EDUCAÇÃO

EDUCAÇÃO ESPÍRITA DE NOSSOS FILHOS

1 - ONDE A BASE MAIS ELEVADA PARA OS MÉTODOS DE EDUCAÇÃO?

RESP.: As noções religiosas, com a exemplificação dos mais altos deveres da vida, constituem a base de toda a educação, no sagrado instituto da família.

2 - O PERÍODO INFANTIL É O MAIS IMPORTANTE PARA A TAREFA EDUCATIVA?

RESP.: O período infantil é o mais sério e o mais propício à assimilação dos princípios educativos. Até aos sete anos, o Espírito ainda se encontra em fase de adaptação para a nova existência que lhe compete no mundo. Nessa idade, ainda não existe uma integração perfeita entre ele e a matéria orgânica. Suas recordações do plano espiritual são, por isso, mais vivas, tornando-se mais suscetíveis de renovar o caráter e estabelecer novo caminho, na consolidação dos princípios de responsabilidade, se encontrar nos pais legítimos representantes do colégio familiar. Eis por que o lar é tão importante para a edificação do homem, e por que tão profunda é a missão da mulher perante as leis divinas. Passada a época infantil, credora de toda vigilância e carinho por parte das energias paternais, os processos de educação moral, que formam o caráter, tornam-se mais difíceis com a integração do Espírito em seu mundo orgânico material, e, atingida a maioridade, se a educação não se houver feito no lar, então, só o processo violento das provas rudes, no mundo, pode renovar o pensamento e a concepção das criaturas, porquanto a alma reencarnada terá retomado todo o seu patrimônio nocivo do pretérito e reincidirá nas mesmas quedas, se lhe faltou a luz interior dos sagrados princípios educativos.

3 - QUAL A MELHOR ESCOLA DE PREPARAÇÃO DAS ALMAS REENCARNADAS, NA TERRA?

RESP.: A melhor escola ainda é o lar, onde a criatura deve receber as bases do sentimento e do caráter. Os estabelecimentos de ensino, propriamente do mundo, podem instruir, mas só o instituto da família pode educar. É por essa razão que a universidade poderá fazer o cidadão, mas somente o lar pode edificar o homem. Na sua grandiosa tarefa de cristianização, essa é a profunda finalidade do Espiritismo evangélico, no sentido de iluminar a consciência da criatura, a fim de que o lar se refaça e novo ciclo de progresso espiritual se traduza, entre os homens, em lares cristãos, para a nova era da Humanidade.

4 - É JUSTA A FUNDAÇÃO DE INSTITUTOS PARA A EDUCAÇÃO SEXUAL?

RESP.: Quando os professores do mundo estiverem plenamente despreocupados das tabelas administrativas, dos auxílios oficiais, da classificação de salários, das situações de evidência no magistério, das promoções, etc..., para sentirem nos discípulos os filhos reais do seu coração, será acertado cogitar-se da fundação de educandário dessa natureza, porquanto haverá muito amor dentro das almas, assegurando o êxito das iniciativas. Os professores do mundo, todavia, considerado o quadro legítimo das exceções, ainda não passam do profissionalismo. Na sagrada missão de ensinar, eles instruem o intelecto, mas, de um modo geral, ainda não sabem iluminar o coração dos discípulos, por necessitados da própria iluminação. Examinada a questão desse modo, e atendendo às circunstâncias das posições evolutivas, consideramos que os pais são os mestres da educação sexual de seus filhos, indicados naturalmente para essa tarefa, até que o orbe possua, por toda parte, as verdadeiras escolas de Jesus, onde a mulher, em qualquer estado civil, se integre na divina missão da maternidade espiritual de seus pequenos tutelados e onde o homem, convocado ao labor educativo, se transforme num centro de paternal amor e amoroso respeito para com os seus discípulos.

5 - COMO RENOVAR OS PROCESSOS DE EDUCAÇÃO PARA A MELHORIA DO MUNDO?

