ALMA

1 - O QUE É ALMA?

RESP.: Um Espírito encarnado.

2 - O QUE ERA ALMA, ANTES DE UNIR-SE AO CORPO?

RESP.: Espírito.

3 - AS ALMAS E OS ESPÍRITOS SÃO, PORTANTO, UMA E A MESMA COISA?

RESP.: Sim, as almas não são mais do que os Espíritos. Antes de ligar-se ao corpo, a alma é um dos seres inteligentes que povoam o mundo invisível e depois reveste temporariamente um invólucro carnal, para se purifica e esclarecer.

4 - HÁ NO HOMEM OUTRA COISA, ALÉM DA ALMA E DO CORPO?

RESP.: Há, o liame que une a alma e o corpo.

5 - QUAL É A NATUREZA DESSE LIAME?

RESP.: Semi-material, quer dizer, um meio-termo entre a natureza do Espírito e a do corpo. E isso é necessário para que eles possam comunicar-se. É por meio desse liame que o Espírito age sobre a matéria e vice-versa.

ASSIM: O HOMEM É FORMADO DE TRÊS PARTES ESSENCIAIS: 1ª - O CORPO OU SER MATERIAL, SEMELHANTE AO DOS ANIMAIS E ANIMADO PELO MESMO PRINCÍPIO VITAL; 2ª - A ALMA, ESPÍRITO ENCARNADO, DO QUAL O CORPO É A HABITAÇÃO; 3ª - O PERISPÍRITO, PRINCÍPIO INTERMEDIÁRIO, SUBSTÂNCIA SEMI-MATERIAL, QUE SERVE DE PRIMEIRO ENVOLTÓRIO AO ESPÍRITO E UNE A ALMA AO CORPO. TAIS SÃO, NUM FRUTO, A SEMENTE, A POLPA E A CASCA.

6 - A ALMA É INDEPENDENTE DO PRINCÍPIO VITAL?

RESP.: O corpo não é mais que o envoltório, sempre o repetimos.

7 - O CORPO PODE EXISTIR SEM A ALMA?

RESP.: Sim; e não obstante, desde que o corpo deixa de viver, a alma o abandona. Antes do nascimento, não há união decisiva entre a alma e o corpo, ao passo que, após o estabelecimento dessa união, a morte do corpo rompe os liames que a unem a ele, e a alma o deixa. A vida orgânica pode animar um corpo sem alma, mas a alma não pode habitar um corpo sem vida orgânica.

8- O QUE SERIA O NOSSO CORPO, SE NÃO TIVESSE ALMA?

RESP.: Uma massa de carne sem inteligência; tudo o que quiserdes, menos um homem.

9 - O MESMO ESPÍRITO PODE ENCARNAR-SE DE UMA VEZ EM DOIS CORPOS DIFERENTES?

RESP.: Não. O Espírito é indivisível e não pode animar simultaneamente duas criaturas diferentes.

10 - QUE PENSAR DA OPINIÃO DOS QUE CONSIDERAM A ALMA COMO O PRINCÍPIO DA VIDA MATERIAL?

RESP.: Simples questão de palavras, com a qual nada temos, Começai por vos entenderdes.

11 - ALGUNS ESPÍRITOS, E ANTES DELES ALGUNS FILÓSOFOS, ASSIM DEFINIRAM A ALMA: "UMA CENTELHA ANÍMICA EMANADA DO GRANDE TODO". PORQUE ESSA CONTRADIÇÃO?

RESP.: Não há contradição; tudo depende da significação das palavras. Por que não tendes uma palavra para cada coisa?

12 - QUE PENSAR DA TEORIA DA ALMA SUBDIVIDIDA EM TANTAS PARTES QUANTOS SÃO OS MÚSCULOS, PRESIDINDO CADA UMA ÀS DIFERENTES FUNÇÕES DO CORPO?

RESP.: Isso também depende do sentido que se atribuir à palavra alma. Se por ela se entende o fluido vital, está certo; se o Espírito, quando encarnado, está errado. Já dissemos que o Espírito é indivisível; ele transmite o movimento aos órgãos por meio do fluido intermediário, sem por isso se dividir.

