DENTRO E FORA DO CENTRO

Sendo o progresso moral da humanidade o objetivo primeiro do Espiritismo, é de se esperar que o verdadeiro espírita se revele pela transformação moral que alcance em si mesmo.

Por isso, o comportamento cotidiano será, sempre, o selo pelo qual se reconhecerá aquele que já descobriu a verdadeira vida, em sua essência espiritual.

Aja no lar como você se comporta na casa espírita.

Transfira para o trabalho profissional o clima de prece que respira no núcleo a que dedica suas convicções religiosas.

Viva na sociedade os ensinamentos que recebe no centro espírita, a fim de que a sociedade comece a mudar a partir da sua transformação.

É pequeno o tempo que você permanece na casa espírita, absorvendo energias superiores e doando seu amor em clima de caridade.

Necessário que a vida diária, para além das paredes do centro espírita, também mereça sua dedicação ao bem, para que a luz se desenvolva em ritmo de constância, fazendo de você um verdadeiro cristão.

Gustavo Marcondes