COPOS DE CRISTAL

1 - Apresentação

O que me inspirou a escrever este livro foram os depoimentos de alcoolistas ouvidos em reuniões dos Alcoólicos Anônimos.

Minha intenção ao escrevê-lo foi mostrar, de maneira simples, as consequências desastrosas que o alcoolismo provoca não somente ao dependente, mas principalmente a toda sua família.

Na maioria dos depoimentos ouvidos, notou-se que o maior entrave para que o alcoolista inicie seu tratamento é a demora em admitir que é um dependente do álcool e, portanto, necessitado de ajuda.

Como as histórias dos alcoolistas são mais ou menos parecidas, muitos ao lerem este livro certamente se identificarão com o personagem principal da história, que embora fictícia, acaba tendo a aparência de uma historia real. A verdade é que a historia de Chico-Pira é fictícia, porém, espero que venha trazer algum auxílio a leitores que desafortunadamente sofram com o problema da dependência química.

Nos mais de dez anos que trabalhei como voluntário no DESADEF (Departamento de Amparo e Socorro aos Dependentes e Familiares) do CEOS - Centro Espírita Obreiros do Senhor, onde fui acolhido e permaneço há quase quarenta anos, fiz muitos amigos entre os voluntários e dependentes. Aprendi muito naquele setor da casa na qual mantenho velhas e boas amizades. Em um departamento como esse, se pode assistir à materialização da verdadeira Fraternidade. Ali, o orgulho é deixado de lado e a única recompensa esperada é a vitória do outro.

Logo no início, percebi que nos grupos de apoio a personalidade hiberna - nada de títulos ou profissões; ali todos são nivelados pela dependência. A razão do sucesso está no apoio mútuo, e no objetivo comum que é a busca da sobriedade evitando o primeiro gole. Os mais antigos recebendo os que chegam com a frase: "Você é a pessoa mais importante desta reunião", e completando: "Se você quer continuar a beber, o problema é seu, mas se você quer deixar de beber, o problema é nosso".

Aprendi a admirar alcoolistas em recuperação, alguns até com mais de trinta anos de abstinência, batalhando nos AAs da região, auxiliando com seus depoimentos. Admiro também os voluntários, cujo trabalho é secar lágrimas e aliviar o sofrimento tanto de dependentes como de familiares que chegam com o coração em frangalhos.

Deixo minha homenagem a eles, rogando a Deus que os abençoe.

São Bernardo do Campo, março de 2013.

2 - Prefácio

Pede-nos o autor para escrevermos o prefácio de seu livro. Temos certeza, leitor amigo, você terá, como nós, prazer e muito proveito ao ler as páginas que se seguem, porque elas fluem do coração.

Registram pontos doutrinários importantes e focalizam a doença do personagem principal, o alcoolismo, destacando a influência dos espíritos na questão da dependência química.

O primordial é o que versa em torno de Chico-Pira, apelido de Francisco, que possibilita ao autor trazer fundamentos da doutrina espírita, como muitiplicidade das existências, a fluidoterapia, e também conceitos que definem a dependência química como uma compulsão que a pessoa carrega, uma doença crônica, e que fundamentos espíritas ajudam explicar. Não só a explicar, mas também a auxiliar com terapêuticas mais eficazes.

O objetivo maior do autor é atingido, e temos certeza de que ele conseguirá ajudar inúmeras pessoas, principalmente àquelas que lutam contra o desafio das bebidas e das drogas, juntamente com seus familiares.

O autor também dá relevo às instituições que se dedicam ao combate aos vícios em geral e apoio aos seus familiares, destacando o papel dos Alcoólicos Anônimos - os conhecidos e respeitados AAs.

Sabemos que existem também trabalhos maravilhosos sendo realizados pelas casas espíritas pelo Brasil, como é o caso do Centro Espírita Obreiros do Senhor, em São Bernardo, com uma bagagem de 40 anos de assistência aos dependentes e familiares.

Prezado leitor: desejamos que estas páginas o estimulem a ajudar criaturas e instituições que precisam e merecem nossa atenção e amizade. E que nunca nos faltem a esperança de um futuro de mais equilíbrio e paz, plenitude da alma que muitos irmãos procuram em caminhos tortuosos, mas que todos queremos alcançar.

Raymundo Rodrigues Espelho, escritor e um dos fundadores do Lar da Criança Emmanuel, em São Bernardo do Campo.

..CAPÍTULO 1 - CHICO-PIRA
..CAPÍTULO 2 - AS PARTEIRAS
..CAPÍTULO 3 - CHURRASCO FATÍDICO
..CAPÍTULO 4 - DROGAS LÍCITAS E ILÍCITAS
..CAPÍTULO 5 - CONVERSA DE BOTECO
..CAPÍTULO 6 - OS TIOS E A FASE DO LEÃO
..CAPÍTULO 7 - DECEPÇÃO DO PAI
..CAPÍTULO 8 - SÍNDROME DE ABSTINÊNCIA
..CAPÍTULO 9 - ESPOSA ANGUSTIADA
..CAPÍTULO 10 - O AMPARO DA ESPIRITUALIDADE
..CAPÍTULO 11 - A DOENÇA DE GIOVANI
..CAPÍTULO 12 - UM ESTRANHO NO NINHO
..CAPÍTULO 13 - A RECAÍDA
..CAPÍTULO 14 - AS AGRESSÕES FÍSICAS
..CAPÍTULO 15 - O FUNDO DO POÇO
..CAPÍTULO 16 - FINALMENTE O AA
..CAPÍTULO 17 - HISTÓRIAS PARECIDAS
..CAPÍTULO 18 - UM FIO DE ESPERANÇA
..CAPÍTULO 19 - VENCENDO A SI MESMO