13 - NÃO OBSTANTE, HÁ ESPÍRITOS QUE DERAM ESTA DEFINIÇÃO?

RESP.: Os Espíritos ignorantes podem tomar o efeito pela causa.

14 - HÁ QUALQUER COISA DE CERTO NA OPINIÃO DOS QUE PENSAM QUE A ALMA É EXTERNA E ENVOLVE O CORPO?

RESP.: A alma não está encerrada no corpo, como o pássaro numa gaiola. Ela irradia e se manifesta no exterior, como a luz através de um globo de vidro ou como o som em redor de um centro sonoro. É por isso que se pode dizer que ela é externa, mas não como um envoltório do corpo. A alma tem dois envoltórios: um sutil e leve, o primeiro que chamas perispírito; o outro, grosseiro, material e pesado que é o corpo.

15 - QUE DIZER DA TEORIA SEGUNDO A QUAL, A CRIANÇA, A ALMA VAI SE COMPLETANDO A CADA PERÍODO DA VIDA?

RESP.: O Espírito é apenas um: inteiro na criança, como no adulto; são os órgãos, instrumentos de manifestação da alma, que se desenvolvem e se completam. Isto é ainda tomar o efeito pela causa.

16 - POR QUE TODOS OS ESPÍRITOS NÃO DEFINEM A ALMA DA MESMA MANEIRA?

RESP.: Os Espíritos não são todos igualmente esclarecidos sobre essas questões. Há Espíritos ainda limitados, que não compreendem as coisas abstratas, como as crianças entre vós. Há também Espíritos pseudo-sábios os que, para se imporem, como acontece ainda entre vós, fazem rodeios de palavras. Além disso, mesmo os Espíritos esclarecidos podem exprimir-se em termos diferentes, que no fundo têm o mesmo valor, sobretudo quando se trata de coisas que a vossa linguagem é incapaz de esclarecer; há então necessidade de figuras, de comparações, que tomais pela realidade.

17 - QUE SE DEVE ENTENDER POR ALMA DO MUNDO?

RESP.: O princípio universal da vida e da inteligência, de que nascem as individualidades. Mas os que se servem dessa expressão, frequentemente não se entendem. A palavra alma tem aplicação tão elástica que cada um a interpreta de acordo com as suas fantasias.Têm-se às vezes atribuído uma alma à Terra, e por ela é necessário entender o conjunto dos Espíritos abnegados que dirigem as vossas ações no bom sentido, quando os escutais, e que são de certa maneira os lugares-tenentes de Deus junto ao vosso globo.

18 - COMO É QUE TANTOS FILÓSOFOS ANTIGOS E MODERNOS TÊM LONGAMENTE DISCUTIDO SOBRE A CIÊNCIA PSICOLÓGICA, SEM CHEGAR À VERDADE?

RESP.: Esses homens eram os precursores da doutrina espírita eterna, e prepararamo caminho. Eram homens e puderam enganar-se, porque tomaram pela luz as suas próprias idéias; mas os seus mesmos erros, por meio dos prós e contras de suas doutrinas, servem para evidenciar a verdade. Aliás, entre esses erros se encontram grandes verdades, que um estudo comparativo vos fará compreender.

19 - A ALMA TEM, NO CORPO, UMA SEDE DETERMINADA E CIRCUNSCRITA?

RESP.: Não. Mas ela se situa mais particularmente na cabeça, dos grandes gênios e de todos aqueles que usam bastante o pensamento; e no coração dos que sentem bastante dedicando as suas ações à humanidade.

20 - QUE PENSAR DA OPINIÃO DOS QUE SITUAM A ALMA NUM CENTRO VITAL?

RESP.: Que o Espírito se encontra de preferência nessa parte do vosso organismo, que é o ponto a que se dirigem todas as sensações. Os que a situam naquilo que consideram como centro da vitalidade, a confundem com o fluido ou princípio vital. Não obstante, pode-se dizer que a sede da alma se encontra mais particularmente nos órgãos que servem para as manifestações intelectuais e morais.