RESP.: As escolas instrutivas do planeta poderão renovar sempre os seus métodos pedagógicos, com esses ou aqueles processos novos, de conformidade com a psicologia infantil, mas a escola educativa do lar só possui uma fonte de renovação que é o Evangelho, e um só modelo de mestre, que é a personalidade excelsa do Cristo.

6 - OS PAIS ESPIRITISTAS DEVEM MINISTRAR A EDUCAÇÃO DOUTRINÁRIA A SEUS FILHOS OU PODEM DEIXAR DE FAZÊ-LO INVOCANDO AS RAZÕES DE QUE, EM MATÉRIA DE RELIGIÃO, APRECIAM MAIS A PLENA LIBERDADE DOS FILHOS?

RESP.: O período infantil, em sua primeira fase, é o mais importante para todas as bases educativas, e os pais espiritistas cristãos não podem esquecer seus deveres de orientação aos filhos, nas grandes revelações da vida. Em nenhuma hipótese, essa primeira etapa das lutas terrestres deve ser encarada com indiferença. O pretexto de que a criança deve desenvolver-se com a máxima noção de liberdade pode dar ensejo a graves perigos. Já se disse, no mundo, que o menino livre é a semente do celerado. A própria reencarnação não constitui, em si mesma, restrição considerável à independência absoluta da alma necessitada de expiação e corretivo. Além disso, os pais espiritistas devem compreender que qualquer indiferença nesse particular pode conduzir a criança aos prejuízos religiosos de outrem, ao apego do convencionalismo, e à ausência de amor à verdade. Deve nutrir-se o coração infantil com a crença, com a bondade, com a esperança e com a fé em Deus. Agir de ontem a mesma porta larga para os excessos de toda sorte, que conduzem ao aniquilamento e ao crime.

7 - A ECONOMIA DEVE SER DIRIGIDA?

RESP.: No que se refere à técnica de produção, à necessidade da repartição e aos processos de consumo, é mais que justa a direção da economia; porém, nesse sentido, todo excesso político que prejudique a harmonia na lei das trocas, de que o progresso depende inteiramente, é um erro condenável, com graves consequências para toda a estrutura do organismo coletivo. Tais excessos deram causa aos sistemas autárquicos de governo, da atualidade, onde perecem todos os ideais de justiça econômica e de fraternidade, em virtude dos erros de visão do mau nacionalismo. A vida depende de trocas incessantes e toda restrição a esses elevados princípios de harmonia é uma passagem para a destruição revolucionária, onde se invertem todos os valores da vida. Que a economia seja dirigida, mas que as paixões políticas não penetrem os seus domínios de equilíbrio e reciprocidade, porquanto, na sua influência nefasta, o "bastar-se a si mesmo" é a ideologia sinistra da ambição e do egoísmo, onde o fermento da guerra encontra o clima apropriado para as suas manifestações de violência e extermínio.

8 - O HOMEM FÍSICO ESTÁ SEMPRE LIGADO AO SEU PRETÉRITO ESPIRITUAL?

RESP.: Como a maioria das criaturas humanas se encontra em lutas expiatórias, podemos figurar o homem terrestre como alguém a lutar para desfazer-se do seu próprio cadáver, que é o passado culposo, de modo a ascender para a vida e para a luz que residem em Deus. Essa imagem temo-la na semente do mundo que, para desenvolver o embrião, cheio de vitalidade e beleza, necessita do temporário estacionamento no seio lodoso da Terra, a fim de se desfazer do seu envoltório, crescendo, em seguida, para a luz do Sol e cumprindo sua missão sagrada, enfeitada de flores e frutos.

9 - A INTELIGÊNCIA, JULGADA PELO PADRÃO HUMANO, SERÁ A SÚMULA DE VÁRIAS EXPERIÊNCIAS DO ESPÍRITO SOBRE A TERRA?

RESP.: Os valores intelectivos representam a soma de muitas experiências, em várias vidas do Espírito, no plano material. Uma inteligência profunda significa um imenso acervo de lutas planetárias. Atingida essa posição, se o homem guarda consigo uma expressão idêntica de progresso espiritual, pelo sentimento, então estará apto a elevar-se a novas esferas do Infinito, para a conquista de sua perfeição.

