LAR

Anotação clara e simples
Os namorados são sonhos
Que nos obriga a pensar:
Entre a verdade e a ilusão,
Surge o lar dentro mundo
Se chegam ao matrimônio
Sem que o mundo seja o lar.
O lar revela o que são.
..
Marcelo Gama
Xavier de Castro
.
Para quem sofre no Além
Família e reencarnação,
Sob a culpa em choro inglório
Deus as fez buscando a paz,
O regresso ao lar terrestre
Não levam mágoas à frente
É a bênção do purgatório.
Nem deixam contas atrás.
..
Oscar Leal
Roberto de Alencar
.
Cartório faz união
De quaisquer provas na Terra
E começa o lar a dois,
A que mais amansa a gente:
O amor constrói amizade,
Inimigo reencarnado
Casamento vem depois.
Sob a forma de parente.
..
Antonio de Castro
Lulu Parola
.
Quando um sábio das Alturas
Casamento é um laço em luz
Necessita reencarnar
Da Vida Superior
Ninguém consegue impedir
Mas o lar desgovernado
Nem adianta evitar.
É a sepultura do amor.
..
Casimiro Cunha
João Paiva
.
Toda civilização
Não adianta fugir
Cresce em tudo sábiae bela
Do débito que se atrasa
Tão-somente,em qualquer parte,
Reencarnação chega logo
Porque o lar sofreu por ela.
Cobrando dentro de casa.
..
Silveira de Carvalho
Cornélio Pires
.
Todo lar que se levanta
Lar e Mãe - a dupla simples
Como for, seja onde for,
Que a força da vida encerra,
É sempre uma sementeira
Guardam consigo, ante Deus,
Para a colheita do amor.
Toda a grandeza da Terra.
..
José Nava
Antonio Bezerra
.  
No lar - palácio ridente
 
Dos mais belos que há no mundo -,
 
Se o perdão mora na frente,
 
A paz reside no fundo.
 
..
 
Alberto Ferreira
 
.  
   
   

 

L A R (CADINHO)
Não nos vamos iludir Quantas vezes ouvimos:
que o lar é um mar de rosas, "-Lar, doce lar !"
canto dos poetas, Reclamar o fugitivo:
em versos e em prosas ! "-Quem me dera para casa voltar !"
   
Emmanuel, chama o lar de "Cadinho" ...caminhando no mesmo ideal
como se fosse um cantinho, marido dedicado, esposa carinhosa,
um cantinho aconchegante, filhos bonzinhos e educados
onde todos vivem vibrantes... como ondas harmoniosas !
   
Todos trocam beijos, abraços Como o Sol que acende o pântano
num campo de benemerência, sem perceber o insulto da lama,
neste clima fraternal tudo é paz, beleza e calma,
não existe a violência ! ninguém se ofende ou reclama !
   
Ah ! se isso fosse verdade !... Nossas arestas do passado
mas sabemos que Cadinho fervendo na purgação,
é uma grande fornalha, dia-a-dia são lapidadas
para ficarmos mansinhos ! purificando-nos o coração.
   
Foi lá no Plano Maior Aquele moço bonito,
cônscios da responsabilidade carinhoso e alinhado
que convidamos os credores hoje é um velho ranzinza
para acertos, com lealdade. a exigir predicados !
   
A jovem bela, formosa, Ambos se digladiaram
que perdeu os seus encantos, como feras numa jaula
já não é mais amorosa sem perceberem que o lar
vive a reclamar nos cantos. é uma intensa sala de aula.
   
Não aproveitam as lições E lá, naquele bercinho,
nem estudam como irmãos, enfeitado de fita e véu,
e perdem a oportunidade trazendo tanta alegria,
da gloriosa redenção ! um anjoveio do céu !
   
Ah ! mas depois de moço ! ...dizendo que fomos culpados
Sem apelo prorrogado da sua deliquência
na cadeira como réus, e o que lhe é de direito
ele nos coloca sentados ! vem nos cobrar sem clemência.
   
Ah ! se soubéssemos o lar valorizar ! Mas não lamentemos agora
Elegeríamos, no mundo o peso da nossa indigência,
o amor, a concórdia, a paz sempre é tempo de melhorarmos
e a família em primeiro lugar ! na estrada da experiência.
   
Jesus quando veio ao mundo, Da carpintaria de Nazaré
embora erguido a uma cruz, à cruz de Jerusalém,
ensinou-nos que a melhor escola com sabedoria e amor
é simplesmente um lar, cheio de luz ! só passou praticando o bem.
   
Legou-nos o Evangelho, Teu chamamento sublime,
falou-nos da responsabilidade, nós, ingratos desprezamos.
pediu-nos para matarmos o homem velho E em caminhos tortuosos
e renascermos com claridade. sofrendo, chorando, erramos.
   
Ó Jesus ! Se soubesses... Sabemos que vieste de longe
o nosso padecimento e dor, E com tanta serenidade,
porque nunca preferimos tinhas apenas uma preocupação:
nos entregar ao Teu amor ! "De ajudar à Humanidade" !
   
... e resgatemos nossos males  
de tanta desigualdade,  
convertendo a terra amiga,  
em casa de luz e bondade !  

 

MEU LAR
Meu lar é um ninho quente, belo e doce,
Meu generoso e abençoado asilo,
Onde meu coração vive tranquilo
Na sacrossanta paz que Deus me trouxe.
Meu refúgio sereno de esperança
Nele encontro essa luz terna e divina
Do amor que aperfeiçoa, ampara e ensina
Minhalma ingênua e frágil de criança.
O lar é a minha escola mais querida.
Doce escola em que nunca me confundo,
Onde aprendo a ser nobre para o mundo
E a ser alegre e forte para a vida.
João de Deus

 

CONVERSA EM CASA
O suor da paciência
Conserva-te nobre e simples
Encontra a luz por remate.
Para que o bem não se torça.
Não há provação difícil
Muita vez, a ingenuidade
O medo é que nos abate.
É grande sinal de força.
Venceste? Trabalha sempre
No que tange a confidência
Sem detenção no passado.
Fala a Deus em tua prece.
O herói que vive da fama
Quem melhor guarda um segredo
É um vivo-morto enfeitado.
É aquele que o desconhece.
Cultiva a reta intenção
Onde tens o coração
Em tua própria defesa...
Reténs o próprio tesouro..
Mesmo vítima do engano,
O dinheiro que escraviza
Sinceridade é grandeza.
É dura algema de ouro.
Compra, guarda e ajunta livros
Perdoa e ajuda amparando
Mas estuda, dia a dia
Como as terras generosas,
Mostrar a biblioteca,
Que dão, em troco de estrume,
Não mostra sabedoria.
Pão e bênção, vida e rosas.
Casimiro Cunha