21 - QUAL É O ESTADO DA ALMA EM SUA PRIMEIRA ENCARNAÇÃO?

RESP.: O estado da infância na vida corpórea. Sua inteligência apenas desabrocha: ela ensaia para a vida.

22 - AS ALMAS DOS NOSSOS SELVAGENS ESTÃO NO ESTADO DE INFÂNCIA?

RESP.: Infância relativa, pois são almas já desenvolvidas. Dotada de paixões.

23 - AS PAIXÕES, ENTÃO, INDICAM DESENVOLVIMENTO?

RESP.: Desenvolvimento sim, mas não a perfeição. São um sinal de atividade e de consciência própria, enquanto na alma primitiva a inteligência e a vida estão em estado de germe.

24 - POR UMA CONDUTA PERFEITA PODEMOS VENCER JÁ NESTA VIDA TODOS OS GRAUS E TORNAR-NOS ESPÍRITO PURO, SEM PASSAR PELOS INTERMEDIÁRIOS?

RESP.: Não, pois o que o homem julga perfeito está longe da perfeição; há qualidades que ele desconhece nem pode compreender. Pode ser tão perfeito quando a sua natureza o permita, mas esta não é a perfeição absoluta. Da mesma maneira que uma criança, por mais precoce que seja, deve passar pela juventude, antes de chegar à maturidade, e um doente deve passar pela convalescença, antes de recuperar a saúde.

25 - A ALMA HUMANA PODER-SE-Á ELEVAR PARA DEUS TÃO-SOMENTE COM O PROGRESSO MORAL, SEM OS VALORES INTELECTIVOS?

RESP.: O sentimento e a sabedoria são as duas asas com que a alma se elevará para a perfeição infinita. No círculo acanhado do orbe terrestre, ambos são classificados como adiantamento moral e adiantamento intelectual, mas, como estamos examinando os valores propriamente do mundo, em particular, devemos reconhecer que ambos são imprescindíveis ao progresso, sendo junto, porém, considerar a superioridade do primeiro sobre o segundo, porquanto a parte intelectual sem a moral pode oferecer numerosas perspectivas de queda, na repetição das experiências, enquanto que o avanço moral jamais será excessivo, representando o núcleo mais importante das energias evolutivas.

26 - SERÁ UMA VERDADE A TEORIA DAS ALMAS GÊMEAS?

RESP.: No sagrado mistério da vida, cada coração possui no Infinito a alma gêmea da sua, companheira divina para a viagem à gloriosa imortalidade. Criadas umas para as outras, as almas gêmeas se buscam, sempre que separadas. A união perene é-lhes a aspiração suprema e indefinível. Milhares de seres, se transviados no crime ou na inconsciência, experimentam a separação das almas que os sustentam, como a provação mais ríspidas e dolorosas, e, no drama das existências mais obscuras, vemos sempre a atração eterna das almas que se amam mais intimamente, evolvendo umas para as outras, num turbilhão de ansiedades angustiosas, atração que é superior a todas as expressões convencionais da vida terrestre.
Quando se encontram, no acervo dos trabalhos humanos, sentem-se de posse da felicidade real para os seus corações - a da ventura de sua união, pela qual não trocariam todos os impérios do mundo, e a única amargura que lhes empana a alegria é a perspectiva de uma nova separação pela morte, perspectiva essa que a luz da Nova Revelação veio dissipar, descerdade, os horizontes eternos da vida. Emmanuel NOTA: É necessário um melhor entendimento sobre esse tema. Essas palavras foram ditas por Emmanuel mas, cabe a nós entendermos o que também foi dito na Codificação pelo Espírito da Verdade: "Não existe união particular e fatal entre duas almas. A união existe entre todos os Espíritos, mas em diferentes graus, segundo a ordem que ocupam, a perfeição que adquiriram: quanto mais perfeitos, tanto mais unidos. Da discórdia nascem todos os males humanos; da concórdia resulta a felicidade completa." Sendo que a expressão "metade" é inexata pois, fosse a metade de outro, uma vez separado estaria incompleto. Então afirmamos que devemos entender "almas gêmeas" se referem por afinidades. Edivaldo
"A teoria das metades eternas é uma figura da união de dois Espíritos simpáticos; é uma expressão usada mesmo na linguagem vulgar por isso não devemos tomá-la ao pé da letra. Seguramente, os Espíritos que a têm utilizado não pertencem a uma ordem elevada, a esfera de suas idéias é necessariamente limitada e eles exprimiram o pensamento pelos termos de que se tinham servido durante a vida corporal. Deve-se, pois, rejeitar a idéia de dois Espíritos criados um para o outro e devendo um dia unir-se fatalmente para a eternidade, depois de terem estado separados por tempo mais ou menos longo" - Allan Kardec.