10 - COMO SE REGISTRAM AS EXPERIÊNCIAS DO ESPÍRITO EM UMA ENCARNAÇÃO, PARA SERVIREM DE PATRIMÔNIO EVOLUTIVO NAS ENCARNAÇÕES SUBSEQUENTES?

RESP.: É no próprio patrimônio íntimo que a alma registra as suas experiências, no aprendizado das lutas da vida, acerca das quais guardará sempre uma lembrança inata nos trabalhos purificadores do porvir.

11 - COMO DEVEMOS PROCEDER PARA DILATAR NOSSA CAPACIDADE ESPIRITUAL?

RESP.: Ainda não encontramos uma fórmula mais elevada e mais bela que a do esforço próprio, dentro da humildade e do amor, no ambiente de trabalho e de lições da Terra, onde Jesus houve por bem instalar a nossa oficina de perfectibilidade para a futura elevação dos nossos destinos de espíritos imortais.

12 - PODE EXISTIR INTELIGÊNCIA SEM DESENVOLVIMENTO ESPIRITUAL?

RESP.: Diremos melhor: inteligência humana sem desenvolvimento sentimental, porque nesse desequilíbrio do sentimento e da razão é que repousa atualmente a dolorosa realidade do mundo. O grande erro das criaturas humanas foi entronizar apenas a inteligência, olvidando os valores legítimos do coração nos caminhos da vida.

13 - O MEIO AMBIENTE INFLUI NO ESPÍRITO?

RESP.: O meio ambiente em que a alma renasceu, muitas vezes constitui a prova expiatória; com poderosas influências sobre a personalidade, faz-se indispensável que o coração esclarecido coopere na sua transformação para o bem, melhorando e elevando as condições materiais e morais de todos os que vivem na sua zona de influenciação.

14 - QUE SE DEVE FAZER PARA O DESENVOLVIMENTO DA INTUIÇÃO?

RESP.: O campo de estudo perseverante, com o esforço sincero e a meditação sadia, é o grande veículo de amplitude da intuição, em todos o seus aspectos.

15 - DEVE O CRENTE CRIAR IMPOSIÇÕES ABSOLUTAS PARA SI MESMO, NO SENTIDO DE ALCANÇAR MAIS DEPRESSA A PERFEIÇÃO ESPIRITUAL?

RESP.: O crente deve esforçar-se o mais possível, mas, de modo algum, deve nutrir a pretensão de atingir a superioridade espiritual completa, de uma só vez, porquanto a vida humana é aprendizado de lutas purificadoras e, no cadinho do resgate, nem sempre a temperatura pode ser amena, alcançando, por vezes ao mais alto grau para o desiderato do acrisolamento. Em todas as circunstâncias guarde o cristão a prece e a vigilância: prece ativa, que é o trabalho do bem, e vigilância, que é a prudência necessária, de modo a não trair novos compromissos. E, nesse esforço, a alma estará preparada a estruturar o futuro de si mesma, no caminho eterno do espaço e do tempo, sem o desalento dos tristes e sem a inquietação dos mais afoitos.

16 - QUAL A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA HUMANA PARA AS CONQUISTAS EVOLUTIVAS DO ESPÍRITO?

RESP.: A palavra é um dom divino, quando acompanhada dos atos que a testemunhem; e é através de seus caracteres falados ou escritos que o homem recebe o patrimônio de experiências sagradas de quantos o antecederam no mecanismo evolutivo das civilizações. É por intermédio de seus poderes que se transmite, de gerações a gerações, o fogo divino do progresso na escola abençoada da Terra.

17 - RECONHECENDO QUE OS NOSSOS AMIGOS DO PLANO ESPIRITUAL ESTÃO SEMPRE AO NOSSO LADO, EM TODOS OS TRABALHOS E DIFICULDADES, A FIM DE NOS INSPIRAR, QUAIS OS MAIORES OBSTÁCULOS QUE A SUA BONDADE ENCONTRA EM NÓS, PARA QUE RECEBAMOS O SEU SOCORRO INDIRETO, AFETUOSO E EFICIENTE?

