uma força neutra, qual o magnetismo e a eletricidade, que não são bons e nem maus em si. O homem é quem lhes caracteriza as aplicações. ( ... ) (Entre irmãos de outras terras, cap.10, p.44)

A mediunidade é um arado divino que o óxido da preguiça enferruja e destrói. (O Espírito da Verdade, cap.5, p.22)

( ... ) a mediunidade, na essência, quanto a energia elétrica em si mesma, nada tem a ver com os princípios morais que regem os problemas do destino e do ser.
( ... ) a mediunidade jaz adstrita à própria vida, não existindo, por isso mesmo, dois médiuns iguais, não obstante a semelhança no campo das impressões.
( ... ) A mediunidade, no entanto, é faculdade inerente à própria vida e, com todas as suas deficiências e grandezas, acertos e desacertos, é qual o dom da visão comum, peculiar a todas as criaturas, responsável por tantas glórias e tantos infortúnios na Terra.
( ... ) a mediunidade não requisitará desenvolvimento indiscriminado, mas sim, antes de tudo, aprimoramento da personalidade mediúnica e nobreza de fins, para que o corpo espiritual, modelando o corpo físico e sustentando-o, possa igualmente erigir-se em filtro leal das Esferas Superiores, facilitando a ascensão da Humanidade aos domínios da luz. (André Luiz em Evolução em dois mundos)

Na alma do estudioso, forças guardadas estão prontas para a manifestação. A mediunidade, por exemplo, se erige como instrumento a serviço da instrução e do refazimento, da esperança e do consolo. Através dela, o aluno em sintonia com as canções da vida, que ora são elegias de profunda tristeza, ora alegras de expresssivo otimismo e positividade, recolhe o influxo da Espiritualidade, guardando, no entanto, as características próprias. Se a mensagem vem marcada de nobreza e elevação, ele quase não compartilha da grandeza em expressão, por falta de lastro evolutivo, mas, se preservado na humildade e disciplina, consegue reter em si mesmo os fluidos elevados das companhias superiores que teve por alguns moomentos. (Carlos A. Abranches em Vozes do Espírito)

( ... ) Mediunidade sem Doutrina pode ser comparada a veículo sem freio avançando na direção do abismo. A mediunidade é sempre compromisso de redenção que o Espírito assume antes da reencarnação, especialmente aquela que tem expressão ostensiva, rica de possibilidade para a edificação do bem nos indivíduos. ( ... ) (Manoel P. Miranda em Trilhas da Libertação)

Mediunidade é responsabilidade grave, é compromisso vultoso, e, para desempenhá-lo a contendo, será indispensável habilitação prévia, a fim de lhe conhecermos o terreno delicado. (Yvonne A. Pereira em À luz do Consolador)

( ... ) a mediunidade é um dom de Deus concedido para auxílio da aproximação do homem ao seu Criador através dos ensinamentos superiores que ela poderá captar do Alto e transmitir à Terra, e não para profetizar acontecimentos que se encontram sob os desígnios da lei de Deus ou para indicar a este ou àquele o melhor negócio a tentar para enriquecer facilmente. ( ... ) (Yvonne A. Pereira em À luz do Consolador)

Definições de acordo com os autores