PLURALIDADE DOS MUNDOS

1 - COMO JULGAR A POSIÇÃO DA TERRA EM RELAÇÃO AOS OUTROS MUNDOS?

RESP.: A grandeza do plano sideral, onde se agita a comunidade de sistemas, é demasiado profunda para que possamos assinar-lhe a definição com os mesquinhos formulários da Terra. Basta lembrar que Capela, um dos nossos vizinhos mais próximos, é um sol 5.800 vezes maior que o nosso astro dia, sem esquecermos que a Terra é 1.300.000 vezes menor que o nosso Sol. Nessas cifras grandiosas, compreendemos a extensão da nossa humildade no Universo, apiedando-nos sinceramente da situação dos conquistadores humanos de todos os matizes, os quais no afã de açambarcarem patrimônios materiais, nos dão a impressão de ridículos e vaidosos polichinelos da vida.

2 - EXISTEM PLANETAS DE CONDIÇÕES PIORES QUE AS DA TERRA?

RESP.: Existem orbes que oferecem piores perspectivas de existência que o vosso e, no que se refere a perspectivas, a Terra é um plano alegre e formoso, de aprendizado. O únido elemento que aí destoa da Natureza é justamente o homem, avassalado pelo egoísmo. Conhecemos planetas onde os seres que os povoam são obrigados a um esforço contínuo e penoso para aliciar os elementos essenciais à vida; outros, ainda, onde numerosas criaturas se encontram em doloroso degredo. Entretanto, no vosso, sem que haja qualquer sacrifício de vossa parte, tendes gratuitamente céu azul, fontes fartas, abundância de oxigênio, árvores amigas, frutos e flores, cor e luz, em santas possibilidades de trabalho que o homem há renegado em todos os tempos.

3 - A HUMANIDADE TERRESTRE É IDÊNTICA À DOUTROS ORBES?

RESP.: Nas expressões físicas, semelhante analogia é impossível, em face das leis substanciais que regem cada plano evolutivo; mas, procuremos entender por humanidade a família espiritual de todas as criaturas de Deus que povoam o Universo e, examiminada a questão sob esse prisma, veremos a comunidade terrestre identificada com a coletividade universal.

4 - O HOMEM CIENTÍFICO PODERÁ ENCARAR COM ÊXITO AS POSSIBILIDADES DE UMA VIAGEM INTERPLANETÁRIA?

RESP.: Pelo menos, enquanto perdurar a sua atitude de confusão, de egoísmo e rebeldia, a humanidade terrestre não deve alimentar qualquer projeto de viagem interplanetária. Que dizermos do homem que, sem dispor a ordem na sua própria casa, quisesse invadir residência dos vizinhos? Se tantas vezes as criaturas terrestres têm menosprezado os bens que a Providência Divina lhes colocou nas mãos, não seria justo circunscrevê-las ao seu âmbito acanhado e mesquinho? O insulamento da Terra é um bem inapreciável. Observemos as expressões do progresso humano, movimentadas para a guerra e para a destruição, nos triunfos da força, e rendamos louvores ao Pai Celestial por não haver dilatado no orbe terreno os processos de observação das suas vaidosas criaturas.

5 - NA DIVERSIDADE DE SUAS EXPERIÊNCIAS, E' O ESPÍRITO OBRIGADO A ADAPTAR-SE ÀS CONDIÇÕES FLUÍDICAS DE CADA ORBE?

RESP.: Esse é um imperativo para aquisição de seus valores evolutivos dentro das leis do aperfeiçoamento.

6 - PODERÃO OS FENÔMENOS DA METEOROLOGIA SER CONTROLADOS, MAIS TARDE, PELOS HOMENS?

RESP.: Os fenômenos meteorológicos, incontroláveis pelas criaturas humanas, não o são pelos prepostos de Jesus, que buscam dispô-los de acordo com os ascendentes espirituais a serem observados em todos os processos evolutivos. Não olvidemos, contudo, que a Terra é uma escola. Se não é possível condeder, por enquanto, um título de conhecimento total aos discípulos rebeldes e preguiçosos, isso será possível um dia, quando a evolução moral houver atingido o nível indispensável ao aproveitamento dessa ou daquela força, em benefício de todos.

7 - O Espiritismo aceita a existência de vida fora da Terra?

RESP.: Antes que a ciência humana e as religiões tradicionais admitissem essa possibilidade, revelaram os Espíritos, na questão 55, de O Livro dos Espíritos, que são habitados todos os mundos que giram no espaço e que a Terra está muito longe de ser o único planeta que asila vida inteligente.

8 - Não há exagero nessa afirmativa? Tomando por base apenas nosso sistema solar, está demonstrado que somente a Terra guarda condições para a vida.,.

RESP.: Sim, sob o ponto de vista biológico. Há que se considerar, entretanto, a vida espiritual. Todos os mundos são habitados por Espíritos, na dimensão espiritual, constituindo populações situadas em variados estágios de evolução.

9 - Diríamos, então, que Marte, Júpiter, Saturno e os demais planetas de nosso sistema são habitados por Espíritos?

RESP.: Pode parecer estranha essa idéia, mas verdadeiramente estranho seria imaginar que Deus houvesse criado miríades de mundos, apenas para enfeitar o Universo ou para contemplação do Homem, como imaginavam os teólogos na antiguidade.

10 - Há, na Terra, Espíritos originários de outros planetas do sistema solar?

RESP.: Certamente. Há migrações envolvendo Espíritos que chegam e que partem, atendendo à dinâmica da evolução e a um intercâmbio salutar entre mundos.

11 -As obras de ficção científica abordam com frequência a possibilidade de a Terra ser invadida um dia por alienígenas. Isso poderia acontecer?

RESP.: Se um dia recebermos a visita de seres extraterrestres, certamente suas intenções não serão belicosas. A tecnologia necessária para vencer as grandes distâncias e os problemas de-correntes, somente será alcançada por civilizações em alto estágio de desenvolvi­mento intelectual, o que fatalmente se fará acompanhar pelo desenvolvimento moral. Banida estará dessas civilizações a ambição de poder e domínio que caracterizam a inferio­ridade humana.

12 - E quanto à aparência? Seriam monstruosos, como costuma situar a ficção científica?

RESP.: A beleza obedece a padrões de simetria e estética que são universais. Seres mais evoluídos terão harmonia de formas, belos, ao olhar humano, ainda que diferentes. Temos um exemplo típico na comparação entre os hominídeos que viveram há duzentos mil anos e o homem de hoje.

13 -Há um grande movimento científico, na atualidade, envolvendo vários países, visando estabelecer contato com seres de outros mundos da radioastronomia, que capta as ondas hertzianas. Acontecerá?

RESP.: Sem dúvida. Mais cedo ou mais tarde, os grandes radiotelescópios captarão transmissões de outros mundos. Mas não pensemos em diálogos. Considerando que a velocidade limite do Universo é a da luz, trezentos mil quilômetros por segundo, e que supostos planetas com vida inteligente situam-se a trilhões de quilômetros, uma simples troca de mensagens demandaria milhares de anos para se consumar.

14 - O Espiritismo teria uma contribuição a respeito do assunto, favorecendo contatos extraterrestres?

RESP.: Segundo Emmanuel, no livro A Caminho da Luz, psicografado por Francisco Cândido Xavier, há um planeta do sistema Capela, na constelação de Cocheiro, a quarenta e dois anos-luz da Terra, habitado por uma civilização capaz de nos enviar mensagens, via rádio. O difícil é convencer os cientistas de que não se trata de mera fantasia e que deveriam apontar seus radiotelescópios naquela direção.