RESP.: Os maiores óbices psíquicos, antepostos pelo homem terrestre aos seus amigos e mentores da espiritualidade, são oriundos da ausência de humildade sincera nos corações, para o exame da própria situação de egoísmo, rebeldia e necessidade de sofrimento.

18 - AS VIBRAÇÕES RELATIVAS AO BEM E AO MAL, EMITIDAS PELA ALMA ENCARNADA NO SEU APRENDIZADO TERRESTRE PERSISTEM NO ESPAÇO PARA EXAME E PONDERAÇÃO DO FUTURO?

RESP.: Haveis de convir conosco que existem fenômenos físicos, transcendentes em demasia, para que possamos examiná-los devidamente, na pauta exígua dos vossos conhecimentos atuais. Todavia, em se tratando de vibrações emitidas pelo Espírito encarnado, somos compelidos a reconhecer que essas vibrações ficam perenemente gravadas na memória de cada um; e a memória é uma chapa fotográfica, onde as imagens jamais se confundem. Bastará a manifestação da lembrança, para serem levadas a efeito todas as ponderações, mais tarde, no capítulo das expressões do mal e do bem.

19 - O PRECEITO DO "CORPO SÃO, MENTALIDADE SADIA", PODERÁ SER OBSERVADO TÃO-SOMENTE PELO HÁBITO DOS ESPORTES E LABORES ATLÉTICOS?

RESP.: No que se refere ao "corpo são", o atletismo tem papel importante e seria de ação das mais edificantes no problema da saúde física, se o homem na sua vaidade e egoísmo não houvesse viciado, também, a fonte da ginástica e do esporte, transformando-a em tablado de entronização da violência, do abastardamento moral da mocidade, iludida com a força bruta e enganada pelos imperativos da chamada eugenia ou pelas competições estranhas dos grupos sectários, desviando de suas nobres finalidades um dos grandes movimentos coletivos em favor da confraternização e da saúde. Bastará essa observação para compreendermos que a "mentalidade sadia" somente constituirá uma realidade quando houver um perfeito equilíbrio entre os movimentos do mundo e as conquistas interiores da alma.

20 - A VIDA DO IRRACIONAL ESTÁ REVESTIDA IGUALMENTE DAS CARACTERÍSTICAS MISSIONÁRIAS?

RESP.: A vida do animal não é propriamente missão, apresentando porém, uma finalidade superior que constitui a do seu aperfeiçoamento próprio, através das experiências benfeitoras do trabalho e da aquisição, em longos e pacientes esforços, dos princípios sagrados da inteligência.

21 - É UM ERRO ALIMENTAR-SE O HOMEM COM A CARNE DOS IRRACIONAIS?

RESP.: A ingestão das vísceras dos animais é um erro de enormes consequências, do qual derivam numerosos vícios da nutrição humana. É de lastimar semelhante situação, mesmo porque, se o estado de materialidade da criatura exige a cooperação de determinadas vitaminas, esses valores nutritivos podem ser encontrados nos produtos de origem vegetal, sem a necessidade absoluta dos matadouros e frigoríficos. Temos de considerar, porém, a máquina econômica do interesse e da harmonia coletiva, na qual tantos operários fabricam o seu pão cotidiano. Suas peças não podem ser destruídas de um dia para o outro, sem perigos graves. Consolemo-nos com a visão do porvir, sendo justo trabalharmos, dedicadamente, pelo advento dos tempos novos em que os homens terrestres poderão dispensar da alimentação dos despojos sangrentos de seus irmãos inferiores.

22 - COMO ADQUIRE EXPERIÊNCIA O ESPÍRITO ENCARNADO?

RESP.: A luta e o trabalho são tão imprescindíveis ao aperfeiçoamento do espírito, como o pão material é indispensável à manutenção do corpo físico. É trabalhando e lutando, sofrendo e aprendendo, que a alma adquire as experiências necessárias na sua marcha para a perfeição.

