RUMO À NOVA ERA

O mundo vive a grande transição para a Nova Era. Conflitos e sombras darão lugar à paz e à luz.

Sejamos nós, os tarefeiros do Cristianismo restaurado, os cooperadores de Jesus na implantação do bem definitivo.

Esqueçamo-nos um pouco mais, a fim de que a mensagem do Alto sobressaia.

Se a sociedade se apresenta conturbada, sejamos as alavancas para reerguer as criaturas decaídas.

Sejamos menos exigentes para com os Outros e mais dedicados às tarefas, oferecendo a cota de energia que nos é possível.

Aos que agridem, ofertemos o perdão.

Aos que semeiam sombras, respondamos com a luz.

Aos que ignoram a força do amor e se entregam ao ódio, estendamos o concurso da solidariedade irrestrita, certos de que todos, um dia, se elevarão ao Mais Alto, cônscios de sua natureza espiritual, destinada ao bem e ao progresso.

Onde houver desânimo, sejamos os mensageiros do Incentivo.

Onde houver a dor, sejamos a consolação e o alívio.

Onde a contenda ameace interromper o curso do desenvolvimento, sejamos aqueles que portam a palavra e o exemplo da concórdia.

Vivenciemos Jesus, a fim de que, com o Mestre vivo em nós, possamos conduzir a todos para a elevação e a paz.

Se o Cristo nos trouxe a grande luz e se Kardec a refletiu de modo cristalino, não nos esqueçamos de incorporá-la em nossos espíritos, para que as nossas mentes, clareadas pelos ideais elevados, nos remetam ao progresso.

Confiemos em Jesus e entreguemos à causa do amor as nossas melhores energias, a fim de que nossos espíritos, luarizados pelo amor em ação, alcancem as energias sublimadas do Universo de Deus.

Bezerra de Menezes