ALMA

Toda pessoa no mundo,

Embora desiludida,

No caminho a que se entrega,

Alma cansada e sincera,

É tão rica do que dá

Por muito te doa a vida,

Quanto é pobre do que nega.

Não desanimes!...Espera.

.

Lucano dos Reis

Auta de Souza

.
O espírito quando avança
As almas quando se amam
No bem que a vida requer
Nem a morte as intimida,
Tem a força do varão
Regressam a berço novo
E a compaixão da mulher.
E encontram-se noutra vida.
.
Silveirade Carvalho
Antonio de Castro
.
Dos quadros além da morte
Toda forma que há na vida
Eis o mais claro que vi:
Por onde a vida se vá
Cada qual entra na sorte
Guarda outra forma escondida
Que fez por dentro de si.
Que a morte revelará.
.
Regueira Costa
Regueira Costa
.  
Boneca que sempre riste
Idéias, sonhos, anseios...
De alma gelada e insincera,
Serve sempre, alma sincera,
Ah! Boneca, como é triste
Quem espera, trabalhando,
A solidão que te espera!
Alcança tudo o que espera.
.
Vivita Cartier
Regueira Costa
..  
   
   
   

 

 

LUZ

ELEVAÇÃO

Escuta, alma querida,
Aceita as aflições e as lágrimas da vida,
Por agentes de acesso à Esfera Superior ...
Mágoa, queixa, revolta e rebeldia
Lembram muralhas sob a noite fria
Furtando o coração à luz do amor.

Se a prova te retalha a alma sincera,
Perdoa, faze o bem, trabalha e espera
Aprendendo da estrada em derredor ...
Tudo o que vive e sonha, sofre e ama,
Dos astros do Infinito aos vermes sob a lama,
Dando-se à elevação do futuro melhor ...

O Sol potente que nos ilumina
É um gigante em perpétua disciplina,
Varando lutas que desconhecemos,
Por mais se lhe arremesse lixo à face,
Brilha em silêncio como se explicasse
Que só o amor domina os Céus Supremos ...


Corre a fonte da penha ao chão da serra,
Depois, ganhando o vale, faz da terra
Verdejante celeiro em garbos de jardim ...
Pelo bem que constrói, de segundo a segundo,
Muitas vezes recolhe os detritos do mundo,
Mas beija lodo e pedra e canta mesmo assim! ..

O carvão na lareira acende a chama,
O tronco mutilado não reclama,
A estrada se aprimora agüentando tratores ...
No trigo triturado o pão puro se asila,
Cria-se a porcelana em fogo sobre a argila,
O roseiral podado dá mais flores! ...

Assim também, alma querida e boa,
Não recuses a dor que aperfeiçoa,
Se nos espanca os sonhos, teus e meus ...
Golpes, tribulações, angústias, tempestade
São recursos da vida erguendo a Humanidade
Para a Bênção de Deus.


Maria Dolores

ALMAS SOFREDORAS

Meus amigos, no serviço
De prece e doutrinação,
Cada Espírito que sofre
É a bênção de uma lição.

Ouvindo os desencarnados
Em lutas de consciência,
Permaneceis navegando
Nas águas da advertência.

Tantos náufragos em treva,
Sem clarão que os reconforte,
São apelos da verdade,
Gritando no mar da morte.

O malfeitor que aparece
No tormento que o redime,
Bramindo, desarvorado,
É mensagem contra o crime.

Paranóicos revoltados,
Em vozerio e barulho,
São avisos dolorosos
Contra os flagelos do orgulho.

Apaixonados que clamam,
Entre a demência e o furor,
Revelam a delinqüência
Que se rotula de amor.

Sovinas desesperados,
Sob o tacão da secura,
São vivas lições na estrada
Contra os perigos da usura.

Suicidas em desalento,
Que a dor pavorosa espia,
Demonstram à saciedade
Os monstros da rebeldia.

As mentes em vício e ódio,
Sob lama deletéria,
Mostram em toda a extensão
A ignorância e a miséria.

Tiranos paralisados,
No suplício da aflição,
Indicam que há fogo e cinza
Nos tormentos da ambição.

Espíritos que perseguem
A carne enferma e insegura
São tristes apontamentos
De vampirismo e loucura.

Obsessores que bradam
Em sofrimentos atrozes
Ensinam que, além do corpo,
Há chagas e psicoses.

Meus irmãos, não olvideis,
No campo do aprendizado,
Que, acendendo a luz no Além,
Quem doutrina é doutrinado.

Casimiro Cunha

 

 

Além da noite
.
Além da noite do sepulcro aberto,
O horizonte mais fúlgido cintila...
Revelando outra luz, doce e tranquila,
Qual sublime alvorada que vem perto !
.
Extasiado, o espírito liberto,
Abandonando o ergástulo de argila
Corta o céu pleno e claro em que se asila,
Longe das sombras do carreiro incerto.
.
Vós que subis por ásperos caminhos,
Sob cruzes de lágrimas e espinhos
Acalentai-as para compreendê-las !...
Atravessai a dor ríspida e santa,
Que outra vida mais alta se levanta
No luminoso império das estrelas.
.
Cruz e Souza

 

REFLEXÕES DE UMA ALMA
No jardim de minha vida há flores entreabertas, Se após o vento, sobrevém a tempestade...
e outras ainda em botão... Sofro a dor, mas não sucumbo à revolta.
Sobre a relva macia ou entre as pedras, Apesar da torrente que encobre o meu olhar,
vou construindo a minha evolução. sei que Jesus continua à minha volta.
.  
Em alguns momentos o Sol é meu conforto, Na Terra, há quem admire o meu perfume.
onde a alegria inunda o meu ser. Há também quem se concentre em meus espinhos...
Em outros, há orvalhos sobre as pétalas... Mas, como a natureza realmente não dá saltos,
A emoção transborda em meu viver. purificar-me constitui o meu destino.
.  
Há tempos em que o vento bate forte, Reveste-me um corpo, sei que sou Espírito
ameaçando tudo arrasar. e que preciso no Bem perseverar...
Resisto o quanto posso nestas horas, Cumprindo fielmente as Leis Divinas,
em que preciso a minha fé exercitar. a Luz Maior, um dia, hei de alcançar !
Iara Pereira da Silva