ERRATICIDADE

1 - O QUE É ERRATICIDADE?

RESP.: Espíritos ERRANTES são todos os Espíritos que, estando desencarnados, ainda estão sujeitos à reencarnação. Diz-se, então, que eles vivem, ou estão na ERRATICIDADE. Os Espíritos puros que não necessitam mais reencarnar, não são denominados errantes; e então, eles não estão na erraticidade.

2 - O FATO DE PERMANECER NA ERRATICIDADE, É INDÍCIO DE INFERIORIDADE DO ESPÍRITO?

RESP.: Existem casos em que os próprios Espíritos demoram a reencarnar por temerem as consequências da vida corpórea que levarão, tal o montante de débitos que adquiriram perante a justiça divina, sendo necessário então a reencarnação compulsória. Mas, o fato de permanecer na erraticidade não é indício de inferioridade dos Espíritos, uma vez que a condição de errantes abrange toda a escala evolutiva, com exceção dos Espíritos Puros.

3 - O QUE SÃO ESPÍRITOS ERRANTES?

RESP.: Muitos pensam que Espíritos errantes são aqueles que cometeram erros, quando na realidade são os Espíritos que estão em diferentes moradas, embora não estejam nem localizadas, nem circunscritas, independente de erros que eventualmente tenham ou não cometidos.

4 - COMO PODE SER DEFINIDA A PALAVRA "MORADA" EMPREGADA POR JESUS?

RESP.: Independentemente da diversidade dos mundos, pode-se também definir a palavra "morada" usada por Jesus como sendo o estado de felicidade ou infelicidade que o Espírito desfruta na erraticidade.

5 - O QUE DETERMINA A CONDIÇÃO DE FELIZ OU INFELIZ QUANDO NA ERRATICIDADE?

RESP.: Os Espíritos que na existência corpórea tiveram demasiado apego às coisas materiais, não conseguem se desprender totalmente dos valores terrenos. Este apego faz com que não se libertem facilmente dos convencionalismos terrenos, deixando de percorrer o espaço infinito em busca de um maior esclarecimento, preferindo, pelo contrário, materem-se jungidos às coisas transitórias do mundo corporal. Pessoas que foram íntegras e bondosas, que jamais cometeram uma ação má e que sofreram enfermidades ou experimentaram rudes provações, jamais lhes faltando coragem nas adversidades, entram no mundo espiritual desfrutando de indescritível felicidade.

6 - A ALMA SE REENCARNA IMEDIATAMENTE APÓS A SEPARAÇÃO DO CORPO?

RESP.: Às vezes, imediatamente, mas, na maioria das vezes, depois de intervalos mais ou menos longos. Nos mundos superiores a reencarnação é quase sempre imediata. A matéria corpórea sendo menos grosseira, o Espírito encarnado goza de quase todas as faculdades do Espírito. Seu estado normal é o dos vossos sonâmbulos lúcidos.

7 - O QUE É A ALMA, NOS INTERVALOS DAS ENCARNAÇÕES?

RESP.: Espírito errante, que aspira a um novo destino e o espera.

8 - QUAL PODERÁ SER A DURAÇÃO DESSES INTERVALOS?

RESP.: De algumas horas a alguns milhares de séculos. De resto, não existe, propriamente falando, limite extremo determinado para o estado errante, que pode prolongar-se por muito tempo, mas que nunca é perpétuo. O Espírito tem sempre a oportunidade, cedo ou tarde, de recomeçar uma existência que sirva à purificação das anteriores.

9 - ESSA DURAÇÃO ESTÁ SUBORDINADA À VONTADE DO ESPÍRITO, OU LHE PODE SER IMPOSTA COMO EXPIAÇÃO?

RESP.: É uma consequência do livre-arbítrio. Os Espíritos sabem perfeitamente o que fazem, mas para alguns é também uma punição infligida por Deus. Outros pedem o seu prolongamento para prosseguir estudos que não podem ser feitos com proveito a não ser no estado de Espírito.

