ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO

1 - O QUE É O UNIVERSO?

RESP. O universo é infinito e formado por dois elementos fundamentais: a matéria e o Espírito. Acima de ambos, Deus, a Inteligência Suprema e causa Primária de todas as coisas.

2 - QUAIS SÃO OS ESTADOS DA MATÉRIA E SUAS CARACTERÍSTICAS?

RESP. A matéria que começa no átomo, encontra-se no Universo em dois estados distintos: eterização e consensação. No Primeiro, temos os fenômenos do mundo invisível, que são da alçada do Espiritismo. No segundo, os fenômenos do mundo visível, da alçada da Ciência. No seu ponto de partida, o fluido universal encontra-se em grau de pureza absoluta.

3 - O QUE É O ESPÍRITO?

RESP. É o "princípio inteligente do Universo". Logo se vê que é um elemento que não se confunde com a matéria.

4 - COMO O ESPIRITISMO COMPREENDE A TRINDADE UNIVERSAL RACIONALMENTE?

RESP.: A Doutrina Espírita, por sua vez, na busca de uma compreensão racional dessa realidade, substitui as três pessoas da Trindade pela três realidades essenciais do Universo: Deus, Espírito e Matéria - a trilogia fundamental ou causas primárias do Universo.

5 - DE ONDE SE ORIGINA A MATÉRIA?

RESP.: Em sua origem consiste no princípio material, ou seja, no Fluido Cósmico, matéria geratriz que passa por várias modificações até formar as coisas e seres materiais. É a partir das metamorfoses que surgem os elementos fundamentais da natureza, as aglomerações de átomos que por sua vez darão origem as formas materiais.

6 - EM QUE ESTADOS ENCONTRA-SE A MATÉRIA?

RESP.: Desde a matéria bruta que nossos sentidos percebem até a mais quintessênciadas que não percebemos nem mesmo com equipamentos sofisticados.

7 - QUAL O PROCESSO DE CONSTITUIÇÃO DAS FORMAS MATERIAIS?

RESP.: As múltiplas formas de matéria surgem a partir desse Fluido Cósmico ou matéria primitiva, de cuja transformação originam-se os elementos químicos que compõem a Natureza. Convém aqui esclarecer o processo de constituição das formas materiais, até atingirem o estado de solidez:
1° - átomos: são os agrupamentos de partículas elétrons, protons e nêutrons.
2° - Moléculas: são agrupamentos de átomos unidos por ligações químicas;
3° - elementos: são conjuntos ou aglomerados de átomos da mesma natureza. Ex. hidrogênio, ferro, etc.. São as formas mais simples da matéria.
4° - substâncias ou compostos: são compostos por um número limitado de moléculas, ex. água, ácido clorídico, etc.
5° - corpos: são porções limitadas da matéria.

8 - PODE O HOMEM CONHECER O PRINCÍPIO DAS COISAS?

RESP.: Não. Deus não permite que tudo seja revelado ao homem, aqui na Terra.

9 - O homem penetrará um dia o mistério das coisas que lhe estão ocultas?

RESP.: O véu se ergue na medida em que ele se depura; mas, para compreensão de certas coisas, necessita de faculdades que ainda não possui.

10 - O HOMEM NÃO PODERÁ, PELAS INVESTIGAÇÕES DA CIÊNCIA, PENETRAR ALGUNS SEGREDOS DA NATUREZA?

RESP.: A Ciência lhe foi dada para o seu adiantamento em todos os sentidos, mas ele não pode ultrapassar os limites fixados por Deus.

11 - PODE O HOMEM RECEBER, FORAS DAS INVESTIGAÇÕES DA CIÊNCIA, COMUNICAÇÕES DE UMA ORDEM MAIS ELEVADA SOBRE AQUILO QUE ESCAPA AO TESTEMUNHO DOS SENTIDOS?

RESP.: Sim, se Deus o julgar útil, pode revelar-lhe aquilo que a Ciência não consegue aprender.

12 - A MATÉRIA EXISTE DESDE TODA A ETERNIDADE, COMO DEUS, OU FOI CRIADA POR ELE NUM CERTO MOMENTO?

