A MEDIUNIDADE NA BÍBLIA

Ninguém se admire de encontrar aqui interpretações que a primeira vista pareçam descabidas.

Esta obra visa à apresentação de trechos bíblicos analisados através de uma nova ótica, dantes nunca feita, porque teria que ser redigida por quem simultaneamente conhecesse o Espiritismo e a Bíblia.

Isto não é fácil porque ambos ainda não são conhecidos quanto o mereçam.

De um lado ocorre ser o Espiritismo, puro e autêntico, codificado por Allan Kardec, ainda confundido vulgarmente com outras correntes espiritualistas e sincretismos religiosos.

De outro lado, a Bíblia não é fácil de ser entendida, porque seu linguajar arcaico leva outras correntes doutrinárias a impropriamente interpretá-la ao pé da letra com as naturais distorções, donde provém sua rejeição, de um lado pelos mais exigentes e de outro, pelos acomodados.

Quem estudar esta obra, idealizada e escrita com singelesa e para fins didáticos, com a seriedade recomendada, passará a entender a Bíblia com relativa facilidade.

E menos estranhas parecerão as interpretações e explicações aqui enfocadas à luz dos ensinamentos dos Espíritos.

O objetivo é demonstrar e comprovar que o Espiritismo é apenas a continuação das Revelações trazidas aos homens desde os tempos de Moisés e os Profetas até os de Jesus, já que os mesmos fenômenos de manifestação dos Espíritos ai contidos perduram até nossos dias, pela simples razão de que cada um traz em si o gérmen das qualidades necessárias para se tornar médium.

Tais qualidades existem em graus diferentes de uma pessoa para outra e o seu desenvolvimento independe da vontade do homem, por virem de Deus, conforme se lê na introdução do Livro dos Médiuns.

São faculdades adrede planejadas na espiritualidade antes da reencarnação do favorecido, como ferramenta adicional, a benefício do seu sucesso.

Foram reunidos aqui dados de uma longa pesquisa que a princípio informal, alcançou depois tal consistência que seria deplorável não divulgá-los, não só para proveito dos internautas, como também para serem expostos à crítica construtiva, no sentido de aperfeiçoar e corrigir este trabalho.

Foi necessário confrontar todas as páginas dos livros básicos da Doutrina codificada pelo professor de Lion, com as principais passagens da Bíblia que apresentassem eventos mediúnicos.

Não foram abordados todos os livros da Bíblia.

Do Velho Testamento, além do Pentateuco, constam apenas seis Profetas: Isaías, Jeremias, Lamentações de Jeremias, Daniel e Amós.

Do Novo Testamento constam somente os quatro evangelistas e os Atos dos Apóstolos até o capítulo 13.

Mesmo assim esta obra aparece um tanto robusta e talvez até induza o internauta a um certo enfado que convinha evitar.

Foi analisado um número razoável de passagens. O suficiente para dar respaldo às proposições e objetivos a serem alcançados.

Com o objetivo de agilizar o entendimento de certos textos, foram inseridas transcrições essenciais para poupar ao internauta interrupções na sua busca.

São indispensáveis e quiçá fora do alcance do internauta. Daí a sua oportunidade.

As transcrições da Bíblia inseridas no contexto das análises, foram extraídas da edição revista e corrigida da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, impressa na Grã Bretanha em 1937, tradução de João Ferreira D' Almeida com referências e variantes, obra preferida e recomendada como a ideal para ser usada pelos críticos e analistas mais imparciais.

Para a elaboração desta obra recorreu-se a uma linguagem simples, de modo que ela fosse facilmente entendida; suas páginas representam apenas um esforço modesto sem a pretensão de esgotar o assunto.

Outros autores poderão melhor complementá-la e o autor dispõe-se a acolher toda e qualquer crítica com vistas ao seu aprimoramento.

Henrique N. Gimênez

..CAPÍTULO I - A BÍBLIA
....INTRODUÇÃO
....HISTÓRICO
....O VELHO TESTAMENTO
....O NOVO TESTAMENTO
....VERSÕES
....A VERSÃO DOS SETENTA
....VERSÕES GREGAS MENORES
....TARGUNS
....VERSÕES EM PORTUGUÊS
....A PUREZA DOS TEXTOS
....COMO ESTUDAR A BÍBLIA
....CRITICISMO TEXTUAL
....CRITICISMO LITERÁRIO
....HERMENÊUTICA
....EXEGESE
..CAPÍTULO II - FENOMENOLOGIA
....TEOFANIAS
....CONDIÇÕES PARA AS MANIFESTAÇÕES
....ESCATOLOGIA
....OS PROFETAS
..CAPÍTULO III - O QUE É O ESPIRITISMO
....SÍNTESE HISTÓRICA
....O DESPONTAR DA CIÊNCIA
....O ESPIRITISMO NÃO TEM FUNDADOR
....POSTULADOS ESPÍRITAS
....O QUE O ESPIRITISMO NÃO É
....O QUE É A MEDIUNIDADE
....MÉDIUNS
..CAPÍTULO IV - COMUNICABILIDADE
....DEUSES E ESPÍRITOS
....A PREPOTÊNCIA DOS DEUSES BÍBLICOS
....SONHOS
....IMPORTÂNCIA DO PERISPÍRITO
....SONHO REAL
....RECURSOS EXTRACORPÓREOS
....INSTRUMENTAL AUXILIAR
....ENTREVISTAS EDIFICANTES
....AMBIENTES PROPÍCIOS PARA O SONHO
....EMANCIPAÇÃO DA ALMA
....SONHOS RETROSPECTIVOS
....SONHOS BÍBLICOS - CLARIVIDÊNCIA
..CAPÍTULO V - A MEDIUNIDADE NO VELHO TESTAMENTO
....GÊNESIS - BREVE RELATO
....EXCERTOS MEDIÚNICOS
....ABRAHÃO
....HAGAR
....A ESCADA DE JACOB
....JOSÉ
....ÊXODO - BREVE RELATO
....EXERTOS MEDIÚNICOS
....AS DEZ PRAGAS DO EGITO
....LEVÍTICO - BREVE RELATO
....ISAÍAS
....JEREMIAS
....LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS
....DANIEL - BREVE RELATO
....EXCERTOS MEDIÚNICOS
....A MEDIUNIDADE DE DANIEL
....A OBSESSÃO DE NABUCODONOSOR
....AMÓS
..CAPÍTULO VI - A MEDIUNIDADE NO NOVO TESTAMENTO
....MATHEUS - BREVE RELATO
....EXCERTO MEDIÚNICOS
....MARCOS - BREVE RELATO
....EXCERTOS MEDIÚNICOS
....LUCAS - BREVE RELATO
....EXCERTOS MEDIÚNICOS
....ATOS DOS APÓSTOLOS - BREVE RELATO
....EXCERTOS MEDIÚNICOS
..CAPÍTULO VII - CONCLUSÕES FINAIS