27 - EXISTE NOS TEXTOS SAGRADOS ALGUM ELEMENTO DE COMPROVAÇÃO PARA A TEORIA DAS ALMAS GÊMEAS?

RESP.: Somos dos primeiros a reconhecer que em todos os textos necessitamos separar o espírito da letra; contudo, é justo lembrar que nas primeiras páginas do Antigo Testamento, base da Revelação Divina, está registrado: "E DEUS CONSIDEROU QUE O HOMEM NÃO DEVIA FICAR SÓ". NOTA: Vamos tentar explanar nosso pensamento sobre o tema "almas gêmeas" matematicamente para um melhor entendimento: ALMAS GÊMEAS não é: 1/2 + 1/2 = 1 (completo). ALMAS GÊMEAS é: 1 (Espírito) + 1 (Espírito) = 2 se completando através das afinidades, do amor sublime universal não mais aquele individual, possessivo. Os textos sagrados, expressam por si só que os seres humanos não foram feitos para o individualismo nato mas, para uma convivência em sociedade não só para a manutenção de sua existência mas, também para a sua felicidade. Edivaldo

28 - A ATRAÇÃO DAS ALMAS GÊMEAS É TRAÇO CARACTERÍSTICO DE TODOS OS PLANOS DE LUTA NA TERRA?

RESP.: O Universo é o plano infinito que o pensamento divino povoou de ilimitadas e intraduzíveis belezas. Para todos nós, o primeiro instante da criação do ser está mergulhado num suave mistério, assim como também a atração profunda e inexplicável que arrasta uma alma para outra, no instituto dos trabalhos, das experiências e das provas, no caminho infinito do Tempo.
A ligação das almas gêmeas repousa, para o nosso conhecimento relativo, nos desígnios divinos, insondáveis na sua sagrada origem, constituindo a fonte vital do interesse das criaturas para as edificações da vida.
Separadas ou unidas, nas experiências do mundo, as almas irmãs caminham, ansiosas, pela união e pela harmonia supremas, até que se integrem, no plano espiritual, onde se reúnem para sempre na mais sublime expressão de amor divino, finalidade de todas as cogitações do ser, no dédalo do destino.

29 - A UNIÃO DAS ALMAS GÊMEAS PODE CONSTITUIR RESTRIÇÃO AO AMOR UNIVERSAL?

RESP.: O amor das almas gêmeas não pode efetuar semelhante restrição, porquanto, atingida a culminância evolutiva, todas as expressões afetivas se irmanam na conquista do amor divino. O amor das almas gêmeas, em suma, é aquele que o Espírito, um dia, sentirá pela Humanidade inteira.

30 - SE TODOS OS SERES POSSUEM A SUA ALMA GÊMEA, QUAL A ALMA GÊMEA DE JESUS-CRISTO?

RESP.: Não julgamos acertado trazer a figura do Cristo para condicioná-la aos meios humanos, num paralelismo injustificável, porquanto em Jesus temos de observar a finalidade sagrada dos gloriosos destinos do espírito. N'Ele cessaram os processos, sendo indispensável reconhecer na sua luz as realizações que nos compete atingir.
Representando para nós outros a síntese do amor divino, somos compelidos a considerar que se sua culminância espiritual enlaçou no seu coração magnânimo, com a mesma dedicação, a Humanidade inteira, depois de realizar o amor supremo.