10 - A ERRATICIDADE É, POR SI MESMA, UM SINAL DE INFERIORIDADE ENTRE OS ESPÍRITOS?

RESP.: Não, pois há Espíritos errantes de todos os graus. A encarnação é um estado transitório, já o dissemos. No seu estado normal, o Espírito é livre da matéria.

11 - PODE-SE DIZER QUE TODOS OS ESPÍRITOS NÃO-ENCARNADOS SÃO ERRANTES?

RESP.: Os que devem reencarnar-se, sim; mas os Espíritos puros, que chegaram à perfeição, não são errantes: seu estado é definitivo.

12 - DE QUE MANEIRA SE INSTRUEM OS ESPÍRITOS ERRANTES? POIS CERTAMENTE NÃO O FAZEM DA MESMA MANEIRA QUE NÓS?

RESP.: Estudam o seu passado e procuram o meio de se elevarem. Vêem, observam o que se passa nos lugares que percorrem; escutam os discursos dos homens esclarecidos e os conselhos dos Espíritos mais elevados que eles, e isso lhes proporciona idéias que não possuíam.

13 - OS ESPÍRITOS CONSERVAM ALGUMAS DAS PAIXÕES HUMANAS?

RESP.: Os Espíritos elevados, ao perderem o invólucro, deixam as más paixões e só guardam a idéia do bem; mas os Espíritos inferiores as conservam, pois de outra maneira pertenceriam à primeira ordem.

14 - POR QUE OS ESPÍRITOS, AO DEIXAREM A TERRA, NÃO ABANDONAM AS SUAS MÁS PAIXÕES, DESDE QUE VÊEM OS SEUS INCONVENIENTES?

RESP.: Tens neste mundo pessoas que são excessivamente vaidosas. Acreditas que, ao deixá-lo, perderão esse defeito? Após a partida da Terra, sobretudo para aqueles que tiveram paixões bem vivas, resta uma espécie de atmosfera que os envolve, guardando todas essas coisas más, pois o Espírito não está inteiramente desprendido. É apenas por momentos que ele entrevê a verdade, como para mostrar-lhe o bom caminho.

15 - O ESPÍRITO PROGRIDE NO ESTADO ERRANTE?

RESP.: Pode-se melhorar-se bastante, sempre de acordo com a sua vontade e o seu desejo; mas é na existência corpórea que ele põe em prática as novas idéias adquiridas.

16 - OS ESPÍRITOS ERRANTES SÃO FELIZES OU INFELIZES?

RESP.: Mais ou menos, segundo os seus méritos. Sofrem as paixões cujos germes conservaram, ou são felizes, segundo a sua maior ou menor desmaterialização. No estado errante, o Espírito entrevê o que lhe falta para ser mais feliz. É assim que ele busca os meios de o atingir; mas nem sempre lhe é permitido reencarnar-se à vontade, e isso é uma punição.

17 - NO ESTADO ERRANTE OS ESPÍRITOS PODEM IR A TODOS OS MUNDOS?

RESP.: Conforme. Quando o Espírito deixa o corpo, ainda não está completamente desligado da matéria e pertence ainda ao mundo em que viveu ou a um mundo do mesmo grau; a menos que, durante sua vida tenha se elevado. Esse é o objetivo a que deve voltar-se, pois sem isso jamais se aperfeiçoaria. Ele pode, entretanto, ir a alguns mundos superiores, passando por eles como estrangeiro. Nada mais faz do que os entrever, e é isso que lhe dá o desejo de se melhorar, para ser digno da felicidade que neles se desfruta e poder habitá-los.

18 - OS ESPÍRITOS JÁ PURIFICADOS VÊM AOS MUNDOS INFERIORES?

RESP.: Vêm frequentemente, a fim de os ajudar a progredir; sem isso esses mundos estariam entregues a si mesmos, sem guias para os orientar.