ESPIRITISMO JÁ !

Espiritismo já!

No mundo atual dominado pela tecnologia e pelo conhecimento intelectual, que discordando da Teologia dogmática leva a humanidade ao ateísmo, só existe uma esperança: O ESPIRITUALISMO VERDADEIRAMENTE SINCERO E ATUANTE.

E o Espiritismo, crença que redivive o Cristianismo Primitivo, abrangendo também Ciência e Filosofia, é esperança para os crentes em Deus que repudiam o Cristianismo imposto pela dogmática dos Concílios Romanos; é consolo para aqueles que choram a perda de entes queridos e recebem suas mensagens do Além-túmulo, provando o prosseguimento da vida após a morte; é despertamento da humanidade para a era grandiosa da compreensão espiritual com o Mestre; é transformação das atuais crenças cristãs, sem exterminá-las, trabalhando para levá-las à verdade imortal, revelando a verdadeira luz.

No Espiritismo aprendemos que os seres humanos se apresentam em diferentes estágios de evolução espiritual, a grande maioria ainda situada em faixa vibratória inferior. Diz o querido Bezerra de Menezes: "Há aqueles que se bastam com o grão de mostarda e aqueles que necessitam do Cosmos. Há aqueles que crêem sem saber e aqueles que sentem a necessidade de saber para poder crer" ("Reencarnação e Imortalidade").

A Doutrina Espírita explica que o mal existe porque foi criado pelo próprio homem, que diante do seu livre-arbítrio opta pelo caminho não iluminado. O amor do Pai, estendendo-nos Sua misericórdia, possibilita a oportunidade do nosso resgate. E se é claro que praticamos o mal, evidentemente o mesmo mal cairá sobre nós. Como podemos entender a dor que infligimos a outrem, se não a experimentamos em nós mesmos? Não devemos amar o próximo como a nós mesmos? O amor de Deus torna possível nosso reajustamento com a Lei Divina através da reencarnação: "Não te admires de eu te dizer: Importa-vos nascer de novo" (João 5:7).

Se a reconciliação com o nosso adversário não se realizar, enquanto estamos com ele no caminho da vida física, ficaremos na prisão (temporariamente) até pagarmos último ceitil, isto é, reencarnaremos novamente em situação de intenso sofrimento ate nos conscientizar-mos do que fizemos e então crescermos verdadeiramente para o Criador. (Mateus 5:26)

O absurdo é sermos punidos com "sofrimentos eternos", "vivendo-se apenas uma existência física", insuficiente para atingirmos os mais elevados graus do conhecimento e da moral. Tudo isto baseado na má interpretação da linguagem eminentemente simbólica de Jesus. "Fogo eterno" e "choro e ranger de dentes" correspondem ao julgamento realizado no "tribunal da nossa própria consciência, representando o fogo das torturas morais que consome as criaturas no Além-túmulo, o chamado "Inferno do remorso".

Certa feita, um discípulo do Cristo perguntou ao Mestre: "Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes?" Respondeu-lhe Jesus: "Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete" (Mateus 18:21-22).

Esta afirmativa de Jesus mostra-nos quão incomensurável é o perdão e a misericórdia de Deus para todos nós seus filhos. Como pode um pai castigar para sempre um fruto da sua criação?

"Qual dentre vós é o homem que se porventura o filho lhe pedir pão lhe dará pedra? Ou se lhe pedir peixe, lhe dará uma cobra? Ora se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais o vosso Pai que está nos Céus..." (Mateus 7:9-11).

Professando a crença espírita, o homem deixa de sentir temor por Deus. Sabe que o Pai é verdadeiramente amor, como ensina o apóstolo João, na 1ª Epístola, capítulo 4:8.

O Espiritismo é essencialmente moral e cristão. Representa o cristianismo redivivo, sem o obscurecimento da fonte de luz irradiada dos Evangelhos realizado pelo dogmatismo. Vem ensinar aos homens as lições memoráveis de Jesus. Através da doutrina da reencarnação atesta a misericórdia do Pai que não tem fim. Pela mediunidade, revela que os mortos estão vivos e que o decesso físico não interrompe a vida.
Só existe uma esperança para toda a humanidade que passa por um momento muito sério, inclusive necessitando de um sistema de fé diferente: ESPIRITISMO JÁ!

Américo Domingos Nunes Filho