PACIÊNCIA

A paciência bendita
Na luta de mais ruído,
Nas horas de inquietação,
Quem serve e persiste vence-a;
Aceitando sem revolta
Coração que andas ferido,
Os entraves tais quais são;
Paciência, paciência.
Mínimos gestos de amor
Um dia serão troféus
Juvenal Galeno
Ampliando-te a riqueza
 
Que depositas nos Céus.
 
..
 
Casimiro Cunha
 
..  
Extingue, paciente e brando,
 
O mal, a sombra, a mentira...
 
O rio lava, cantando,
 
A pedra que se lhe atira.
 
..
 
Virgilio Brandão
 
..