CORAGEM

No mar revolto do mundo,

Depois de minha viagem

Não te rendas, guarda a fé

Para as Verdades do Além,

Onda subindo mais alto

Já não mais tenho coragem

É o retorno da maré.

De censurar ninguém.
.

Deral Neville

Eugenio Rubião
.
   
   
   
   
.  
   
.