ATITUDES CRISTÃS

A hora grave por que passa a humanidade, quando os valores morais parecem ter sucumbido aos interesses inferiores, aparenta ameaçar a sociedade.

De um lado, é grande o número dos aflitos que, às vezes, parecem não suportar as provas redentoras.

De outro lado, prosseguem os dominados pela violência, impondo lágrimas aos demais.

Em meio a este cenário, cabe-nos manter o equilíbrio, a fim de ajudarmos a todos, sem resvalarmos em julgamentos de quem quer que seja.

Se o mundo se apresenta sombrio, doemos nossa cota de luz.

Se há violência, incentivemos a brandura e a concórdia.

Se a incompreensão nos cerca, ofereçamos o entendimento, sem esperarmos a mesma atitude em troca.

Se existe a dor, mobilizemos os recursos ao nosso alcance para aliviá-la.

Se a ignorância fomenta o espírito de discórdia, sejamos os semeadores das verdades libertadoras, a fim de que a concórdia cresça e frutifique.

No trabalho com Jesus, somos chamados a cooperar sem criticar, a atender sem exigir e a doar por amor.

Sobretudo, mantenhamos aceso o farol da fé porque, se a humanidade continua enferma, não falta O amparo do Mais Alto, a fim de que todos alcancem a paz.

Bezerra de Menezes