RESP.: Só Deus o sabe. Há entretando, uma coisa que a vossa razão deve indicar; é que Deus, modelo de amor e de caridade, jamais esteve inativo. Qualquer que seja a distância a que possais imaginar o início da sua ação podereis compreendê-lo um segundo na ociosidade?

13 - DEFINE-SE GERALMENTE A MATÉRIA COMO AQUILO QUE TEM EXTENSÃO, QUE PODE IMPRESSIONAR OS SENTIDOS E É IMPENETRÁVEL. ESSA DEFINIÇÃO É EXATA?

RESP.: Do vosso ponto de vista, sim, porque só falas daquilo que percebeis. Mas matéria existe em estados que não conheceis. Ela pode ser, por exemplo, tão etérea e sutil que não produza nenhuma impressão nos vossos sentidos: entretanto, será sempre matéria, embora não o seja para vós.

14 - QUE DEFINIÇÃO PODEIS DAR DA MATÉRIA?

RESP.: A matéria é o liame que escraviza o espírito; é o instrumento que ele usa, e sobre o qual, ao mesmo tempo, exerce a sua ação.

15 - QUAL É A NATUREZA ÍNTIMA DO ESPÍRITO?

RESP.: Não é fácil analisar o espírito na vossa linguagem. Para vós, ele não é nada, porque não é coisa palpável; mas, para nós, é alguma coisa. Ficai sabendo: nenhuma coisa é o nada e o nada não existe.

16 - ESPÍRITO É SINÔNIMO DE INTELIGÊNCIA?

RESP.: A inteligência é um atributo essencial do espírito; mas um e outro se confundem num princípio comum, de maneira que, para vós são uma e a mesma coisa.

17 - O ESPÍRITO É INDEPENDENTE DA MATÉRIA OU NÃO É MAIS DO QUE UMA PROPRIEDADE DESTA, COMO AS CORES SÃO PROPRIEDADES DA LUZ E O SOM UMA PROPRIEDADE DO AR?

RESP.: São distintos, mas é necessária a união do espírito e da matéria para dar inteligência a esta.

18 - ESTA UNIÃO É IGUALMENTE NECESSÁRIA PARA A MANIFESTAÇÃO DO ESPÍRITO? (POR ESPÍRITO, ENTENDEMOS AQUI O PRINCÍPIO DA INTELIGÊNCIA, ABSTRAÇÃO FEITA DAS INDIVIDUALIDADES DESIGNADAS POR ESSE NOME).

RESP.: É necessária para vós, porque não estais organizados para perceber o espírito sem a matéria; vossos sentidos não foram feitos para isso.

19 - PODE-SE CONCEBER O ESPÍRITO SEM A MATÉRIA E A MATÉRIA SEM ESPÍRITO?

RESP.: Pode-se, sem dúvida, pelo pensamento.

20 - HAVERIA, ASSIM, DOIS ELEMENTOS GERAIS DO UNIVERSO, A MATÉRIA E O ESPÍRITO?

RESP.: Sim e acima de ambos DEUS, o Criador, o pai de todas as coisas. Essas três coisas são o princípio de tudo o que existe, a trindade universal. Mas, ao elemento material é necessário ajuntar o fluido universal, que exerce o papel de intermediário entre o espírito e a matéria propriamente dita, demasiado grosseira para que o espírito possa exercer alguma ação sobre ela. Embora, de certo ponto de vista, se pudesse considerá-lo como elemento material, ele se distingue por propriedades especiais. Se fosse simplesmente matéria, não haveria razão para que o espírito não o fosse também. Ele está colocado entre o espírito e a matéria; é fluido, como a matéria é matéria; susceptível, em suas inumeráveis combinações com esta, e sob a ação do espírito, de produzir infinita variedade de coisas, das quais não conheceis mais do que uma infima parte. Esse fluido universal, ou primitivo, ou elementar, sendo o agente de que espírito se serve, é o princípio sem o qual a matéria permaneceria em perpétuo estado de dispersão e não adquiriria jamais as propriedades que a gravidade lhe dá.

21 - SERÁ ESSE FLUIDO O QUE DESIGNAMOS POR ELETRICIDADE?

RESP.: Dissemos que ele é susceptível de inumeráveis combinações. O que chamais fluido elétrico, fluido magnético são modificações do fluido universal, que é, propriamente falando, uma matéria mais perfeita, mais sutil, que se pode considerar como independente.