23 - HÁ O DETERMINISMO E O LIVRE-ARBÍTRIO, AO MESMO TEMPO, NA EXISTÊNCIA HUMANA?

RESP.: Determinismo e livre-arbítrio coexistem na vida, entrosando-se na estrada dos destinos, para a elevação e redenção dos homens. O primeiro é absoluto nas mais baixas camadas evolutivas e o segundo amplia-se com os valores da educação e da experiência. Acresce observar que sobre ambos pairam as determinações divinas, baseadas na lei do amor, sagrada e única, da qual a profecia foi sempre o mais eloquente testemunho. Não verificais, atualmente, as realiazações previstas pelos emissários do Senhor há dois e quatro milênios, no divino simbolismo das Escrituras? Estabelecida a verdade de que o homem é livre na pauta de sua educação e de seus méritos, na lei da provas, cumpre-nos reconhecer que o próprio homem, à medida que se torna responsável, organiza o determinismo da sua existência, agravando-o ou amenizando-lhe os rigores, até poder elevar-se definitivamente aos planos superiores do Universo.

24 - O HOMEM EDUCADO DEVE EXERCER VIGILÂNCIA SOBRE O SEU GRAU DE LIBERDADE?

RESP.: É sobre a independência própria que a criatura humana precisa exercer a vigilância maior. Quando o homem educado se permite examinar a conduta de outrem, de modo leviano ou inconveniente, é sinal que a sua vigilância padece desastrosa deficiência, porquanto a liberdade de alguém termina sempre onde começa uma outra liberdade, e cada qual responderá por si, um dia, junto à Verdade Divina.

25 - COMO DEVEMOS EFETUAR NOSSA AUTO-EDUCAÇÃO, ESCLARECIDA PELA LUZ DO EVANGELHO, NOS PROBLEMAS DAS ATRAÇÕES SEXUAIS, CUJAS TENDÊNCIAS EGOÍSTAS TANTAS VEZES NOS LEVAM A ATITUDES ANTIFRATERNAIS?

RESP.: Não devemos esquecer que o amor sexual deve ser entendido como o impulso da vida que conduz o homem às grandes realizações do amor divino, através da progressividade de sua espiritualização no devotamento e no sacrifício. Toda vez que experimentadardes disposições antifraternais em seu círculo, isso significa que preponderam em vossa organização psíquica as recordações prejudiciais, tendentes ao estacionamento na marcha evolutiva. É aí que urge o esforço da auto-educação, porquanto toda criatura necessita resolver o problema da renovação de seus próprios valores. Haveis de observar que Deus não extermina as paixões dos homens, mas fá-las evolutir, convertendo-as pela dor em sagrados patrimônios da alma, competindo às criaturas dominar o coração, guiar os impulsos, orientar as tendências, na evolução sublime dos seus sentimentos. Examinando-se, ainda, o elevado coeficiente de viciação do amor sexual, que os homens criaram para os seus destinos, somos obrigados a ponderar que, se muitos contraem débitos penosos, entre os excessos da fortuna, da inteligência e do poder, outros o fazem pelo sexo, abusando de um dos mais sagrados pontos de referência de sua vida. É por esse motivo que observamos, muitas vezes, almas numerosas aprendendo, entre as angústias sexuais do mundo, a renúncia e o sacrifício, em marcha para as mais puras aquisições do amor divino. Depreende-se, pois, que, ao invés da educação sexual pela satisfação dos instintos, é imprescindível que os homens eduquem sua alma para a compreensão sagrada do sexo.

26 - QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DE UMA BOA AÇÃO?

RESP.: A boa ação é sempre aquela que visa o bem de outrem e de quantos lhe cercam o esforço na vida. Nesse problema, o critério do bem geral deve ser a essência de qualquer atitude. A melhor ação pode, às vezes, padecer a incompreensão alheia, no instante em que é exteriorizada, mas será sempre vitoriosa, a qualquer tempo, pelo benefício prestado ao indivíduo ou à coletividade.