31 - PERANTE A TEORIA DAS ALMAS GÊMEAS, COMO ESCLARECER A SITUAÇÃO DOS VIÚVOS QUE PROCURAM NOVAS UNIÕES MATRIMONIAIS, ALEGANDO A FELICIDADE ENCONTRADA NO LAR PRIMITIVO?

RESP.: Não devemos esquecer que a Terra ainda é uma escola de lutas regeneradoras ou expiatórias, onde o homem pode consorciar-se várias vezes, sem que a sua união matrimonial se efetue com a alma gêmea da sua, muitas vezes distante da esfera material. A criatura transviada, até que se espiritualize para a compreensão desses laços sublimes, está sumetida, no mapa de suas provações, a tais experiências, por vezes pesadas e dolorosas.
A situação de inquietude e subsversão de valores na alma humana justifica essa provação terrestre, caracterizada pela distância dos Espíritos amados, que se encontram num plano de compreensão superior, os quais, longe de desdenharem as boas experiências dos companheiros de seus afetos, buscam facultar-lhas com a máxima dedicação, de modo a facilitar o seu avanço direto às mais elevadas conquistadas espirituais.

32 - SOMENTE PELA PRECE A ALMA ENCARNADA PODE AUXILIAR UM ESPÍRITO BEM-AMADO QUE A ANTECEDEU NA JORNADA DO TÚMULO?

RESP.: A oração coopera eficazmente em favor do que partiu, muitas vezes com o espírito emaranhado na rede das ilusões da existência material. Todavia, o coração amigo que ficou aí no mundo, pela vibração silenciosa e pelo desejo perseverante de ser útil ao companheiro que o precedeu na sepultura, para os movimentos da vida, nos momentos de repouso do corpo, em que a alma evolvida pode gozar de relativa liberdade, pode encontrar o Espírito sofredor ou errante do amigo desencarnado, despertar-lhe a vontade no cumprimento do dever, bem como orientá-lo sobre a sua realidade nova, sem que a sua memória corporal registre o acontecimento na vigilia comum.

33 - COMO DEVEMOS INTERPRETAR A SENTENÇA: "HÁ EUNUCOS QUE SE CASTRARAM A SI MESMOS, POR CAUSA DO REINO DOS CÉUS"?

RESP.: Almas existem que, para obterem as sagradas realizações de Deus em si próprias, entregam-se a labores de renúncia, em existência de santificada abnegação. Nesse mister, é comum abdicarem transitoriamente as ligações humanas, de modo a acrisolarem os seus afetos e sentimentos em vidas de ascetismo e de longas disciplinas materiais.
Quase sempre, os que na Terra se fazem eunucos pra os reinos do céu, agem de acordo com os dispositivos sagrados de missões redentoras, nas quais, pelo sacrifício e pela dedicação, se redimem entes amados ou a alma gêmea da sua, exilados nos caminhos expiatórios.
Numerosos Espíritos recebem de Jesus permissão para esse gênero de esforços santificantes, porquanto, nessa tarefa, os que se fazem eunucos, pelos reinos do céu, precipitam os processos de redenção do ser ou dos seres amados, submersos nas provas e, simultaneamente, pela sua condição de evolvidos, podem ser mais facilmente transformados, na Terra, em instrumentos da verdade e do bem, redundando o seu trabalho em benefícios inestimáveis para os entes queridos, para a coletividade e para si próprios.

34 - QUAL A SITUAÇÃO MORAL DA ALMA NO TÚMULO E NO BERÇO?

RESP.: No túmulo, a alma, ainda vinculada ao crescimento evolutivo, entra na posse das alegrias e das dores que amontoou sobre a própria cabeça; no berço, acorda e retoma o arado da experiência, nos créditos que lhe cabe desenvolver e nos débitos que está compelida a resgatar.